Deixa a liberdade retinir

 

Seção Inferior Do Homem Contra O Céu

 

     Mas vós sois d'Ele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito, por Deus, sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção [ou, liberdade]. -1 Coríntios 1:30

     A Declaração de Independência (EUA) declarou as colónias livres do domínio britânico em 4 de julho de 1776. A liberdade não vem sem preço. Durante a Guerra Revolucionária, a liberdade da nossa nação (EUA) foi paga com o sangue e o sacrifício de homens e mulheres que lutaram pelo seu sonho do que se tornaria os Estados Unidos. As batalhas não foram fáceis e os anos afetaram a nossa jovem nação. No final, o preço foi pago e a liberdade conquistada. Em 1781, o 4 de julho foi designado feriado nacional e, hoje, fogos de artifício, desfiles e piqueniques ainda assinalam essa celebração.

     A mensagem do Evangelho prega uma melodia semelhante. Recebemos liberdade em Cristo. Estamos livres da morte causada pelo pecado. Neste caso, a nossa liberdade também foi garantida com um grande custo. Deus enviou o Seu único Filho para morrer e derramar o Seu sangue por nós. O preço final da liberdade foi pago por meio do sacrifício do Senhor Jesus Cristo na cruz. Embora o custo tenha sido elevado, a morte e a ressurreição do Senhor Jesus Cristo comprou a liberdade de qualquer um que confia n’Ele. Pela fé, tornamo-nos filhos de Deus e co-herdeiros de Cristo. Por meio d’Ele, somos tornados puros, santos e irrepreensíveis; tudo isto, dons que Deus nos dá gratuitamente.

     Contudo, com essa liberdade vem uma tremenda responsabilidade. O presente da liberdade não é uma licença para fazer o que se quer. Em vez disso, é uma chamada para se viver com abnegação e retidão. A liberdade retine quando tu optas por não ceder a todos os teus desejos, mas optas por viver uma vida que honra o Senhor.

     Enquanto aproveita as festividades do dia 4 de julho [ou outra, se não és americano] e celebras a liberdade da nossa [tua] nação, faz uma oração de agradecimento a Deus pela libertação do pecado que Ele te deu e pela vida que Ele te concedeu para viveres já e por toda a eternidade com Ele.

 

APROFUNDANDO:

1. Porque é difícil separares as boas obras do relacionamento salvador com o Senhor Jesus Cristo? Porque é que fazer boas obras geralmente faz mais sentido do que ter fé?
2. Romanos 6:16 diz-nos que somos escravos do pecado ou de uma vida justa. O que significa isso para ti?

 

LEITURA ADICIONAL:

Romanos 6:15-18, 8:1-4; 1 Coríntios 8:9; Efésios 3:11-13; Gálatas 5:1

Por Kelly McFadden

Sermões e Estudos

Alberto Verissimo 19SET21
Crer ou Crer, eis a questão

Tema abordado por Alberto Veríssimo em 19 de setembro de 2021

Carlos Oliveira
O peso do pecado

Tema abordado por Carlos Oliveira em 17 de setembro de 2021

Dário Botas
Qual a tua motivação (Parte II)

Tema abordado por Dário Botas em 10 de setembro de 2021

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 4:3 em 15 de setembro de 2021

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário