A verdade bíblica do dom de línguas (I)

Ricky Kurth

Línguas dos homens ou dos anjos?

     Não muito tempo depois da viragem para o Século 20, a experiência religiosa conhecida como "falar línguas" começou a espalhar-se pelas igrejas Bíblicas de toda a terra. Esse fenómeno levou muitos potenciais missionários a correrem para o campo missionário no estrangeiro sem o benefício de uma formação linguística, convencidos de que o seu recém-descoberto dom espiritual os habilitaria a falar fluentemente a língua nativa do seu campo escolhido. Contudo, depressa descobriram que não era assim, e foram forçados a regressar com relutância a fim de receberem essa formação.1

As línguas dos homens

     É verdade que quando o dom de línguas foi introduzido em Pentecostes, este dotou os homens de capacidade sobrenatural para falarem numa conhecida língua humana identificável com que não estavam familiarizados. Sabemos isso porque as línguas específicas em que eles falaram são-nos listadas em Actos 2:4-11. Nós também sabemos que Deus deu esse dom aos Judeus, porque Ele pretende tornar a nação de Israel "um reino de sacerdotes" (Êx. 19:6) que ministre a Sua palavra aos Gentios (Is. 61:6), e de que serve a alguém um sacerdote que não fale a sua língua? Lembre-se que, Zacarias predisse que "… Naquele dia sucederá que pegarão dez homens, de todas as línguas das nações, pegarão, sim, na orla do vestido de um Judeu, dizendo: Iremos convosco, porque temos ouvido que Deus está convosco" (Zacarias 8:23). Em Pentecostes, o cumprimento desta profecia estava em última análise em vista, e assim Deus deu o dom de línguas aos apóstolos para que eles pudessem comunicar-se com os Judeus de outras línguas presentes no Pentecostes, e com os Gentios de outras línguas mais tarde.

     Mas, como sabemos, o povo de Israel rejeitou a oferta de Deus para torná-los um reino de sacerdotes, quando eles apedrejaram Estêvão, o que levou Deus a “suspender” o reino de Israel, e a fazer com que o dom de línguas "cessasse" uma vez que a Palavra de Deus ficaria completa logo a seguir (I Coríntios. 13:8-10). Devido a isso, ninguém pôde falar línguas durante quase 2.000 anos - até agora. Os crentes Pentecostais sinceros que tentam duplicar este dom podem ser bem intencionados, mas não conseguem falar em línguas conhecidas, identificáveis, como falaram aqueles homens no dia de Pentecostes.

As línguas dos anjos

     Mas quando tentamos explicar isto aos nossos amigos Pentecostais, eles muitas vezes argumentam que anos depois do Pentecostes, foi dado aos Coríntios um dom de línguas diferente. Eles alegam que quando Paulo falou aos Coríntios sobre "as línguas dos homens e dos anjos" (I Coríntios. 13:1), isso era uma referência a uma "língua estranha [ou, desconhecida]" (14:2) falada pelos anjos, e que este é o dom que Deus deu aos Coríntios, e que Ele continua a dar aos homens de hoje. É claro que, uma vez que nenhum de nós "fala anjo," é impossível verificar se os que falam línguas hoje, falam uma língua legítima, como os estrangeiros que visitaram Jerusalém foram capazes de verificar no dia de Pentecostes (Actos 2:11).

     Com este artigo esperamos resolver esta disputa e mostrar que o dom de línguas em Corinto era o mesmo que o dom dado em Pentecostes, e que essa capacidade de falar em línguas conhecidas, identificáveis, cessou como Deus disse que aconteceria, e não foi substituído por uma capacidade de se falar numa língua que fosse exclusiva de anjos. A nossa intenção principal, ao fazê-lo, é garantir aos novos crentes da graça que não lhes está a faltar nenhuma "segunda bênção" que Deus esteja a dar a outros crentes. Porém, também esperamos que estes pensamentos o ajudem a convencer outros que os seus amigos Pentecostais realmente não têm um dom de línguas dado por Deus, com a finalidade de evitar que sejam tragados por esse erro.


1 Recordação do testemunho ocular que o fundador da Berean Bible Society, Cornelius R. Stam, uma vez partilhou connosco. Leia também "O fracasso do dom de línguas hoje."
 
Ricky Kurth
(Continua)

Sermões e Estudos

Alberto Verísimo 05AGO18
Falta-te uma coisa!

Sermão proferido por Alberto Veríssimo em 05 de agosto de 2018

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses (Súmula) em 08 de agosto de 2018

Fernando Quental
Percebendo a nudez

Sermão proferido por Fernando Quental em 29 de julho de 2018

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 2:1 realizado em 01 de agosto de 2018

ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    356 2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário