O Consolador final

 

Mulher De Casaco Cinza Sorrindo

 

     Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação, que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados de Deus.  - 2 Coríntios 1:3-4

     Há uns anos, recebi um e-mail informando que o meu tio tinha sido levado para o hospital enquanto estava de férias em Roma. Assim que soube, vi que precisava de ir a Roma, pois naquela época eu morava no Reino Unido e estava mais perto dele do que qualquer outro parente. 24 horas depois de receber a notícia, cheguei a Roma para ser um apoio para minha tia e o meu tio. Eu não tinha ideia do que fazer ou dizer. Eu simplesmente sabia que precisava de estar ali e pelo menos poderia orar.

     Deus usou as minhas orações para me ensinar uma lição sobre as palavras. As palavras são poderosas. O livro de Provérbios adverte-nos para usarmos as nossas línguas com sabedoria. Durante a semana que passei no hospital italiano, as palavras por vezes foram um consolo. No entanto, eu percebi rapidamente que estas eram melhores quando raramente proferidas. Embora as palavras sejam importantes, elas não substituem um abraço. Nenhuma palavra pode partilhar uma lágrima. Nenhuma palavra pode segurar a mão de um ente querido. É difícil encontrar as palavras certas no meio da tristeza e dor de outra pessoa. Em momentos dessses, a presença costuma ser mais importante do que as palavras.

     A lição que o Senhor me ensinou é que Ele é o Consolador final.  O Senhor Jesus Cristo enviou o Espírito Santo para nos dar paz. Quando estamos perdidos, confusos, magoados, tristes, assustados, cansados ​​ou incompreendidos, Ele traz consolo. O Consolador final não oferece palavras sem sentido ou respostas do tipo clichê, estereotipadas. A Sua presença nas nossas vidas segura-nos nos altos e baixos da nossa caminhada.

     Além disso, percebo que a minha própria capacidade de consolar depende exclusivamente de Deus. Como Paulo diz aos coríntios, podemos consolar outros porque Deus nos consolou primeiro. Vemos o consolo de Deus em ação quando Ele nos dá outros para andarem ao nosso lado e agimos como Suas mãos e pés. O apoio que pude dar veio de Deus, que me deu não só a oportunidade de estar presente, como a força para partilhar o Seu consolo.

     Estás a sofrer, perdido e a precisar de consolo? Clama ao Senhor! Ele já está contigo. Alguém que conheces está a sofrer? Deus chama-te para seres um consolador, do mesmo modo que Ele é um consolador para ti.

 

APROFUNDANDO:

1. Releê a passagem acima. Porque achas que Paulo mencionou a partilha do sofrimento ao falar sobre ser consolado?

2. Pensa em maneiras pelas quais podes ser as mãos e os pés de Cristo para aqueles que sofrem ao teu redor.

 

LEITURA ADICIONAL:

Isaías 54:10; Mateus 5:3-5; Filipenses 2:1-3

Por Kelly McFadden

Sermões e Estudos

David Gomes 26SET21
Como lidar com portas fechadas

Tema abordado por David Gomes em 26 de setembro de 2021

Carlos Oliveira 24SET21
As religiões são todas boas?

Tema abordado por Carlos Oliveira em 24 de setembro de 2021

Alberto Verissimo 19SET21
Crer ou Crer, eis a questão

Tema abordado por Alberto Veríssimo em 19 de setembro de 2021

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 4:3 em 22 de setembro de 2021

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário