Criação

Igreja Adventista do Sétimo Dia 

 

     “E disse Deus: Haja luz. E houve luz. E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas. E Deus chamou à luz Dia; e às trevas chamou Noite. E foi a tarde e a manhã o dia primeiro.” —  Génesis 1:3-5

      Eu sou um criacionista. Pessoalmente acredito que Deus criou todas as coisas no Céu e na Terra em seis dias literais de 24 horas. Uma compreensão adequada da criação é essencial, pois é o fundamento sobre o qual repousam todas as doutrinas de Deus. Infelizmente, alguns na Cristandade têm procurado erigir um sistema elaborado, conhecido como a teoria do dia-era para acomodar o calendário geológico de bilhões de anos. Mas será que essa posição passa no teste bereano?

     Aqueles que aderem à teoria do dia-era acreditam que a palavra hebraica “dia” (yom) pode referir-se a um dia de 24 horas ou a um longo período de tempo. Isso é verdade! Por exemplo, o dia do Senhor é um longo período de tempo que abrange bem mais de mil anos. Consequentemente, o contexto deve sempre ser consultado para determinar a duração do tempo em consideração. Claro que aqueles que defendem esta posição ensinam que os dias do registo de Génesis cobrem literalmente milhões e milhões de anos, o que acomoda por conveniência a teoria da evolução.

     Curiosamente, quando a palavra hebraica yom é usada com um número, ela refere-se sempre a um dia de 24 horas, sem exceção. Com respeito à Páscoa, Deus instruiu Moisés: “Sete dias comereis pães asmos; ao primeiro dia, tirareis o fermento das vossas casas; porque qualquer que comer pão levedado, desde o primeiro até ao sétimo dia, aquela alma será cortada de Israel.” (Êxo. 12:15).

     Então? Vamos concluir que o “primeiro dia” aqui referido é outra coisa que não um dia normal de 24 horas? Mais, quando são definidas fronteiras no termo yom, como “a tarde e a manhã”, conforme se lê em Génesis 1:5, isso limita o dia a 24 horas.

     Mas talvez a evidência mais conclusiva de que cada dia era de 24 horas encontra-se em Êxodo 20:11: “Porque em seis dias fez o Senhor os céus e a terra, o mar e tudo que neles há e ao sétimo dia descansou; portanto, abençoou o Senhor o dia do sábado e o santificou.” Aqui Moisés usa o termo yamin, o plural em hebraico para “dia”, ou seja, “dias”, que fala exclusivamente de ciclos de 24 horas.

     Se o Espírito Santo pretendesse transmitir a ideia de que os dias da criação eram “eras”, Ele teria usado o termo hebraico olam, que é definido como “tempo indefinido”. Aceitamos pela fé que Deus é soberano e todo-poderoso; portanto, foi uma questão pequena para Deus, Ele trazer todas as coisas à existência em seis dias (Sal. 33:6-9).

- Paul M. Sadler

Sermões e Estudos

Armando Santos 26JUN22
Noites longas

Tema abordado por Armando Santos em 26 de junho de 2022

Carlos Oliveira 24JUN22
O que é a verdade?

Tema abordado por Carlos Oliveira em 24 de junho de 2022

Dario Botas 19JUN22
Esperança terrena vs celestial (Tessal.)

Tema abordado por Dário Botas em 19 de junho de 2022

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 4:12 em 29 de junho de 2022

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário