Encorajamento para dias difíceis (XXIV)

Warren W. Wiersbe

 

Olhe para as possibilidades

     Um dia  Jesus visitou um lugar em Jerusalém chamado “Betesda”, que significa “casa de graça.” Naquele lugar havia muitas pessoas doentes porque em certas ocasiões a água agitava-se, e quem entrasse na água era curado. Jesus encontrou ali um homem que estava inválido há 38 anos, e perguntou-lhe: “Queres ser curado?” Em vez de dizer, “Sim, quero!” o homem respondeu, “Senhor, não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me meta no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim!” Antes de criticar este homem seria melhor que perguntasse se não tem cometido o mesmo erro que ele cometeu.

     Quando Jesus apareceu no tanque de Betesda, e andou entre as pessoas limitadas que esperavam ser curadas, Ele estava a trazer-lhes a maior oportunidade que alguma vez tinham tido. Ele era Deus – era Ele o Curador – e ninguém tinha que se esforçar para entrar na água a fim de ser curado. A fé em Cristo tê-los-ia curado instantaneamente.

     Este homem que tinha estado enfermo há trinta e oito anos tinha estado na piscina o tempo suficiente para ver outros entrarem nas águas agitadas e serem curados. Assim dia após dia, ano após ano, ele esperava que chegasse a sua oportunidade. Mas, ah, cada vez que ele tentava entrar na água - ninguém o queria ajudar - alguém entrava antes dele. Jesus perguntou ao homem, “Queres ficar são?” Em vez de responder, “Sim, quero!” o homem começou imediatamente a queixar-se da sua triste situação. Ele tinha pouca consciência que Quem podia mudar a sua situação estava de pé ao seu lado.

     Este foi o primeiro erro que o inválido cometeu: julgou o presente pelo passado. O argumento dele era lógico excepto numa coisa: ele deixou Deus de fora do quadro. Deus não está limitado pelo passado. Independentemente de quantas desilusões e fracassos possamos ter tido no passado, quando Jesus Cristo entra em cena, tudo tem de mudar.

     Eu posso compreender bem a atitude deste homem. Quando é marginalizado ano após ano e negligenciado por aqueles que o poderiam ajudar, fica desanimado; e chega à conclusão que nunca conseguirá nada melhor. Mas esta atitude era um erro. Jesus Cristo, o Filho de Deus, estava exactamente ao lado do homem. Ele disse ao homem, “Levanta-te, toma tua cama, e anda!” E o homem obedeceu pela fé e foi tornado são!

     Nada paralisa tanto as nossas vidas como a atitude de que as coisas nunca podem mudar. Precisamos de nos lembrar que Deus pode mudar as coisas! Deus pode perdoar o pecado e colocar um novo poder nas vidas que parecem ser completos fracassos. Deus pode enviar um reavivamento a uma igreja que toda a gente pensa que está morta. Deus pode alterar uma situação difícil e transformar o aparente fracasso em vitória. Deus faz a diferença! E nós julgarmos o presente pelo passado é limitarmos Deus.

     O segundo erro do homem inválido foi ver os problemas e não ver as possibilidades. “...não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me meta no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim.” Mas Jesus não perguntou ao homem quais eram os seus problemas; Ele perguntou-lhe quais eram os seus desejos. “Queres ficar são?”

     Talvez isto seja o que separa o optimista do pessimista. O optimista vê as possibilidades nos problemas, e o pessimista vê os problemas nas possibilidades. Um vê as oportunidades e o outro vê os obstáculos. Mas a verdadeira base do optimismo é a fé. Quando traz Deus para o quadro até os grandes problemas podem tornar-se grandes potenciais de bênção. O Apóstolo Paulo era um optimista espiritual. Ele escreveu aos seus amigos em Corinto da cidade de Éfeso, “Ficarei, porém, em Éfeso até ao Pentecostes; porque uma porta grande e eficaz se me abriu; e há muitos adversários.” Nós poderíamos ter escrito, “Apesar do facto de haver aqui uma grande oportunidade, vou deixar a cidade porque há demasiados problemas!”

     Gostemos ou não, a perspectiva determina o resultado. Se apenas virmos problemas, seremos derrotados; mas se virmos possibilidades nos problemas, podemos ter a vitória. Deus pegou na gaguez de Moisés e fez dele o maior orador da Bíblia. Ele pegou na coragem e zelo mal direccionados de Pedro e transformou-o num pregador ganhador de almas. E Ele pegou neste homem inválido no tanque de Betesda e transformou-o num filho de Deus com um testemunho para a glória de Deus. Deus pode pegar em qualquer de nós, independentemente de quão desanimados e derrotados possamos estar, e fazer de nós algo maravilhoso para Sua glória.

     Um outro erro que este homem cometeu quando Jesus o encontrou no tanque de Betesda foi ver o que não tinha em vez do que tinha. Deus começa sempre com o que temos antes de nos dar o que precisamos. Ele tomou a vara de Moisés, a funda de David e o barco de Pedro; e Ele pode tomar o que tem e usar isso para transformar a sua vida. O que é que este homem tinha? Um corpo inválido. Mas ele também tinha fé para crer que podia ser curado se conseguisse colocar-se na água. Não há dúvida que a fé dele se tornava mais forte cada vez que via alguém curado e mais fraca ao ficar uma vez mais para trás. Porém ele tinha fé.

     A fé é a única coisa que Deus requer se Ele for operar milagres nas nossas vidas. Os grandes heróis da Bíblia foram heróis, não por causa dos seus talentos ou personalidades mas devido à sua fé. Se confiou em Cristo como seu Salvador, então já tem fé; e esta fé trouxe-lhe o maior milagre de todos – a salvação. Agora, em vez de se queixar do que não tem; porque não começa com o que tem – a sua fé em Cristo – e deixa que a fé se apegue às promessas de Deus?

     Negligenciamos assim, muitas vezes,  esta coisa tremenda chamada fé. Tentamos mudar situações na nossa própria força e sabedoria, só para elas piorarem. Se tão-somente nos voltássemos para o Senhor com os nossos problemas, e confiássemos na Sua operação, descobriríamos então as mudanças maravilhosas que Ele pode fazer. Um dia Ele disse a alguns cegos, “Seja-vos feito segundo a vossa fé” e curou-os. Ele diz o mesmo a si e a mim.

     O homem no tanque de Betesda obedeceu ao mandamento para se levantar e andar. Há trinta e oito anos que ele não se levantava e andava, mas quando o mandamento do Senhor foi dado, ele agiu por fé, e quando obedeceu pela fé, o poder de Deus operou no seu corpo e restaurou-o. Ele podia ter argumentado, “Mas eu não consigo erguer-me! Não consigo andar!” Porém a fé nunca diz, “Não posso”; a fé diz “Deus pode!” “Com Deus nada é impossível!”

     Tenho a certeza de que muitas pessoas têm situações que gostariam de ver mudadas. Talvez tenha estado tão embrulhado nos problemas que não tenha conseguido ver as possibilidades. Tem-se fechado no passado e não consegue realizar que Deus pode mudar o passado. Jesus Cristo vem a si agora e pergunta-lhe se quer ou não ser tornado são. Pode responder com um queixume ou uma desculpa e perder o milagre. Ou pode responder com fé e experimentar o poder de Deus. Deus pode não lhe dar uma solução instantânea como Ele fez ao homem de Bestesda, mas Ele começará a operar na sua vida e conduzi-lo-á ao lugar de liberdade e vitória.      
São os montículos que te fazem escalar
 Encorajamento para dias difíceis

Warren W. Wiersbe
Encorajamento para dias difíceis (I)
Encorajamento para dias difíceis (II)
Encorajamento para dias difíceis (IIII)
Encorajamento para dias difíceis (IV)
Encorajamento para dias difíceis (V)
Encorajamento para dias difíceis (VI)
Encorajamento para dias difíceis (VII)
Encorajamento para dias difíceis (VIII)
Encorajamento para dias difíceis (IX)
Encorajamento para dias difíceis (X)
Encorajamento para dias difíceis (XI)
Encorajamento para dias difíceis (XII)
Encorajamento para dias difíceis (XIII)
Encorajamento para dias difíceis (XIV)
Encorajamento para dias difíceis (XV)
Encorajamento para dias difíceis (XVI)
Encorajamento para dias difíceis (XVII)
Encorajamento para dias difíceis (XVIII)
Encorajamento para dias difíceis (XIX)
Encorajamento para dias difíceis (XX)
Encorajamento para dias difíceis (XXI)
Encorajamento para dias difíceis (XXII)
Encorajamento para dias difíceis (XXIII)
Encorajamento para dias difíceis (XXIV)
Encorajamento para dias difíceis (XXV)
Encorajamento para dias difíceis (XXVI)
Encorajamento para dias difíceis (XXVII)
Encorajamento para dias difíceis (XXVIII)
Encorajamento para dias difíceis (XXIX)
Encorajamento para dias difíceis (XXX)

Sermões e Estudos

Dário Botas
Divide bem a Palavra da verdade

Tema abordado por Dário Botas em 12 de julho de 2020

Carlos Oliveira
Solidão

Tema abordado por Carlos Oliveira em 10 de julho de 2020

José Carvalho
Salmo 1

Tema abordado por José Carvalho em 05 de julho de 2020

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 3:10 em 08 de julho de 2020

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário