O propósito de Deus no impedimento de Satanás

Foto profissional grátis de andar, anônimo, ao ar livre

 

“Pelo que bem quisemos, uma e outra vez, ir ter convosco, pelo menos eu, Paulo, mas Satanás no-lo impediu” (1 Tes. 2:18).

Deus tem um plano para cada um de nós, um plano que é para o nosso bem e a Sua glória. Contudo, não nos devemos esquecer que Satanás também tem um plano para a vida do crente. Os seus desígnios visam destruir a nossa vida e testemunho de Cristo por meio do pecado, falsas crenças e decisões erradas. A menção que Paulo faz das “astutas ciladas do diabo” em Efésios 6:11 ensina-nos que Satanás tem estratégias, métodos e esquemas para nos fazer cair ou fugir na batalha espiritual. Satanás não te pode tirar a tua salvação (Colossenses 3:3), mas pode destruir o teu testemunho. Como um ladrão, ele também pode roubar de ti a tua alegria em Cristo e a tua certeza da salvação.

Depois de estabelecer a igreja em Tessalónica, Paulo tentou “uma e outra vez” religar-se e visitá-los, mas não deu certo. A razão, escreveu Paulo, era que “Satanás no-lo impediu”. A palavra Grega para “impediu” é usada para tornar uma estrada intransitável. No contexto do atletismo, significava rasteirar alguém durante uma corrida. Num contexto militar, referia-se a abrir uma trincheira na frente de um exército que avançava para impedir o avanço do inimigo. Satanás faz a mesma coisa na nossa vida cristã: ele bloqueia o caminho, rasteira-nos a meio do caminho para nos fazer tropeçar ou impede o nosso progresso espiritual.

Nós não sabemos especificamente o que Satanás fez para impedir que Paulo voltasse a Tessalónica, mas sabemos que Paulo atribuiu o impedimento ao próprio Satanás. No entanto, nós agora vemos como até mesmo o obstáculo de Satanás era parte da providência de Deus para a vida de Paulo. Deus permitiu e usou a oposição de Satanás e extraiu bem desse obstáculo que Paulo considerara mau. Assim como fez com a cruz, Deus realizou os Seus próprios propósitos, usando o diabo para o efeito.

A consequência da impossibilidade de Paulo ir a Tessalónica foi ele escrever-lhes uma carta, uma carta que se tornou parte da nossa Bíblia. Esta carta, por sua vez, resultou em glória para Deus e, nos últimos 2.000 anos, incontáveis ​​multidões de pessoas têm sido beneficiadas com a Primeira Epístola de Paulo aos Tessalonicenses e têm sido abençoadas pelas suas verdades divinas, como a nossa bem-aventurada esperança do Arrebatamento (4:13-18) - para citar apenas uma. Foi porque Paulo enfrentou um obstáculo satânico na sua vida que nós temos a Primeira Epístola aos Tessalonicenses. Faremos bem em recordar isto, sempre que enfrentamos uma estrada bloqueada ou uma barreira na vida que consideramos má, pois Deus pode operar trazendo algo de bom para Sua glória e nossa bênção.

- Por Kevin Sadler

Tirar conclusões precipitadas

Pessoa Segurando Smartphone Preto

 

 

E, finalmente, sede todos de um mesmo sentimento, compassivos, amando os irmãos, entranhavelmente misericordiosos e afáveis, não tornando mal por mal, ou injúria por injúria, antes, pelo contrário, bendizendo; sabendo que para isto fostes chamados, para que, por herança, alcanceis a bênção. – 1 Pedro 3:8-9

Ler mais: Tirar conclusões precipitadas

Tu és as mãos de Cristo

grayscale photo of persons hand

 

 

     Ora vós sois o corpo de Cristo, e seus membros em particular. -1 Coríntios 12:27

     Se és Cristão, então fazes parte do corpo de Cristo na Terra. É as tuas mãos, pernas e boca que Ele usa para fazer as Suas tarefas diárias no teu mundo.

     No romance de Alexander Irvine, My Lady of the Chimney Corner, uma idosa foi confortar uma vizinha cujo filho estava morto. Ela colocou a mão sobre a cabeça da sua amiga e disse: "Ah, mulher, Deus não é um livro impresso para ser transportado por um homem em roupas finas, não é uma cruz pendurada na corrente do relógio de um sacerdote. Deus pega na mão que encontre. Às vezes ele pega na mão de um bispo e coloca-a na cabeça de uma criança em bênção, na mão de um médico para aliviar a dor, na mão de uma mãe para guiar uma criança, e às vezes ele pega na mão de uma pobre velha como eu para consolar uma vizinha. Mas são todas mãos tocadas pelo Seu Espírito, e o Seu Espírito está em toda parte procurando mãos para as usar. ”*

     O Espírito de Deus está à procura de mãos, corpos e mentes para usar. Mas ele raramente nos usa sem a nossa permissão. Nós, como Isaías, temos que primeiro dizer: “Eis-me aqui, Senhor - envia-me a mim”. Isso é exatamente o que Deus deseja que digas para iniciar a tua grande aventura de serviço. Algumas pessoas que conheces passarão a vida totalmente absortas em si próprias e perderão a maior oportunidade da vida, que é fazer a diferença no nosso mundo.

 

APROFUNDANDO:

1. Sabias que és, na terra, a boca, as mãos e os pés do Senhor Jesus Cristo? O que quer o Senhor dizer ou fazer através de ti? Onde é que Ele quer ir por teu intermédio?

2. Podes dizer como Isaías, “Eis-me aqui, Senhor - envia-me a mim?"

 

LEITURA ADICIONAL:

Isaías 6:1-8

 

______________________________

* Alexander Irvine, My Lady of the Chimney Corner (Flint: Apple Tree Press, 1981).

Por Jim Burns

Bem-sucedido ou fiel?

low-angle photography of man in the middle of buidligns

 

 

     E o seu senhor lhe disse: Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor.  – Mateus 25:21

     A maioria das pessoas esforça-se para ter sucesso. Há produtos que prometem sucesso instantâneo em tudo - desde a perda de peso até à liberdade financeira. Há escolas que prometem sucesso na produção de alunos bem instruídos que terão sucesso na universidade e no mundo do trabalho. Na verdade, existe a promessa de que, se fores bem-sucedido no trabalho, nos negócios, na formação, no desporto ou nas artes, terás conseguido uma vida de sucesso. Excelente! Quero inscrever-me!

     Infelizmente, essa ideia de sucesso infiltrou-se na igreja em quase todos os aspetos. Uma igreja bem-sucedida geralmente é medida pelo número de membros, participantes na manhã de domingo, número de participantes na equipa ministerial ou pelo número de pessoas que responderam a um apelo. Eu gostaria que pensásses que a igreja não é chamada para ser “bem-sucedida” do modo como o sucesso é medido hoje. Em vez disso, somos chamados a ser fiéis.

     O Senhor Jesus Cristo contou uma parábola de três servos que receberam responsabilidades sobre diferentes quantias de dinheiro ou “talentos”. Dois dos servos usaram o que lhes foi dado pelo Senhor e tiveram algum lucro; contudo, o outro servo, por medo do Senhor, enterrou o seu talento no solo, devolvendo apenas o que lhe foi dado quando o Senhor voltou. Os servos que investiram os seus talentos e trouxeram um retorno maior foram descritos como “bons e fiéis”, enquanto aquele que escondeu o seu talento foi descrito como “mau e negligente”.

     Alguns descreveriam os dois primeiros como "bem-sucedidos". O Senhor, no entanto, descreveu-os como "fiéis". As duas coisas são completamente separadas? Não necessariamente. A fidelidade às vezes traz sucesso terreno, mas muito mais importante, a fidelidade traz recompensa eterna. Isso significa que não nos devemos esforçar para ter sucesso nos nossos ministérios? Talvez o melhor objetivo seja esforçares-te por seres fiel. O Senhor chama-nos à excelência e a investir tudo o que nos foi dado, como igreja e pessoalmente, para o Seu reino. Quando somos fiéis, Ele pode fazer com que tenhamos qualquer tipo de sucesso se assim o desejar.

 

APROFUNDANDO:

1. Na tua própria vida, como determinas se és bem-sucedido? Consideras-te espiritualmente bem-sucedido? Porquê ou porque não?

2. Como é que a fidelidade - em oposição ao sucesso - pode ser uma melhor medida do estado da tua vida espiritual?

 

LEITURA ADICIONAL:

Mateus 25:14-30

Por Leslie Snyder

O Consolador final

 

Mulher De Casaco Cinza Sorrindo

 

     Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação, que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados de Deus.  - 2 Coríntios 1:3-4

Ler mais: O Consolador final

Sermões e Estudos

Fernando Quental
Para a glória de Deus

Tema abordado por Fernando Quental em 09 de maio de 2021

Carlos Oliveira
Nem tudo é o que parece

Tema abordado por Carlos Oliveira em 07 de maio de 2021

Alberto Veríssimo
Crer é poder

Tema abordado por Alberto Veríssimo em 02 de maio de 2021

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 3:22 em 05 de maio de 2021

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário