A ação de graças é da vontade de Deus

Gratidão, o poder que transforma! - Revista Raça Brasil 

 

     Na sociedade educada, somos ensinados a dizer ‘por favor’ e ‘obrigado’. No entanto, estas palavras ensinam-nos mais do que simples boas maneiras. Também nos ensinam um relacionamento adequado com o doador e podem, acima de tudo, ensinar-nos sobre o nosso relacionamento com Deus.

      Quando Deus deu vida, o homem retribuiu o favor por meio da desobediência. Quando Deus deu o mundo, o homem mostrou a sua ingratidão adorando este, em vez do Criador. Quando Deus deu comida, o homem orgulhoso viu isso como fruto do seu próprio trabalho.

     Por meio destes pecados, o homem morreria e Deus entregá-lo-ia às conseqüências do pecado.

     “Porquanto, tendo conhecido a Deus, não O glorificaram como Deus, nem Lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.” - Romanos 1:21

     Nesta dispensação, Deus revelou as profundezas da Sua sabedoria e graça ao enviar Cristo para morrer pelos pecados dos Seus inimigos.

     Por meio do Seu sangue, recebemos o perdão dos pecados, a redenção, ou libertação, do reino das trevas, a justificação pela fé, a santificação pelo Espírito e a vida eterna nos lugares celestiais.

     Como aconteceu no início, quando Deus deu a vida, Ele agora dá novamente vida pela Sua graça e não porque nós a mereçamos.

     A resposta adequada à graça de Deus é a ação de graças.

     “Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo, na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o Qual me amou, e Se entregou a Si mesmo por mim.” - Gálatas 2:20

     Quando percebemos que o que temos não é nosso e a vida que vivemos não é nossa, podemos expressar a nossa gratidão pelo que nos foi dado.

     O objeto da nossa gratidão é o único objeto adequado da nossa ação de graças, que é o Deus vivo, a plenitude corporal da Divindade, Jesus Cristo.

     Submetermo-nos a Deus, confiarmos na Sua graça e vivermos uma vida de riquezas é o que Deus sempre pretendeu.

     “Manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que abundantemente nos dá todas as coisas, para delas gozarmos” - 1 Timóteo 6:17

     No entanto, mesmo em tempos de crise financeira ou física, em última análise como resultado do nosso próprio pecado, ainda podemos agradecer a Deus pela Sua sabedoria na salvação e na provisão da vida eterna.

     “Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus, em Cristo Jesus, para convosco.” - 1 Tessalonicenses 5:18

Por Justin Johnson

Sermões e Estudos

Carlos Oliveira 15OUT21
O maior filantropo

Tema abordado por Carlos Oliveira em 15 de outubro de 2021

Dario Botas 10OUT21
Qual a tua motivação? (Parte III)

Tema abordado por Dário Botas em 10 de outubro de 2021

Carlos Oliveira 08OUT21
A violência

Tema abordado por Carlos Oliveira em 08 de outubro de 2021

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 4:3,4 em 13 de outubro de 2021

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário