O Tempo de Deus

joni_eareckson_tada.jpg     «Deixa-os na obra desta Casa de ... da fazenda do rei, dos tributos dalém do rio, se pague prontamente a despesa a estes homens, para que não sejam impedidos» (Esdras 6.7,8).

     Deus pode alterar as coisas à nossa volta de forma admirável. Pensa por exemplo no tempo que os israelitas estiveram exilados durante setenta anos. Depois, de repente, o Senhor incitou Ciro, o rei da Pérsia, a enviar de regresso a Jerusalém este grupo mal arranjado de exilados para reedificarem o templo. Quem teria sonhado que aquilo sucederia daquela forma? Mas o melhor ainda estava para acontecer.

     A reconstrução do templo não era fácil. Os refugiados Judeus tinham inimigos ... tinham-lhes sido feito ameaças ... havia vandalismo ... o povo tinha desanimado. A obra no templo seria em breve suspensa.

     Imagina o quão frustrante isso seria. Aparentemente Deus tinha aberto a porta para os Judeus reedificarem o templo, e no entanto tudo concorria contra eles. Os israelitas só se deparavam com oposição. Porque é que o Senhor impedia aquilo que Ele tinha querido?

     Então veio a reviravolta. Deus enviou dois profetas, Ageu e Zacarias, para animarem o povo na continuação da reedificação. É claro que os inimigos ainda pululavam em volta deles. Esses inimigos, numa tentativa de desmoralizar o povo, escreveram uma carta a Dario, o novo rei da Pérsia, pedindo-lhe que suspendesse de uma vez por todas a reconstrução do templo. Contudo a carta de nada valeu. Dario encontrou o decreto original de Ciro, e o resultado foi impressionante: Dario escreveu em resposta aos inimigos para que estes deixassem em paz a obra na casa de Deus, e mais ainda, eles teriam que pagar todo o custo da reconstrução com o dinheiro dos seus impostos.

     Agora podes perceber porque é que Deus planeara os reveses. Ele fê-lo para garantir que o templo não só seria reconstruído como pago!

     Estás no meio de algum revés? Pode ser que Deus tenha aberto uma porta apenas para a fechar com estrondo. Lembra-te destas palavras de um hino antigo: “Não julgues o Senhor pelo que sentes, mas confia n’Ele pela Sua graça ... Por detrás da Sua providência ameaçadora, Ele esconde um sorriso”.

 
- Joni Eareckson Tada

Sermões e Estudos

David Gomes 26SET21
Como lidar com portas fechadas

Tema abordado por David Gomes em 26 de setembro de 2021

Carlos Oliveira 24SET21
As religiões são todas boas?

Tema abordado por Carlos Oliveira em 24 de setembro de 2021

Alberto Verissimo 19SET21
Crer ou Crer, eis a questão

Tema abordado por Alberto Veríssimo em 19 de setembro de 2021

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 4:3 em 22 de setembro de 2021

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário