Costumes das igrejas de Deus (III)

 

Carlos M. Oliveira

 
Dr. Beltrano, Rev. Cicrano, Pr. fulano, …
 
     “… nós não temos tal costume, nem as igrejas de Deus” (1 Cor. 11:16).
 
     Qual era o costume das igrejas de Deus relativamente à forma de tratamento dos crentes?
 
     Alguém era tratado por título académico, eclesiástico, nobiliárquico, honorífico, ou outro? 
 
     Nas Escrituras vemos os crentes tratarem e serem tratados apenas pelos seus próprios nomes – não por qualquer tipo de título. 
 

Ler mais: Costumes das igrejas de Deus (III)

Costumes das igrejas de Deus (I)

Carlos M. Oliveira

 

      “… nós não temos tal costume, nem as igrejas de Deus(1 Cor. 11:16).

 

     Um, ou vários pastores por igreja?

         Qual era o costume das igrejas de Deus relativamente ao seu governo, ao seu pastorado? Eram governadas por um pastor único ou por vários pastores? 

Ler mais: Costumes das igrejas de Deus (I)

Paulo e a Criação

A criação do homem e a encarnação do Cristo | Estudos Bíblicos Teológicos  Evangélicos

 

     Ministérios sobre a Criação têm crescido nos últimos 30 anos, à medida que o debate criação-evolução tem crescido com o darwinismo e os macacos.

     Embora as revistas, livros e investigações feitas por cientistas criacionistas sejam úteis para dar uma perspetiva bíblica da ciência, os argumentos mais fortes para a criação vêm da própria Bíblia.

     Afinal, a maior oposição à doutrina da criação tem vindo de “Cristãos” professos que acreditam na evolução teísta.

     O debate criação-evolução não é fundamentalmente um debate científico; é fundamentalmente uma questão de crença na Bíblia. Como em todos os debates bíblicos, a falha em se manejar bem a Bíblia e considerar o que Paulo diz afeta o nosso entendimento (2 Timóteo 2:7).

     Apesar da maior parte do debate bíblico girar em torno das palavras hebraicas em Génesis, a evidência mais forte na Bíblia para a necessidade doutrinária da criação encontra-se nos escritos de Paulo.

 

Provas do Antigo Testamento

     As passagens mais populares da Bíblia que falam sobre a criação estão em Génesis e Êxodo.

     “No princípio, criou criou Deus os céus e a terra.” - Gén. 1:1

     “Porque em seis dias fez o Senhor os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há, e ao sétimo dia descansou ...” - Êxodo 20:11

     No entanto, estas passagens são ignoradas pela alegação liberal de que são lendas simbólicas de uma civilização antiga.

     “Ainda podemos ser Cristãos e negar o Génesis”, afirmam em tom de desafio, confessando a sua própria incredulidade no mesmo livro que lhes pode dar vida.

 

Provas de Jesus

     Provas mais fortes são encontradas nas palavras do próprio Senhor Jesus Cristo.

     Quando os fariseus tentaram apanhar o Senhor com os seus enigmas jurídicos, Jesus respondeu referindo-Se ao primeiro homem e à primeira mulher no início da criação.

     “Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Não tendes lido que aquele que os fez, no princípio, macho e fêmea os fez, e disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe, e se unirá a sua mulher, e serão dois numa só carne?" - Mat. 19:4-5

     Esta é uma passagem difícil para o evolucionista “Cristão”, visto que o próprio Senhor testifica da realidade do primeiro homem e da primeira mulher.

     Se confiamos no Senhor relativamente à nossa salvação eterna, e as palavras que Ele profere são verdade, então por ue não haveríamos de crer no relato do Senhor Jesus Cristo sobre o início?

     Mesmo assim, as pessoas não acreditam na Bíblia. Elas “aceitam Jesus”, mas não em tudo o que Ele disse.

 

Provas de Paulo

     A prova bíblica mais poderosa é a necessidade teológica revelada por Paulo na sua explicação da salvação em Romanos 5.

     Em Romanos 5:12, Paulo testifica da realidade de haver um homem por meio do qual o pecado entrou no mundo.

     “Pelo que, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte …” - Rom. 5:12

     Não havendo pecado, não precisaríamos de salvação. A crença bíblica no pecado, na morte e na necessidade de salvação exige que creiamos em Adão, o primeiro homem por quem o pecado entrou.

 

Por um homem

     Além disso, Paulo continua a explicar que Adão era uma figura d’Aquele que havia de vir, que é o Senhor Jesus Cristo (Rom. 5:14).

     Por um homem entrou o pecado, e da mesma forma por um Homem a justiça e a vida entram no mundo (Rm 5:17-19).

     Deus criou o mundo com um homem (e não com um milhão de homens-macacos), porque ele era a figura do único homem que viria para trazer vida ao mundo.

     “Porque, assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um Homem. Porque, assim como todos morrem em Adão, assim, também, todos serão vivificados em Cristo”. - 1 Cor 15: 21-22

     Cristo é chamado de último Adão, um cumprimento da figura do primeiro Adão (1 Cor 15:45).

     Romanos 5:12-19 explica a causa do julgamento, morte e condenação como resultado do que o primeiro homem fez afetando-nos. Vida, justiça e graça, que são a base da nossa salvação, são realizadas afetando-nos, pelo ato único do segundo homem.

     A negação do primeiro homem e o seu ato pecaminoso afeta diretamente a doutrina do segundo, Jesus Cristo, e o seu ato de salvação.

 

O mistério da igreja

     Não apenas isso, mas aquele homem uniu-se a uma mulher, Eva, no primeiro casamento no relato da criação (Gén. 2:23-24).

     Paulo compara a união do primeiro Adão com o mistério de Cristo e a Igreja.

     “Grande é este mistério; digo-o, porém, a respeito de Cristo e da Igreja.” - Efé. 5:32

     Os literais Adão e Eva afetam não apenas o nosso entendimento da salvação, como o nosso entendimento da Igreja, uma vez que Paulo os descreve como um mistério da criação.

 

Conclusão

     A doutrina de Paulo sobre o mistério de Cristo exige a crença em Adão e Eva, na criação e na queda.

     É a figura de Cristo em Adão que é usada para descrever o mistério do Evangelho que desde os séculos esteve oculto em Deus que criou todas as coisas por Cristo Jesus (Efé. 3:9).

     É a união de um homem e uma mulher que também é representada como um mistério a respeito de Cristo e da igreja.

     O propósito misterioso de Deus era trazer a salvação ao Céu e à Terra por um só Homem: Jesus Cristo (Efé. 1:9-10). Portanto, no início, Deus criou um só homem: Adão.

- Justin Johnson

Sermões e Estudos

José Carvalho
Abigail

Tema abordado por José Carvalho em 20 de junho de 2021

Carlos Oliveira
A tragédia da imoralidade

Tema abordado por Carlos Oliveira em 18 de junho de 2021

Fernando Quental
O primeiro de muitos dias

Tema abordado por Fernando Quental em 13 de junho de 2021

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 3:24,25 em 23 de junho de 2021

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário