A lei da compensação

william_macdonald.jpg     “Vendo pois o Senhor que Leia era aborrecida, abriu a sua madre; porém Raquel era estéril” (Gén. 29:31).

     Há uma lei de compensação na vida. De acordo com essa lei, as pessoas que são deficientes num aspecto recebem alguns benefícios compensatórios noutro. A lei impede que alguém tenha tudo. O que falta a uma pessoa em beleza, pode ser compensado com sabedoria prática. Um homem que não seja bem coordenado atleticamente pode ter uma melhor disposição do que se fosse. Os poetas não são sempre práticos, e os artistas nem sempre são bons gestores das suas finanças.

     Quando Deus viu que Jacó amava mais a Rachel do que a Leia, fez com que esta fosse mais fértil. Anos mais tarde, a lei da compensação trabalhou da mesma maneira com Ana e Penina. Elcana amava a Ana mais do que a Penina, mas Penina teve filhos e Ana não (1 Sam. 1:1-6).

     Apesar de Fanny Crosby não ter o dom da visão, ela teve o dom da música num grau superlativo. Os seus hinos são um dos grandes legados da Igreja. Alexander Crudens sofreu de depressão grave, mas teve a força necessária para produzir a concordância que leva o seu nome.

     Eis um humilde Cristão, que não pode pregar; ele não tem qualquer dom público. Mas é um génio mecânico e, felizmente, pode manter o carro do pastor operacional. O pregador é incompetente em mecânica. Quando o seu carro tem uma avaria, tudo o que ele pode fazer é levantar o capô, pôr a cabeça sob ele e orar.

     Se alguém objectasse dizendo que a lei da compensação não funciona perfeitamente nesta vida, nós teríamos que concordar. Há desigualdades e injustiças. Mas esta vida não é tudo! O último capítulo não foi escrito. Quando Deus correr a cortina e nos permitir ver o mundo além, perceberemos que as pontuações serão igualadas e as situações invertidas. Ouvimos falar de Abraão, por exemplo, dizer ao homem rico, "Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em tua vida, e Lázaro somente males; e agora este é consolado e tu atormentado" (Lu. 16:25).

     Entretanto, é bom que tenhamos uma visão equilibrada da vida. Em vez de nos concentrarmos nas nossas deficiências, devemo-nos lembrar que Deus deu-nos algumas qualidades e habilidades que os outros que parecem ser mais favorecidos não têm. Isto poupar-nos-á a sentimentos de inutilidade, incapacidade e inveja. 

William MacDonald
One Day at a Time

Sermões e Estudos

Fernando Quental 16JAN22
Tribulação e tentação

Tema abordado por Fernando Quental em 16 de janeiro de 2022

Carlos Oliveira 14JAN21
Porque Deus permite a tragédia?

Tema abordado por Carlos Oliveira em 14 de janeiro de 2022

David Gomes 09JAN21
A oração de Jesus

Tema abordado por David Gomes em 09 de janeiro de 2022

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 4:7 em 12 de janeiro de 2022

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário