Radiografia multigeracional

Multi gerações

 

    Na década de 1950 os miúdos perderam a inocência. Eles foram libertados dos seus pais por empregos bem remunerados, carros, e letras musicais que deram origem a um novo termo --- fosso de gerações.
 

    Na década de 1960, os miúdos perderam a autoridade. Foi uma década de protesto --- igreja, estado, e pais, foi tudo posto em causa e achado em falta. A sua autoridade foi rejeitada, mas nunca nada a substituiu.

     Na década de 1970, os miúdos perderam o amor. Foi a década do egoísmo dominada por palavras começadas por auto (própria). Autoimagem, autoestima, autoafirmação .... feitas por um mundo solitário. Os miúdos aprenderam tudo o que havia para saber sobre sexo e esqueceram tudo o que havia para saber sobre o amor, e ninguém teve a coragem de dizer-lhes que havia uma diferença.

     Na década de 1980, os miúdos perderam a esperança. Despojados de inocência, autoridade e amor e atormentados pelo horror de um pesadelo nuclear, um número elevado e crescente desta geração deixou de acreditar no futuro.

     Na década de 1990 os miúdos perderam a capacidade de arrazoar. Cada vez menos foi-lhes ensinado os conceitos básicos da linguagem, da verdade e da lógica e eles cresceram na irracionalidade de um mundo pós-moderno.

     No novo milénio, os miúdos acordaram e descobriram de algum modo, no meio de toda esta mudança, que haviam perdido a imaginação. A violência e a perversão entretiveram-nos até ninguém poder falar em se matar inocentes uma vez que ninguém era mais inocente.

- Ravi Zacharias, Recapture the Wonders.

Sermões e Estudos

José Carvalho
Herança

Tema abordado por José Carvalho em 25 de julho de 2021

Carlos Oliveira
Religiões de substituição

Tema abordado por Carlos Oliveira em 23 de julho de 2021

Fernando Quental
Paciência

Tema abordado por Fernando Quental em 18 de julho de 2021

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 4:1 em 21 de julho de 2021

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário