Sete Vezes Um Fracasso (IV)

C. R. Stam
 

A DISPENSAÇÃO DA PROMESSA

     Foi nesse cenário que Deus escolheu Abraão (nessa altura ainda chamado Abrão) e disse-lhe:
 

     “Sai-te da tua terra, e da tua parentela, e da casa de teu pai, para a terra que Eu te mostrarei.

     E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção.

     E abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.” (Gén. 12.1-3)

     No seu carácter estas promessas eram incondicionais e certamente serão gloriosamente cumpridas, mas não devido a alguma virtude em Abraão ou na sua semente multiplicada, pois o próprio Abraão fracassou logo no princípio ao não apropriar a promessa de Deus, como indica a frase de abertura de Génesis 12: “Ora o Senhor disse a Abraão …” Isto indica que Abraão tinha feito algo diferente do que Deus lhe tinha dito para fazer; assim devemos recuar à breve narrativa com que a Dispensação da Promessa principia:

     “E tomou Terá a Abrão seu filho, e a Lot filho de Haran, filho de seu filho, e a Sarai sua nora, mulher de seu filho Abrão, e saiu com eles de Ur dos Caldeus, para ir à terra de Canaã; e vieram até Haran, e habitaram ali.

     E foram os dias de Terá duzentos e cinco anos; e morreu Terá em Haran.” (Gén. 11.31,32)

     O modo preciso como Deus falara a Abraão não nos é dito, nem necessitamos de saber, mas pelo que nos é dito aqui não nos é difícil de imaginar. Abraão diz ao seu pai idólatra,1 e talvez a toda a sua família, que Deus lhe falou, instando com ele para que deixasse a sua terra, a sua parentela e até a casa de seu pai, para se dirigir para uma terra que Deus lhe mostraria. Pode-se imaginar a consternação que este anúncio terá provocado e como Terá terá replicado com o filho: “Estás a sonhar … Como é que podes deixar a tua própria carne e sangue? …  Espera um mês ou meses mesmo, e pensa bem”, etc. finalmente, quando Abraão insiste em ir, que deve ir Terá diz: Eu levar-te-ei”.

     Ora Deus tinha claramente instruído Abraão: “Sai … da tua parentela e da casa de teu pai”, mas evidentemente Abraão rendeu-se à proposta final de Terá, e assim Terá, cujo nome significa impedimento “tomou Abrão … e Lot … e Sarai” e principiou a jornada para Canaã. Porém não avançou mais que Haran, “e habitou ali”. Na verdade, o pequeno grupo habitou ali até à morte de Terá, vinte e cinco anos mais tarde. Assim Abraão procrastinou vinte e cinco anos, fracassando todos aqueles anos a sua entrada em Canaã, a terra para a qual o Senhor o tinha chamado.

     É esta a narrativa com que principia a Dispensação da Promessa. E como ela termina? Com Israel, a semente multiplicada de Abraão, fracassando a sua entrada em Canaã, a terra da promessa.

     Em Deuteronómio 1, Moisés recorda como foi logo após Israel ter deixado o Egipto que ele lhes disse:

     “Chegados sois às montanhas dos Amorreus, que o Senhor nosso Deus nos dará.

     Eis aqui o Senhor teu Deus te deu esta terra diante de ti: sobe, possui-a, como te falou o Senhor Deus de teus pais; não temas e não te assustes” (Vers. 20,21).

     Porém eles, como seu pai Abraão, tinham dado ouvidos à voz da incredulidade, como Moisés agora lhes recorda:

     “Então todos vós vos chegastes a mim, e dissestes: Mandemos homens adiante de nós, para que nos espiem a terra, e nos dêem resposta por que caminho devemos subir a ela, e a que cidades devemos ir. (Ver. 22)

     "Mas nem por isso crestes ao Senhor vosso Deus,

     "Que foi adiante de vós por todo o caminho, para vos achar o lugar onde vós devíeis acampar: de noite no fogo, para vos mostrar o caminho por onde havíeis de andar, e de dia na nuvem” (Vers. 32,33).

     Assim, a Dispensação da Promessa principiou com o fracasso de Abraão ao não entrar em Canaã e terminou com Israel tendo um fracasso idêntico.

Sermões e Estudos

Fernando Quental
O que fazer em tempos difíceis

Tema abordado por Fernando Quental em 29 de março de 2020

Carlos Oliveira
O Coronavírus e a Bíblia

Tema abordado por Carlos Oliveira em 27 de março de 2020

David Gomes
Resposta bíblica ao Coronavírus

Tema abordado por David Gomes em 22 de março de 2020

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 3:4 em 01 de abril de 2020

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário