Seres inteligentes no Espaço (III)

Cornelius R. Stam

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os santos anjos

     Os santos anjos são aqueles que se mantiveram fiéis a Deus enquanto outros se juntavam a Satanás na sua rebelião. Por vezes encontramo-los congregados em grandes números.

     No nascimento do nosso Senhor havia “uma multidão dos exércitos celestiais” (Lc 2:13). Na transfiguração, “uma nuvem luminosa” cobriu-O e aos Seus três apóstolos. Na Sua ascensão “uma nuvem o recebeu, ocultando-o a seus olhos.” (At 1:9). No arrebatamento, seremos arrebatados “nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares” (1Ts 4:17). Finalmente, quando Ele regressar à terra para reinar, virá “com as nuvens” (Ap 1:7).

    O que são estas nuvens? Quando este escritor era uma criança, temia que um dia nublado pudesse significar o fim da dispensação, mas certamente estas nuvens não são atmosféricas. São sem dúvida hostes dos seus anjos fiéis, pois enquanto Apocalipse 1:7 diz “Eis que vem com as nuvens”; Mateus 25:31 explica que Cristo virá “em sua glória, e todos os santos anjos com Ele”.

     Nas Escrituras uma “nuvem” pode referir-se a uma multidão (Hb 12:1). Também em muitas passagens do Antigo Testamento Deus é chamado “SENHOR dos Exércitos”, e em Êxodo 13:21 lemos acerca de uma “coluna de nuvem” que guiava Israel de dia e se transformava numa “coluna de fogo” à noite. Sem dúvida se tratava da mesma nuvem Shekinah que mais tarde “cobriu a tenda da congregação, e a glória do SENHOR encheu o tabernáculo.” (Ex 40:35,36).

     O Salmo 103:20 diz acerca destes anjos que “excedeis em força, que guardais os Seus mandamentos, obedecendo à voz da Sua Palavra.”

     Uma das suas principais tarefas é o auxílio ao povo de Deus, como exemplifica o Salmo 34:7: 

     “O anjo do SENHOR acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra.”

     No Salmo 91:11,12 lemos a passagem que Satanás citou parcialmente ao nosso Senhor:

     “Porque aos Seus anjos dará ordem a Teu respeito, para Te guardarem em todos os Teus caminhos.

     "Eles Te sustentarão nas suas mãos, para que não tropeces com o Teu pé em pedra.”

     Além destes exemplos genéricos, temos muitas confirmações específicas no Antigo Testamento acerca do auxílio prestado por anjos aos servos de Deus. Um exemplo digno de nota aparece no livro de Daniel, quando este, após uma noite na cova dos leões, pôde testemunhar perante o Rei Dário:

     “O meu Deus enviou o Seu anjo, e fechou a boca dos leões” (Dn 6:22).

     De igual forma, no Novo Testamento encontramos exemplos da ação de anjos: 

     Um anjo apareceu a José a confirmar a integridade de Maria. (Mt 1:20). Mais tarde também um anjo lhe apareceu a avisá-lo dos planos de Herodes para matar Jesus e a aconselhá-lo a fugir para o Egipto. (Mt 2:13). Anjos serviram o Senhor Jesus após a Sua tentação no deserto. (Mt 4:11), e também na sua agonia no Monte das Oliveiras (Lc 22:43). Um anjo libertou os apóstolos da prisão (At 5:19), e de novo um anjo libertou Pedro, enquanto este esperava julgamento (At 12:7,8).

- Cornelius R. Stam
(Continua) 

Seres inteligentes no Espaço (I)
Seres inteligentes no Espaço (II)
Seres inteligentes no Espaço (III)
Seres inteligentes no Espaço (IV)
Seres inteligentes no Espaço (V)
Seres inteligentes no Espaço (VI)

Sermões e Estudos

Fernando Quental
O bom entendimento

Sermão proferido por Fernando Quental em 23 de fevereiro de 2020

Dário Botas
O orgulho do homem

Sermão proferido por Dário Botas em 16 de fevereiro de 2020

Bruno Santos
Profeta Elias

Sermão proferido por Bruno Santos em 09 de fevereiro de 2020

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 3:3 em 19 de fevereiro de 2019

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário