Acabar bem (Parte 2)

Authenticity row erupts after violin played moments before the Titanic sank  is 'discovered' | The Independent | The Independent

 

Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé - 2 Timóteo 4:7

     14 de abril de 1912 foi o dia em que o transatlântico Titanic se afundou. Foi um dia de tragédia sem sentido, dor e sofrimento insuportável. No entanto, no meio do caos, a seguinte história de incrível coragem emergiu.

     Sob a direção do maestro da banda, Wallace Hartley, a música era alegre. Embora o navio tivesse ficado seriamente danificado e tivesse começado a afundar, a banda tocava música para acalmar os passageiros frenéticos. As escolhas musicais eram na sua maioria jazz e davam aos passageiros no convés a impressão de que tudo estava sob controlo e que não havia necessidade de entrar em pânico.

     Às 2h00 a última baleeira salva-vidas, Collapsible D, deixou o navio. Agora eram 2h05 e mais de 1.500 pessoas ainda estavam a bordo. A banda continuou a tocar. Finalmente, quando o navio se afundou, o convés tornou-se tão íngreme que o maestro Hartley dispensou os músicos do serviço. Sozinho, ele começou as primeiras notas de um hino simples. Um por um, os integrantes da banda, optando por não ir embora, juntaram-se a ele. Era a última música que a banda tocaria e a última que os sobreviventes ouviram antes de o navio se partir em dois pedaços. Minutos depois, toda a banda foi levada por uma onda repentina.

     Fidelidade. Tu não podes acabar bem sem fidelidade. As Escrituras estão repletas de relatos daqueles que seguiram a Deus com fé, sem saber onde Ele os levaria. Outros relatos falam sobre aqueles que corajosamente seguiram a Jesus até à morte. Hebreus 11 regista apenas alguns dos muitos homens e mulheres fiéis cujas vidas continuam a encorajar-nos hoje. O versículo 38, embora curto, destaca-se com distinção ao descrever esses crentes fiéis. Diz o seguinte: “Dos quais o mundo não era digno”. Só podemos esperar que o mesmo seja dito de nós no fim das nossas vidas.

     A história de Hartley termina desta forma. Em 18 de maio de 1912, o corpo do maestro da banda, Wallace Hartley, foi sepultado no que alguns chamaram de "pompa inacreditável". 30.000 pessoas de luto lotaram as ruas da cidade natal de Hartley. Sete bandas tocaram enquanto carregavam o seu caixão pelas ruas. Músicos, vereadores, agentes da polícia, clérigos, mineiros e os curiosos estavam todos lá para prestar as suas homenagens a este herói do Titanic. O mundo veio agradecer a Hartley pela sua coragem e pela disposição dos outros membros da banda de permanecerem no convés e tocar, mesmo quando o Titanic se estava a afundar. A sua coragem e bravura não foram em vão. O mundo naquele dia disse, “obrigado”. *

 

APROFUNDANDO:

1. Como é que a tua vida reflete fidelidade a Cristo?

2. O que precisas de mudar na tua vida para que te tornes num seguidor mais fiel do Senhor Jesus Cristo?

 

LEITURA ADICIONAL:

Hebreus 11:1-40

 

- Leslie Snyde

Sermões e Estudos

Carlos Oliveira 23SET22
A serenidade da fé

Tema abordado por Carlos Oliveira em 23 de setembro de 2022

Fernando Quental 18SET22
Ser ou estar feliz

Tema abordado por Fernando Quental em 18 de setembro de 2022

Carlos Oliveira 16SET22
O pecado fatal

Tema abordado por Carlos Oliveira em 16 de setembro de 2022

Estudo Bíblico
Colossenses 4:15

Estudo realizado em 21 de setembro de 2022

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário