Seres inteligentes no Espaço (II)

Cornelius R. Stam

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dois partidos – dois príncipes

     Há uma analogia que se pode fazer entre a divisão dos anjos e a divisão política de alguns países, cada um deles tendo um líder, tal como “os principados e potestades nos céus” se dividem em dois “partidos” cada um com o seu líder. Em Ap. 12:7 são chamados “Miguel e os seus anjos”, e “o dragão e os seus anjos”. No vers. 9 o “dragão” é identificado como “a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás”.

     Considerando a enorme diferença de carácter entre Miguel e seus anjos e Satanás e os seus anjos, esperamos que os nossos leitores não levem esta analogia longe demais e queiram saber qual o partido que é representado por cada um deles!

    Mas ainda, na analogia, tal como um dos líderes políticos destes dois partidos se torna o líder de todos os cidadãos, sejam apoiantes de um ou de outro partido, também um dos anjos príncipes foi colocado por Deus acima de todas as hostes celestiais.

     A nossa escolha para esta posição seria certamente Miguel ou Gabriel, mas por alguma razão apenas conhecida pelo nosso Deus omnisciente, Ele escolheu colocar Lúcifer nesta posição exaltada e permitiu-lhe manter esta posição mesmo após a sua rebelião e queda.

     Que Lúcifer, agora Satanás, é o mais elevado príncipe dos anjos é claramente visível em Ef. 2:2, onde ele é chamado “príncipe das potestades [literalmente: autoridades] do ar”. É também claro que Satanás está acima mesmo de Miguel no governo angelical, pois em Judas 1:9 lemos que na disputa sobre o corpo de Moisés Miguel “não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: O Senhor te repreenda.”

     Há mais analogias que se podem fazer com os governos humanos, pois sendo verdade que “as potestades que há foram ordenadas por Deus” (Rm. 13:1), isso não significa que as melhores posições sejam sempre entregues aos melhores homens. Longe disso, como está escrito em Daniel 4:17:

     “… que conheçam os viventes que o Altíssimo tem domínio sobre o reino dos homens, e o dá a quem quer, e até ao mais humilde dos homens constitui sobre ele.”

     Antes de avançarmos para ainda outra analogia, vamos analisar a natureza de cada uma destas classes de anjos, e quais as suas funções.


Os anjos decaídos

     Há muitas passagens nas Escrituras que nos mostram que os “deuses” adorados pelos povos pagãos são mais do que madeira e pedra. Por detrás destes ídolos materiais estão espíritos satânicos ou anjos decaídos. De facto, o próprio Satanás, o príncipe dos anjos, é chamado em 2Co 4:4 “o deus deste século”. Os anjos são “mensageiros” celestiais de Deus. Por isso Deus lhes chama “deuses”, mas avisa os homens “Não terás outros deuses diante de mim.” (Ex 20:3)

     Basicamente, os anjos decaídos são rebeldes contra Deus. Possivelmente a passagem mais esclarecedora das Escrituras acerca da sua natureza e conduta encontra-se no Salmo 82, em que lemos “Deus está na congregação dos poderosos; julga no meio dos deuses.” (vers. 1) Repreendendo-os pelo seu encoberto mau governo dos assuntos humanos, diz:

     “Até quando julgareis injustamente, e aceitareis as pessoas dos ímpios? (Selá.)

     "Fazei justiça ao pobre e ao órfão; justificai o aflito e o necessitado.

     "Livrai o pobre e o necessitado; tirai-os das mãos dos ímpios.

     "Eles não conhecem, nem entendem; andam em trevas; todos os fundamentos da terra vacilam. Eu disse: Vós sois deuses, e todos vós filhos do Altíssimo.


     "Todavia morrereis como homens, e caireis como qualquer dos príncipes [humanos].”

     A rebelião angelical contra Deus está também patente no Novo Testamento. Quando o Senhor Jesus Cristo esteve na terra, houve um aumento generalizado da atividade dos demónios, pois Ele veio “para desfazer as obras do diabo.” (1 Jo 3:8) e o Seu poder ameaçava o deles.

     Os fariseus afirmavam que Ele expulsava demónios “por Belzebu, príncipe dos demónios.” (Mt 12:24), mas Jesus replicou-lhes que se “Satanás expulsa a Satanás”, o seu reino não conseguiria subsistir (v. 26). Da resposta do Nosso Senhor, verificamos que os demónios eram apenas membros das hostes de Satanás, os anjos decaídos, que se opunham a Deus possuindo e perturbando seres humanos. No entanto, quando Ele lhes ordenou que saíssem, ou outros o fizeram no Seu nome, eles temeram – e obedeceram (cf Lc4:41;8:28-32; 9:1; 10:17; etc).

     Na corrente dispensação, no entanto, parece que Satanás opera principalmente no domínio espiritual, ou mesmo no teológico. Ele “cegou os entendimentos dos incrédulos” (2Co 4:4). Ele “se transfigura em anjo de luz” e envia supostos “ministros da justiça” (2Co 11:14,15). A arma que nos é concedida para lutarmos contra ele não é nenhum dom miraculoso, mas “a espada do Espírito, que é a Palavra de Deus” (Ef 6:17; cf. 2Co 10:3-5).

     O “príncipe deste mundo” foi “julgado” no Calvário (Jo 16:11) e no Pentecostes Cristo e o Seu Reino foram oferecidos (At 2:29-31; 3:19:21). Mas o Rei divino e o Seu Reino foram rejeitados e Satanás continua a ser o príncipe oculto deste mundo e o “deus deste século” (2Co 4:4), cegando os descrentes e lutando para impedir os crentes de ocupar a sua posição e de desfrutar das suas bênçãos celestiais.

     Quando a presente dispensação da graça terminar e o mundo mergulhar na chamada “grande tribulação”, Satanás mais uma vez mudará de tática, e aparecerá “bramando como leão, buscando a quem possa tragar” (1Pe 5:8) 

     É acerca deste tempo que Apocalipse 12:12 diz “o diabo desceu a vós, e tem grande ira, sabendo que já tem pouco tempo.”

     Mas não avancemos demasiado, pois ainda temos para analisar o que as Escrituras dizem acerca da natureza, conduta e ocupações dos santos anjos.

- Cornelius R. Stam
(Continua) 

Seres inteligentes no Espaço (I)
Seres inteligentes no Espaço (II)
Seres inteligentes no Espaço (III)
Seres inteligentes no Espaço (IV)
Seres inteligentes no Espaço (V)
Seres inteligentes no Espaço (VI)

Sermões e Estudos

Fernando Quental
O bom entendimento

Sermão proferido por Fernando Quental em 23 de fevereiro de 2020

Dário Botas
O orgulho do homem

Sermão proferido por Dário Botas em 16 de fevereiro de 2020

Bruno Santos
Profeta Elias

Sermão proferido por Bruno Santos em 09 de fevereiro de 2020

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 3:3 em 19 de fevereiro de 2019

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário