Jónatas e David, ou nós e o Senhor

Charles H. Mackintosh
 

Leitura Bíblica: I Samuel 18.1-4


     Que quadro raro e intenso temos aqui! Um quadro do amor que se despe para vestir o seu objecto! Nesta cena há uma vasta diferença entre Saúl e Jónatas. Saúl tomou David com ele para o seu palácio a fim de se magnificar a si próprio. Porém Jónatas despiu-se para vestir David. Isto é amor numa das suas actividades mais encantadoras e sublimes. Jónatas, à semelhança de muitos milhares em Israel, observara, com ávido interesse, o cenário do Vale de Elah. Ele vira David partir, sozinho, a fim de enfrentar o terrível inimigo cuja altura, procedimento, e palavras, tinham causado terror nos corações de todo o povo. Ele vira aquele gigante altivo e arrogante cair pela mão da fé. Ele participou com todos a sua esplêndida vitória.

     Mas houve mais do que isto. Não foi meramente a vitória mas o vencedor que encheu o coração de Jónatas - não meramente a obra realizada, mas o realizador da mesma. Jónatas não ficou satisfeito em dizer apenas, «Graças a Deus, o gigante está morto, e nós estamos livres, e podemos regressar agora a nossas casas e desfrutar esta liberdade». Ah, não! Ele sentiu o seu coração atraído, unido e preso à pessoa do conquistador. Isto não valorizava menos a vitória, porém valorizava mais o vencedor, e foi assim que ele encontrou a sua alegria em despir as suas vestes e a sua armadura a fim de colocá-las sobre o objecto da sua afeição.

     Caríssimo leitor, há aqui uma enorme lição para todos nós; e não apenas uma lição, mas uma repreensão. Quão propensos nós somos em estar ocupados com a redenção em vez de estarmos ocupados com o Redentor - com a salvação e não com o Salvador! Não há dúvida que nos devemos regozijar com a nossa salvação; mas ficaremos por aqui? Como Jónatas, não devemos procurar despirmo-nos a fim de magnificar a Pessoa d'Aquele que desceu ao pó da morte por amor de cada um de nós? É claro que sim; tanto mais porque Ele não reclama nem exige nada de nós. David não pediu a Jónatas as suas vestes nem a sua espada. Tivesse-o feito, e o cenário perderia todo o seu significado e encanto. Não! Tratou-se dum acto puramente voluntário. Jónatas esqueceu-se de si e pensou somente em David. Deverá ser assim connosco e o verdadeiro David. O amor delicia-se em se despir para vestir o seu objecto. «O amor de Cristo nos constrange». «Mas o que para mim era ganho reputei-o perda por Cristo. E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus; pelo Qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como esterco, para que possa ganhar a Cristo» (Fil. 3.17,18).

     Oh, que haja mais deste espírito! Que os nossos corações sejam atraídos, e unidos, e presos, cada vez mais, a Cristo, nestes dias de profissão oca e vazia, e de formalidade religiosa! Que nos enchamos de tal modo do Espírito Santo que nos apeguemos seriamente com propósito de coração a nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo!
C.H.M.

PENSAMENTO: «Não é louco quem dá o que não pode reter,  para ganhar o que não pode perder». Disse um dos cinco mártires entre os índios Auca, Jim Elliot.

VERSÍCULO PARA MEDITAR: «Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho» (Fil. 1.21).

LER TAMBÉM:  Lam. Jer. 3.24; Sal. 119.57.

SUGESTÃO: Diga ao Senhor quão precioso Ele é para si. Diga-Lhe que  pretende demonstrar a veracidade de tal confissão, de hoje em diante, abrindo mão  de  tudo o que tem,  em Seu benefício. Diga-Lhe que esse tudo inclui o trono da sua vida (Jónatas abriu mão do trono em favor de David), pois «Seu é o reino».

 

Sermões e Estudos

David Gomes
Faróis

Sermão proferido por David Gomes em 15 de setembro de 2019

José Carvalho
Dupla Verdade

Sermão proferido por José Carvalho em 08 de setembro de 2019

Carlos Oliveira
Dividir bem a Bíblia II

Sermão proferido por Carlos Oliveira em 01 de setembro de 2019

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 2:19 em 11 de setembro de 2019

ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário