Deus e a criação do mal

william_macdonald.jpg     “E o Espírito do Senhor se retirou de Saul, e o assombrava um espírito mau da parte do Senhor” (1 Sam. 16:14).

     Há versículos na Bíblia que parecem atribuir más acções a Deus. Por exemplo, quando Abimeleque tinha reinado três anos sobre Israel, "Enviou Deus um mau espírito entre Abimeleque e os cidadãos de Siquém" (Juí. 9:23). Nos dias de Acabe, Mica disse ao rei perverso, "o Senhor pôs o espírito de mentira na boca de todos estes teus profetas" (1 Reis 22:23). Job atribuiu as suas perdas ao Senhor, quando disse: "… receberemos o bem de Deus, e não receberíamos o mal?"(Job 2:10). Depois, uma vez mais o próprio Senhor diz em Isaías 45:7, "Eu faço a paz, e crio o mal".

     No entanto, sabemos que, porque Deus é santo, Ele não pode nem originar nem justificar o mal. Nenhum pecado, doença, sofrimento ou morte vem do Senhor. Ele é luz e n’Ele não há trevas nenhumas (1 João 1:5). É impensável que Ele seja a causa de tudo o que é contrário à Sua própria perfeição moral.

     É claro em outras passagens das Escrituras que Satanás é o autor da doença, sofrimento, tragédia e destruição. As perdas e intensa dor de Job foram provocadas pelo Diabo. Jesus disse que a mulher que estava encurvada havia sido presa por Satanás há dezoito anos (Luc. 13:16). Paulo falou do seu espinho na carne como "mensageiro de Satanás" (2 Coríntios. 12:7). Satanás é o culpado que está por detrás de todos os problemas da humanidade.

     Mas então como é que vamos conciliar isto com os versículos que retratam Deus como criador do mal? A explicação é simplesmente esta: a Bíblia diz muitas vezes que Deus faz o que Ele permite que seja feito. É a diferença entre a sua vontade directiva e a Sua vontade permissiva. Ele permite muitas vezes que o seu povo passe por experiências que Ele nunca teria escolhido para eles inicialmente. Ele permitiu que Israel vagueasse quarenta anos no deserto, quando a Sua vontade directiva, se tivesse sido aceite, tê-los-ia levado à Terra Prometida por uma rota mais curta.

     Mesmo na permissão do mal provocado por demónios e pelo homem, Deus tem sempre a última palavra. Ele rege-o para Sua própria glória e para a bênção daqueles que são exercitados por ela.
 

 
William MacDonald
One Day at a Time

 

Sermões e Estudos

Carlos Oliveira 03DEZ21
O mais forte

Tema abordado por Carlos Oliveira em 03 de dezembro de 2021

Carlos Oliveira 28NOV21
O melhor está para vir (5) IQC

Tema abordado por Carlos Oliveira em 28 de novembro de 2021

Carlos Oliveira 26NOV21
Inseguramente seguro

Tema abordado por Carlos Oliveira em 26 de novembro de 2021

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 4:5 em 01 de dezembro de 2021

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário