Uma tomada de posição é importante (1)

É preciso determinação e coragem

     Quando os três jovens hebreus foram chamadas a fazer concessões e a desobedecer à manifesta verdade de Deus (Daniel 3), eles não se curvaram! Eles mantiveram a sua CONVICÇÃO e assumiram uma TOMADA DE POSIÇÃO, enquanto todos os outros se curvaram. 

 

     Daniel ousou RESISTIR sozinho (Daniel 6) quando o decreto do Rei o proibiu de orar! Assumir uma TOMADA DE POSIÇÃO é muito importante e ele orou como sempre tinha orado. 

     Moisés assumiu uma TOMADA DE POSIÇÃO quando escolheu, "antes, ser maltratado com o povo de Deus do que por, um pouco de tempo, ter o gozo do pecado" (Hebreus 11:25).

     Uma TOMADA DE POSIÇÃO foi importante para Martinho Lutero quando ele ficou diante da hierarquia apóstata da Igreja Romana e disse: "Uma vez que a Vossa Majestade e os Vossos Lordes exigem uma resposta convincente eu vos darei uma sem maldade ou evasão. A menos que eu seja desmentido pelas Escrituras ou pelo bom senso (uma vez que eu não confio nem no Papa nem nos concílios, que têm frequentemente errado e se contradizem) eu estou preso pela minha consciência à Palavra de Deus nos textos que citei e não posso e nem me retratarei de nada, pois é errado e perigoso agir contra a consciência. Eis a minha TOMADA DE POSIÇÃO; não posso ter outra! Que Deus me ajude! Amém."

     Nós, também, precisamos de assumir uma TOMADA DE POSIÇÃO

     O Apóstolo Paulo ensina-nos em Efésios 6:11-17 que o crente da atual dispensação da graça de Deus está envolvido numa guerra gigante e invisível! Esta guerra é contra Deus e o Seu plano e, com frequência rebenta em hostilidades abertas e visíveis. Portanto, Paulo diz: "havendo feito tudo, ficar FIRMES. Estai, pois, FIRMES" (Ef.6:13-14). 

     Uma TOMADA DE POSIÇÃO foi importante para o Apóstolo Paulo quando ele disse: "Combati o bom combate, acabei a carreira, GUARDEI A FÉ" (II Tm.4:7).

     Uma vez que Satanás emprega falsos "ministros da justiça" (II Co.11:14-15) e engana através de "espíritos enganadores e... doutrinas de demónios" (I Tm.4:1), não devemos ficar surpreendidos ao descobrir que muito deste conflito ocorre dentro e em volta da Igreja Local e das suas instituições.

     Quem pode negar que vivemos numa época muito perturbadora? Muitas igrejas e organizações cristãs excelentes deterioraram sob as pressões deste conflito. O Apóstolo Paulo advertiu-nos sobre a apostasia da nossa dispensação e chamou-a de "tempos trabalhosos" (II Tm.3:1-9).

     É importante, então, que a Igreja que é o Corpo de Cristo, assuma uma TOMADA DE POSIÇÃO! Uma igreja que negligencia essas questões não sobreviverá aos "dardos inflamados" das seitas, do modernismo, do liberalismo, do racionalismo, do formalismo, do ritualismo, da neo-ortodoxia, do neo-evangelismo ou de qualquer outro dos "dardos inflamados" do Super Criticismo que são atirados ao crente hoje, incluindo as suas práticas e doutrinas erróneas.

- Lee Homoki
(Continua)

Sermões e Estudos

José Carvalho
Herança

Tema abordado por José Carvalho em 25 de julho de 2021

Carlos Oliveira
Religiões de substituição

Tema abordado por Carlos Oliveira em 23 de julho de 2021

Fernando Quental
Paciência

Tema abordado por Fernando Quental em 18 de julho de 2021

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 4:1 em 21 de julho de 2021

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário