Aprendendo a Discernir (II)

PUBLICIDADE

A publicidade é:

- A arte de se conseguir mentiras completas através de meias verdades.

- A ciência de prender a inteligência humana o tempo suficiente até conseguir obter dinheiro dela.

     A publicidade é talvez a forma mais baixa da comunicação humana. É indesejável; interrompe os nossos programas de TV, as nossas leituras, o nosso pensar. Muita dela insulta a nossa inteligência.

     Gostemos ou não vivemos num mundo saturado de publicidade. É no vestuário, autocarros, camiões, placares, TV, Rádio, revistas, jornais. Até quando vamos à praia vemos passar aviões com uma cauda publicitária. A menos que sejamos eremitas, não escaparemos à publicidade.

     Em muitas casas, mal surja a publicidade faz-se logo o zaping (muda-se de canal). Por outro lado há quem goste muito de ver publicidade e não se apercebe do impacto que ela tem sobre todos nós.

     Será que a publicidade nos pode influenciar, influenciar os nossos hábitos, e produtos que compramos? O McDonald’s, a Nike, e os criadores da Pepsi, Doritos e Sagres, pensam que podem. Eles chegam a gastar 6 mil contos por segundo para porem o seu produto diante de milhões de olhos com a esperança de trazer novos fregueses às caixas registadoras.

     Crê que eles têm mais que uma mera esperança. Tu não lanças à rua milhares de contos a menos que confies que isso resulte. Num só dia, em Wall Street, a cotação da Pepsi passou de uma proporção de 1 para 780, após o lançamento de uma campanha publicitária.

     Se és céptico quanto à habilidade do publicitário em colocar o seu produto na tua mente, verifica se podes preencher os espaços em branco. (Usámos intencionalmente os exemplos mais antigos para demonstrar quanto perdura a influência da publicidade).

1. Stucomate é nova tinta, Stucomate é ____________.
2. Foi você que pediu um ______________?
3. Branco mais branco não há: ___________
4. Isabel Queirós do Vale _______________
5. Atum? Está mais que visto! Só se for ________________.
6. Duas escritas à vossa escolha:, _______ laranja, escrita fina. _______ cristal, escrita normal. ____ ____ ____ ____ ____
7. Com ___  quem ganha é você.
8. ________ veio para ficar, e ficou mesmo.
9. _____ lava mais branco.
10. Pasta medicinal _______; anda na boca de toda a gente.

Repara que apresentámos um questionário sobre um assunto que ninguém estudou, e todos passam no teste. A força da publicidade é enorme. Essa táctica está a começar a ser usada no ensino.

     Uma imagem vale mais do que mil palavras.

     A publicidade usa três pontos chave:

     • Estratégia da persuasão que assenta fortemente na imagem (imagens concebidas para apelar aos nossos sentimentos). Uma pessoa com ar feliz a beber qualquer coisa leva alguns a pensarem que se beberem aquilo vão encontrar a felicidade.

     • Estratégia de levar as pessoas a verem a imagem como uma realidade. Afinal todos nós tiramos fotografias com uma câmara ou filmamos. Mas no mundo da publicidade não é assim. Os retoques são enormes, especialmente quando se trata de modelos. É impressionante a transformação que dão à realidade. No mundo da publicidade a realidade é retocada, colorida, etc. revelando tudo menos realidade. O objectivo primário de toda a publicidade é elevar a expectação, criar a ilusão que o produto ou serviço realiza os milagres que esperas. A publicidade é um mundo de fantasia que joga com as nossas necessidades, temores e desejos, prometendo curas miraculosas para o que nos aflige.

     • Estratégia do pensamento dividido. Um lado do nosso cérebro discerne que o que vemos é fantasia, pois por usarmos a água de colónia X não nos vão rodear uma dúzia de mulheres. Intelectualmente sabemos que essa promessa implícita é falsa. Mas ao mesmo tempo somos levados a pensar que talvez, quem sabe, a possibilidade de mudar a cabeça de alguém aumente se usarmos a colónia X, e assim o outro lado do nosso cérebro tem a esperança de que a coisa talvez funcione. Isto é coxear entre dois pensamentos (1 Reis 18:21 - «Então Elias se chegou a todo o povo, e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos?…»)

     Um estudo revelou que em média uma pessoa consome mais de 32.000 spots publicitários anualmente. Com essa taxa teremos consumido um milhão com a idade de 35 anos.

     É preciso cuidado porque as imagens também embebem valores, prioridades e significados. As imagens têm vocabulário e gramática próprios.

Sermões e Estudos

David Gomes 26SET21
Como lidar com portas fechadas

Tema abordado por David Gomes em 26 de setembro de 2021

Carlos Oliveira 24SET21
As religiões são todas boas?

Tema abordado por Carlos Oliveira em 24 de setembro de 2021

Alberto Verissimo 19SET21
Crer ou Crer, eis a questão

Tema abordado por Alberto Veríssimo em 19 de setembro de 2021

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 4:3 em 22 de setembro de 2021

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário