Encorajamento para dias difíceis (IX)

Warren W. Wiersbe

 

Vivendo através das desilusões

     Cada um de nós deve aprender como lidar com as desilusões ou decepções da vida. Todos nós sabemos o que significa ter os nossos sonhos desfeitos e os nossos planos alterados. Por vezes a desilusão ou desapontamento machuca tanto uma pessoa que ela fica emocionalmente mutilada para a vida. No entanto há pessoas que se erguem acima dos sonhos desfeitos e vivem vitoriosamente. Nesta meditação, quero apresentar-lhe um homem que enfrentou uma longa vida de desilusão e no entanto triunfou sobre tudo.

     Se alguma vez um homem experimentou desilusões e tragédia pessoal, foi Jeremias. Ele foi chamado para servir a Deus num difícil tempo da história. E foi-lhe dada uma difícil mensagem de proclamar, pois Deus disse-lhe para avisar a nação que o juízo viria e que seria melhor eles arrependerem-se. Jeremias serviu fielmente o Senhor durante mais de quarenta anos. Ele nunca comprometeu a sua mensagem ou a sua lealdade. A sua família voltou-se contra ele, e por fim toda a nação também. Ele viveu para ver a sua amada nação invadida pelo inimigo, e a sua amada cidade e templo completamente destruídos.

     Se algum homem alguma vez teve um coração partido, foi Jeremias. O seu livro de profecias dá testemunho do seu fardo, e o Livro de Lamentações, que ele também escreveu, tem manchas de lágrimas em quase todos os versículos. Imagine-se servir a Deus fielmente durante toda uma vida e, no fim, ver tudo desmoronar-se! Jeremias podia ter morrido com amargura e quebrado, mas não. Na força do Senhor ele pôde enfrentar as suas desilusões e aceitá-las.

     Eu podia indicar-lhe muitas declarações na profecia de Jeremias que indicam a sua coragem e fé, mas bastará apenas uma delas para satisfazer a necessidade nesta mensagem. Encontra-se em Jeremias 10:19: “Ai de mim, por causa do meu quebrantamento! A minha chaga me causa grande dor; e eu havia dito: Certamente isto é enfermidade que eu poderei suportar.” Para mim, esta declaração é uma das maiores declarações de fé e fidelidade encontradas na Bíblia toda. Aprendamos com o profeta Jeremias como enfrentar e conquistar as desilusões da vida.

     A primeira verdade que ele nos ensina é esta: espere desilusões. A vida não é sempre soalheira e sem nuvens; há dias – e talvez semanas – em que é tempestuosa e tenebrosa. Algumas pessoas têm a ideia de que os Cristãos fiéis escapam às desilusões, mas isso não é verdade. Deus não garante que nunca tenhamos um coração partido. Deus não promete a remoção das nossas lágrimas deste lado do céu. Ao ler a Bíblia, e ao ler a biografia Cristã, descobrirá que os santos fiéis de Deus têm a sua dose de desilusões.

     Não acha que o piedoso Abraão ficou desiludido com o comportamento do seu sobrinho Lot? José não ficou pesaroso com o tratamento egoísta que recebeu dos seus irmãos? Os pecados do povo de Israel partiram tanto o coração de Moisés, vez após vez, que ele até quis morrer! O Rei David teve grandes planos para a sua família, no entanto alguns dos seus filhos foram tão pecaminosos que quase destruíram a nação. Quando lê as cartas de Paulo, aprende que ele também soube o que era sofrer desilusão e ter os seus próprios cooperadores no ministério a desiludirem-no a ele e ao Senhor. O Senhor nunca nos prometeu uma vida fácil, por isso espere desilusões.

     Jeremias não tentou enganar-se a si mesmo pensando que era tudo magnífico. “Ai de mim, por causa do meu quebrantamento,” escreveu ele. “A minha chaga me causa grande dor.” Ele admitiu que o seu coração estava partido. Ele confessou abertamente que tinha sido ferido por aqueles que lhe deviam ter causado alegria. Espere desilusão; é um dos factos difíceis da vida.

     O profeta Jeremias ensina-nos uma segunda verdade: as nossas desilusões estão nas mãos de Deus. Tenho a certeza que houve muitas vezes em que o profeta pensou que tinha sido abandonado por Deus. Porque é que Deus não estava a responder às suas orações? Porque é que a Palavra que ele estava a pregar não estava a dar fruto e a mudar a nação? Teria realmente valido a pena ter permanecido ali a ministrar a pessoas de coração tão duro?

     Deus sabia o que estava a acontecer, e Deus estava a dominar e a predominar na vida de Jeremias. Deus permitiu que o Seu servo sofresse. Deus protegeu-o quando o rei quis matá-lo, e Deus providenciou para ele de tal modo que ele não passou fome. Deus até sabia como Jeremias morreria, e Ele não o impediu. Deus estava ali quer Jeremias O visse ou sentisse a Sua presença quer não.

     A primeira mentira que o inimigo nos sussurra quando surge a desilusão é que Deus falhou. Talvez tenha recebido o resultado de um exame médico, e o resultado não seja o que esperava. Orou, leu a sua Bíblia e reclamou as promessas de Deus, e ainda assim a desilusão surgiu. Significará isso que Deus falhou? Não, de modo nenhum. Significa que desiludimos Deus? Não necessariamente. Jeremias foi fiel a ponto de servir Deus mesmo até à morte, e no entanto não viveu para ver cumpridos os seus sonhos acerca do seu povo.

     O Dr. A. T. Pierson costumava dizer, “Os desapontamentos são os Seus apontamentos.” É necessária fé para se crer e descansar, mas é verdade que Deus ainda está no trono, e que Ele irá cumprir os Seus maravilhosos propósitos nas nossas vidas, se O deixarmos. Se combatermos as circunstâncias e nos tornarmos amargos, então Deus não poderá cumprir em nós e por nosso intermédio tudo o que Ele tem em mente. Se nos rendermos a Ele e n’Ele confiarmos para que faça o que é melhor, então todas as coisas funcionarão conjuntamente para bem.

     Escute a declaração de fé de Jeremias quando ele enfrenta as dolorosas desilusões da vida: “Ai de mim, por causa do meu quebrantamento! A minha chaga me causa grande dor; e eu havia dito: Certamente isto é enfermidade que eu poderei suportar.” Ele não culpou Deus ou outras pessoas; ele não tentou transferir a responsabilidade para outrem; ele não combateu as circunstâncias nem tentou mudar a mente de Deus. Ele aceitou pela fé o fardo da sua dor, e confiou que Deus operaria a Sua vontade perfeita. Neste universo há uma lei básica que diz, “Combata a vontade de Deus e ela quebrá-lo-á; aceite a vontade de Deus e ela o realizará.”  O que vai fazer?

     Nós temos aprendido duas verdades ajudadoras sobre as desilusões da vida: primeiro, esperá-las; segundo, crer que Deus está a operar um plano perfeito. A terceira verdade é esta: rendição à vontade de Deus e deixar que Ele sare o seu coração partido e cumpra os Seus desejos. Jeremias não combateu Deus, embora tivesse havido ocasiões em que ele questionou a vontade de Deus. Ele não tentou conseguir o seu próprio caminho. Em vez disso Jeremias rendeu-se à vontade de Deus e deixou que Deus operasse o Seu plano perfeito.

     Qual foi o resultado? A nação foi tornada cativa e levada para Babilónia. E Jeremias foi sequestrado e levado para o Egipto por alguns fanáticos, e ali, de acordo com a tradição, ele foi apedrejado até à morte por pregar a verdade. A história não tem um fim feliz, mas na vontade de Deus, todo o fim é feliz. Deus não julga a vida de um homem pelo que os jornais dizem. Ele julga justamente na base do que é eterno.

     O que é que Deus realizou nesta história trágica? Em primeiro lugar, Deus fez um homem muito semelhante ao Senhor Jesus Cristo. Quando Jesus estava aqui na terra, Ele perguntou aos Seus discípulos o que é que as pessoas diziam d’Ele; e uma das respostas foi, “Tu és o profeta Jeremias.” Que tremendo elogio, ser comparado ao Senhor Jesus Cristo! Quando lê a vida de Jeremias, pode descobrir muitos paralelismos entre ele e o Salvador – e o que fez que isso sucedesse foi o seu sofrimento. As próprias desilusões da vida foram as ferramentas que esculpiram Jeremias e o lustraram e o tornaram como Jesus Cristo.

     Não é afinal isso que as desilusões visam? Deus opera conjuntamente todas as coisas para bem, e parte desse bem (segundo Romanos 8:29) é que possamos ser conformados à imagem do Seu Filho – tornados mais semelhantes ao Senhor Jesus Cristo. No Velho Testamento os quatro homens que melhor retratam Jesus Cristo são homens que sofreram – José, Moisés, David, e Jeremias. Portanto, se nós sofrermos, é porque Deus quer lustrar-nos e tornar-nos semelhantes ao Seu próprio Filho.

     Deus constrói o carácter nas desilusões da vida e Ele também dá testemunho. No meio das suas desilusões, Jeremias deu testemunho do Senhor e apresentou a Sua mensagem às pessoas. Pela sua pregação e viver, Jeremias dirigiu os outros para Deus. As desilusões não são apenas oportunidades para a maturidade, mas são também oportunidades para o ministério. Nós hoje temos os escritos de Jeremias para nossa própria aprendizagem e vivência porque o profeta foi fiel a Deus. Quando aceita as desilusões, confia em Deus, e se rende a Ele, deixa algo para trás a fim de ajudar outros nas batalhas da vida.
“Certamente isto é enfermidade que eu poderei suportar!” escreveu Jeremias. Ele não se queixou – ele aceitou as suas desilusões e permitiu que Deus as usasse para seu bem e para a glória de Deus.      

Sermões e Estudos

Dário Botas
O orgulho do homem

Sermão proferido por Dário Botas em 16 de fevereiro de 2020

Bruno Santos
Profeta Elias

Sermão proferido por Bruno Santos em 09 de fevereiro de 2020

José Carvalho
A nossa glória

Sermão proferido por José Carvalho em 02 de fevereiro de 2020

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 3:3 em 19 de fevereiro de 2019

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário