• 1
  • 2
  • 3

Servindo entusiasticamente,
com amor e temor,

para em tudo te enriquecer em Cristo, em toda a Palavra, em todo o conhecimento (1 Coríntios 1:5).

Testemunhos

Pedro Cândido

Breve testemunho acerca de como se converteu a Cristo e de como tem sido a sua vida ao Seu lado.

José Jacinto Carvalho

Conversão significa mudar de vida e a minha vida mudou mesmo.

Jorge da Silva

Como a graça de Deus o conduziu à salvação em Cristo. Ouve o seu testemunho até ao fim.

Sermões e Estudos

António Oliveira
O verdadeiro curso superior

Sermão proferido por António Oliveira em 19 de janeiro de 2020

Fernando Quental
A importância da espera

Sermão proferido por Fernando Quental em 12 de janeiro de 2020

Dário Botas
Resoluções

Sermão proferido por Dário Botas em 05 de janeiro de 2020

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 3:1 em 15 de janeiro de 2019

 
ver mais
 

05-02-16 - “A ideologia de género quer destruir a família tradicional”, diz ex-feminista Sara Winter, do movimento Femen

Sara Winter

     A ex-ativista feminista Sara Winter, que ficou conhecida pelos protestos com o movimento Femen ao redor do mundo, vai lançar o livro “Vadia, não! Sete Vezes que Fui Traída pelo Feminismo”, relatando suas decepções com a militância extremista.

     Recentemente, Sara divulgou um pedido de perdão aos Cristãos pelas suas críticas à religião e por ter praticado abortos antes de decidir levar uma gravidez adiante e dar à luz: “Eu me arrependi de ter abortado e hoje peço perdão. O meu texto começa assim. Porque é a síntese de tudo o que eu sinto”, escreveu, à época.

     Agora, em entrevista ao portal Guia-me, Sara Winter voltou a condenar a ideologia de género e disse-se surpresa por descobrir que os Cristãos levam a sério um pedido de perdão: “Sinto-mebextremamente feliz e acolhida. Nunca imaginei que pessoas religiosas levassem a sério o ‘perdão’. Isso é um aprendizado para todos os que criticam os Cristãos”, afirmou. 

     Sobre a referida traição do movimento feminista, Sara conta que descobriu a divisão entre as colegas “após ter viajado e aprendido a protestar com o movimento Femen” na Ucrânia. “Nunca houve união dentro do atual movimento feminista. É um ambiente completamente tóxico, repleto de maledicência, intrigas, humilhações e perseguições”.

     Sara revelou que movimentos feministas e homossexuais apoiam-se na ideologia de género para alcançar objetivos comuns: “Acredito que o propósito do feminismo em disseminar a ideologia de género é promover a destruição da família tradicional e de todos os valores morais da sociedade. Tudo isso, claro, com a desculpa do preconceito e homofobia”, disse.

Sara Winter e o filho     Em entrevista à Folha de S. Paulo, ela já havia expressado uma conclusão sobre a orientação política das mulheres feministas: “Não queria comprar mais guerra com essas mulheres de esquerda. As mulheres que mais me acolheram em toda a minha vida eram mulheres de direita ou que não têm ideia nenhuma de feminismo […] O movimento não é essa coisa bonita que elas pensam ser […] Faz coisas boas para as mulheres? Faz, mas a maioria delas é burguesa, universitária, tem acesso à Internet. Não chega à mulher periférica”.

    Agora, a ativista pretende alertar sobre os perigos do feminismo e se dedicar a evitar que mulheres se tornem adeptas desse pensamento: “O movimento feminista pode prejudicar mulheres de uma maneira irreversível. As constantes perseguições às mulheres que discordam das pautas vão do cyberbullying a ameaças de agressão física e morte. Além do incentivo à promiscuidade, a parar de tomar anticoncecional e principalmente do incentivo e distribuição de abortivos, que podem levar as mulheres à morte”.

     No fim, Sara disse que “ser mãe é uma dádiva” e que hoje entende o discurso dos que pregam contra o aborto: “É uma experiência que toda mulher que deseja deve passar. Os bebés não têm culpa do descuido, irresponsabilidade dos adultos. Precisamos de interceder por eles”.

 

FRUINDO DA ADMIRÁVEL GRAÇA DE DEUS,
A NOSSA MISSÃO É AJUDAR TODOS 
A USUFRUIR DA MESMA GRAÇA.

"... vos exortamos a que não recebais a graça de Deus em vão" (2 Coríntios 6:1).
Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus ... (Efésios 3:2)
"... que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar
a ação de graças para glória de Deus" (2 Coríntios 4:15).
"Porque pela graça sois salvos ..." (Efésios 2:8).

  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário