O caminho para casa

Carlos M. Oliveira

     “… as vossas iniquidades [ou, pecados] fazem divisão entre vós e o vosso Deus …” (Isaías 59:2).

     Os pecados do homem separam-no de Deus. Sem que o problema dos seus pecados seja resolvido, Deus nunca o poderá receber na Sua presença. As Escrituras dizem-nos que só Jesus Cristo pôde resolver o problema dos pecados da humanidade – absolutamente mais nada, nem mais ninguém, pois está escrito que “… a redenção da sua alma é caríssima, e seus recursos se esgotariam antes” (Salmo 49:8) e “… em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens pelo qual devamos ser salvos” (Atos 4:12).

     A Bíblia diz que para resolver este problema “CRISTO PADECEU uma vez pelos pecados, O JUSTO PELOS INJUSTOS, para levar-nos a Deus” (1 Pedro 3:18).

     De facto, é na cruz que vemos como nos podemos livrar dos nossos pecados a fim de podermos ser recebidos por Deus. Na cruz vemos o Senhor Jesus Cristo, o ”santo, inocente, imaculado, separado dos pecadores”, voluntarizar-Se para nos substituir. Assim, quando Deus olhou para Jesus como nosso substituto na cruz, viu-nos a nós, com todos os nossos pecados, e por isso descarregou sobre Ele toda a Sua ira, abandonando-O (Mateus 27:46). Agora, ao CRERMOS n’Ele e na Sua obra por nós na cruz, ficamos com via aberta para entrar na presença de Deus, pois acontece o inverso: Deus passa a ver-nos sem pecados, com a santidade de Cristo. Do mesmo modo que Deus, olhando para Cristo na cruz, não O viu a Ele com a Sua santidade, mas a nós com os nossos pecados, porque Ele nos substituiu, quando partirmos deste mundo Deus deixar-nos-á entrar no Céu, porque ao olhar para nós, Ele não nos verá mais nos nossos pecados, mas com a santidade de Cristo.

     Sim, “CRISTO PADECEU uma vez pelos pecados, O JUSTO PELOS INJUSTOS, PARA LEVAR-NOS A DEUS”.

     Porém, note-se bem, para que que tal seja válido, temos de CRER em Jesus Cristo como nosso Salvador (Atos 16:31). 

     Conta-se que um pequenito que vivia na área da chamada grande Lisboa estava perdido e estava a chorar. Um agente da polícia aproximou-se e perguntou-lhe porque chorava. Por favor, senhor guarda, eu estou perdido, mas leve-me à Cruz e saberei o caminho para casa. É claro que ele se referia à Cruz Quebrada, uma freguesia do Concelho de Oeiras.

     Estimado leitor, esta frágil ilustração mostra-nos a realidade bem maior de que é na cruz que sabemos como chegar à nossa “casa … eterna, nos céus”.

     Sim, “CRISTO PADECEU UMA VEZ PELOS PECADOS [NA CRUZ], O JUSTO PELOS INJUSTOS, PARA LEVAR-NOS A DEUS”.

- C.M.O.

Sermões e Estudos

José Carvalho
Hoje

Sermão proferido por José Carvalho em 13 de outubro de 2019

Jonas Pinho
A solidão do desespero

Sermão proferido por Jonas Pinho em 06 de outubro de 2019

Dário Botas
Seminário, ou Igreja?

Sermão proferido por Dário Botas em 29 de setembro de 2019

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 2:20 em 09 de outubro de 2019

ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário