A gorjeta

Tip Etiquette: The Gratuity Guide for Restaurant Dining in Europe

 

     E digo isto: Que, o que semeia pouco, pouco, também, ceifará, e, o que semeia em abundância, em abundância ceifará. Cada um contribua, segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade, porque Deus ama ao que dá com alegria. –2 Coríntios 9:6-7

     Considera a seguinte história:

     Há anos atrás, um menino de 10 anos aproximou-se do balcão de uma loja de refrigerantes e subiu para cima de um banco. “Quanto custa um gelado sundae?” perguntou à empregada.

     “Cinquenta cêntimos”, respondeu ela.

     O jovem enfiou a mão no bolso e tirou várias moedas, contando-as cuidadosamente enquanto a empregada ficava impaciente. Ela tinha clientes “maiores” para atender.

     “Bem, quanto custa um gelado simples?” perguntou o menino.

     A empregada respondeu com irritação perceptível na sua voz: "Trinta e cinco cêntimos".

     Uma vez mais, o menino contou o seu dinheiro lentamente. “Pode servir-me um pouco de gelado simples num prato, por favor?" Ele deu à empregada a quantia correta, e ela trouxe-lhe o gelado.

     Mais tarde, a empregada voltou para limpar o prato do menino e quando pegou nele, sentiu um nó na garganta. Ali, no balcão, o menino havia deixado três moedas de cinco cêntimos. Ela percebeu que ele tinha dinheiro suficiente para o sundae, mas sacrificou-o para poder deixar-lhe uma gorjeta.

     De facto, um coração generoso é um presente raro. Com que frequência é mais fácil apegar-nos ao que pensamos que precisamos, em vez de nos lembrarmos de ser generosos? A criança da história acima poderia facilmente justificar a compra de um sundae, alambazando-se com ele. Afinal, ele era uma simples criança. Ninguém esperaria que ele deixasse uma gorjeta. Mas algures, alguém o ensinou a pensar não apenas em si mesmo, mas nos outros, e a mostrar essa consideração de uma forma tangível. O viver com generosidade convida os que os que nos rodeiam a fazer uma pausa suficientemente longa para notarem algo diferente. É a senda do crente e é a senda de Cristo.

 

APROFUNDANDO:

A generosidade, e a nossa postura de dar, está diretamente relacionada com o nosso relacionamento com Cristo. Reserva algum tempo hoje para considerares a tua própria disposição de viver generosamente.

 

LEITURA ADICIONAL:

1 Coríntios 10:24; Mateus 6:1-4

Por L. Snyder

Sermões e Estudos

Carlos Oliveira 15OUT21
O maior filantropo

Tema abordado por Carlos Oliveira em 15 de outubro de 2021

Dario Botas 10OUT21
Qual a tua motivação? (Parte III)

Tema abordado por Dário Botas em 10 de outubro de 2021

Carlos Oliveira 08OUT21
A violência

Tema abordado por Carlos Oliveira em 08 de outubro de 2021

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 4:3,4 em 13 de outubro de 2021

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário