“Honra a teu pai e a tua mãe” (5)

Honra a teu pai e a tua mãe, ordena o Senhor

 

 

II Como honrar o pai e a mãe biblicamente

     A Bíblia é o livro mais prático do mundo e, portanto, não nos deixa a conjeturar e a imaginar como é que Deus quer que filhos e filhas honrem os seus pais. Vejamos, então, nas Escrituras, como Deus quer que honremos pais e mães.

 

1. Honrar os pais envolve respeito pelas suas pessoas.

     Todo filho ou filha desde a infância deve ter uma genuína reverência e respeito pela pessoa do seu pai e da sua mãe.

     Ferir pai ou mãe merecia a pena de morte (Êxo. 21:15).

     Maldizer pai ou mãe significava também a pena de morte sob a lei mosaica (Êx 21:17; Lv. 20:9; Mat. 15:4).

     Mesmo um bebé deve ser ensinado a nunca levantar a mão contra o pai ou a mãe. Mesmo a brincar, não se deve permitir que uma criança bata no pai ou na mãe, mas deve ter uma santa reverência pela pessoa dos seus pais.

     Nenhum filho ou filha, desde a infância até à velhice, jamais deve ofender ou amaldiçoar pai ou mãe. Requer-se respeito e reverência piedosos para se obedecer a este mandamento: “Honra a teu pai e a tua mãe”.

     Em Levítico 18:7, a Escritura diz: “Não descobrirás a nudez de teu pai e de tua mãe; ela é tua mãe; não descobrirás a sua nudez.”

     Os pais devem manter-se adequadamente vestidos na presença dos seus filhos. O respeito e a reverência apropriados que um filho ou uma filha recebem dos seus pais exigem que não se descubra a nudez do seu pai ou mãe.

     Lembre-se do caso trágico de Cam, filho de Noé. Cam recebeu uma maldição sobre os seus filhos, porque ele próprio desonrou o seu pai, Noé, olhando-o quando ele estava despido. A história é apresentada em Génesis 9:20-27:

     “E começou Noé a ser lavrador da terra e plantou uma vinha. E bebeu do vinho e embebedou-se; e descobriu-se no meio de sua tenda. E viu Cam, o pai de Canaã, a nudez de seu pai e fê-lo saber a ambos seus irmãos, fora. Então, tomaram Sem e Jafé uma capa, puseram-na sobre ambos os seus ombros e, indo virados para trás, cobriram a nudez do seu pai; e os seus rostos eram virados, de maneira que não viram a nudez do seu pai. E despertou Noé do seu vinho e soube o que seu filho menor lhe fizera. E disse: Maldito seja Canaã; servo dos servos seja aos seus irmãos. E disse: Bendito seja o SENHOR, Deus de Sem; e seja-lhe Canaã por servo. Alargue Deus a Jafé, e habite nas tendas de Sem; e seja-lhe Canaã por servo.”

     É notável que Deus tenha pensado menos na bebedeira de Noé do que no pecado de Cam ao observar a nudez do seu pai! Alguns têm pensado que Noé não sabia que o vinho era fermentado. É possível. De qualquer forma, uma terrível maldição foi lançada sobre Cam e os seus filhos, porque ele foi um filho desrespeitador, sem reverência e respeito pela pessoa do seu pai. Mas Sem e Jafé foram abençoados porque, sem olhar, cobriram o seu pai Noé.

     Um pai Cristão dedicado, há algum tempo, disse-me que estava perturbado porque psicólogos e professores modernos em questões sexuais sugerem que pais e mães se dispam diante dos seus filhos, esperando, assim, evitar qualquer constrangimento ou embaraço particular sobre questões sexuais. Ele estava ansioso por fazer o que era adequado e certo, mas sentiu que a sensatez e a decência impedem todo homem normal de se expor diante dos seus filhos pequenos. Eu mostrei-lhe logo pelas Escrituras que tal sensatez inata é transmitida por Deus, e que seria pecaminoso e errado derrubar a restrição e reverência natural que os filhos têm pelos seus pais.

     Se uma pessoa visitar a Casa Branca para ver o presidente, qualquer senso de decência impedi-la-á de entrar ousadamente na presença do presidente quando este estiver a tomar banho. O verdadeiro respeito e reverência dos filhos para com os seus pais, como superiores a si em idade, em sabedoria e principalmente em posição, tornam errado que os filhos se alastrem ou desrespeitem os mesmos.

     Nesse contexto, permita-me dizer que a moda moderna de incentivar as crianças a chamar os seus pais e mães pelo primeiro nome parece-me não apenas insensata e tola, como perversa e irreverente. O miúdo que chama o seu pai de "Zé" ou "Ruca" certamente não tem a reverência e o respeito que são corretamente defendidos pelas Escrituras mencionadas acima. Os jovens bem educados certamente que não chamarão ao seu professor na escola, ao Presidente da Câmara da sua cidade, ao seu representante no Parlamento (Deputado) ou ao seu Presidente pelos seus primeiros nomes. Exatamente pela mesma razão, eles não devem chamar o pai ou a mãe pelo primeiro nome. Os filhos e filhas que falem desrespeitosamente com os seus pais ou mães, ou sobre eles, cometem um grave pecado. Quem honrar o seu pai e a sua mãe terá respeito reverente por eles.

- John Rice
The Home (O Lar)
(Continua)

“Honra a teu pai e a tua mãe” (1)
“Honra a teu pai e a tua mãe” (2)
“Honra a teu pai e a tua mãe” (3)
“Honra a teu pai e a tua mãe” (4)
“Honra a teu pai e a tua mãe” (5)
“Honra a teu pai e a tua mãe” (6)
“Honra a teu pai e a tua mãe” (7)
“Honra a teu pai e a tua mãe” (8)
“Honra a teu pai e a tua mãe” (9)
“Honra a teu pai e a tua mãe” (10)
“Honra a teu pai e a tua mãe” (11)
“Honra a teu pai e a tua mãe” (12)

Sermões e Estudos

Carlos Oliveira
Como vês a tua vida?

Tema abordado por Carlos Oliveira em 14 de agosto de 2020

José Carvalho
Salmo 95

Tema abordado por José Carvalho em 09 de agosto de 2020

Carlos M. Oliveira
A tragédia dos incêndios

Tema abordado por Carlos Oliveira em 07 de agosto de 2020

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 3:12 em 12 de agosto de 2020

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário