• 1
  • 2
  • 3

Servindo entusiasticamente,
com amor e temor,

para em tudo te enriquecer em Cristo, em toda a Palavra, em todo o conhecimento (1 Coríntios 1:5).

Testemunhos

Pedro Cândido

Breve testemunho acerca de como se converteu a Cristo e de como tem sido a sua vida ao Seu lado.

José Jacinto Carvalho

Conversão significa mudar de vida e a minha vida mudou mesmo.

Jorge da Silva

Como a graça de Deus o conduziu à salvação em Cristo. Ouve o seu testemunho até ao fim.

Sermões e Estudos

José Carvalho
Herança

Tema abordado por José Carvalho em 25 de julho de 2021

Carlos Oliveira
Religiões de substituição

Tema abordado por Carlos Oliveira em 23 de julho de 2021

Fernando Quental
Paciência

Tema abordado por Fernando Quental em 18 de julho de 2021

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 4:1 em 21 de julho de 2021

 
ver mais
 

19-07-2021 - Confeiteiro cristão perde em novo processo por se recusar a fazer ‘bolo transgénero’

O confeiteiro Jack Phillips, dono da Masterpiece Cakeshop, tem enfrentado batalhas judiciais contra ativismo LGBT. (Foto: ADF)

O confeiteiro Jack Phillips, dono da Masterpiece Cakeshop, tem enfrentado batalhas judiciais contra ativismo LGBT. (Foto: ADF)

 

     Enquanto Jack Phillips só quer fazer bolos e servir a Deus fielmente através do seu trabalho, ativistas de esquerda lutam contra ele, tornando esse desejo quase impossível. Nos últimos oito anos, o confeiteiro já gastou muito de seu tempo e energia em tribunais. 

     Nesta semana, Phillips perdeu mais um round depois que um juiz decidiu a favor de uma pessoa que pediu um bolo para celebrar a transição de género. A sua equipa jurídica prometeu entrar com um recurso.

 

Processos

     O juiz A. Bruce Jones decidiu a favor de um indivíduo transgénero (indivíduo que agora se diz mulher) que pediu um bolo rosa e azul para ser “o reflexo de sua transição de homem para mulher”. Seu nome é Autumn Scardina e atua como advogado.

     De acordo com a CBN News, é provável que Scardina tenha “escolhido” Phillips por causa dos processos judiciais anteriores de alto perfil. Desta vez, a denúncia foi feita porque o confeiteiro se negou a fazer um “bolo para indivíduos transgéneros”. 

     No processo anterior, ele recusou-se a fazer um “bolo para casamento gay”. O casal do mesmo sexo Charlie Craig e Dave Mullins, reclamou para a comissão do Colorado em 2012, depois de visitar a confeitaria de Phillips, no subúrbio de Denver.

     Os dois "casaram" em Massachusetts porque o "casamento" do mesmo sexo ainda não era legal no Colorado. 

 

Caso Scardina

     Autumn Scardina falou com a esposa de Phillips, por telefone, e fez o pedido de um bolo personalizado, rosa por dentro e azul por fora, para celebrar sua transição de género.

     Quando o pedido foi negado, ele fez uma reclamação judicial. O juiz Jones decidiu contra Phillips e explicou sua decisão minimizando a importância do design do bolo, reduzindo-o a simplesmente um “bolo de aniversário rosa e azul” em vez de um bolo projetado especificamente para a transição de um género para o outro. 

 

Autumn Scardina


O advogado Autumn Scardina (que agora diz ser mulher), que pediu um bolo transgénero com o objetivo de enfrentar Jack Phillips no tribunal. (Foto: Dailymail)

Defesa de Phillips

     Sendo cristão, Phillips acredita que as pessoas “não mudam de género”. Ele justifica o seu posicionamento de não criar bolos com temas gays ou transgéneros por entrar em conflito com as suas crenças.

     Em sua defesa, a Alliance Defending Freedom (ADF) escreveu em comunicado: “A decisão não foi por causa da pessoa que solicitou o bolo. O que ocorre é que Phillips não criaria um bolo expressando a mensagem solicitada, não importa quem a pedisse”. 

     Por outro lado, o juiz escreveu: “As leis antidiscriminação têm como objetivo garantir que os membros de nossa sociedade, que foram historicamente tratados injustamente e até mesmo privados do direito comum de aceder empresas para comprar produtos, não sejam mais tratados como 'outros'”. 

     “Este caso é sobre um desses produtos, um bolo de aniversário rosa e azul, e não um discurso forçado”, continua o texto. Em momento algum o juiz demonstrou preocupação sobre as crenças do confeiteiro Cristão.

     A ADF fez uma denúncia sobre a decisão e disse que esses processos não passam de “uma manobra de um advogado ativista”. E ainda o defendeu através de comunicado: “Jack Phillips serve a todas as pessoas, mas não deve ser forçado a criar bolos personalizados com mensagens que violem a sua consciência”.

 

Militância LGBT

     “Neste caso, um advogado ativista exigiu a criação de um bolo  personalizado para 'testar' Jack e 'confrontar o pensamento dele’. Perceba que ele até ameaçou processar Jack novamente se o caso fosse encerrado por qualquer motivo”, continuou a ADF.

Eles continuaram a argumentar que essa campanha é um esforço maior para mudar as leis e não se baseia em discriminação sistémica real. “Ativistas radicais e oficiais do governo estão de olho em artistas como Jack porque eles não promovem mensagens sobre casamento e sexualidade que violem suas convicções básicas”, explicou a organização.

“Este e outros casos, como o da artista floral Barronelle Stutzman, cuja petição está pendente no Supremo Tribunal dos Estados Unidos, representam uma tendência perturbadora — o armamento do nosso sistema de justiça para arruinar aqueles que discordam do ativismo gay”, continuou.

A declaração da ADF foi concluída através do pedido para que esses processos ativistas não continuem tramitando na justiça. “O assédio a pessoas como Jack e Barronelle vem ocorrendo há quase uma década e deve parar. Vamos apelar dessa decisão e continuar a defender a liberdade de todos os americanos de viver e trabalhar pacificamente de acordo com suas crenças sinceras, sem o medo da punição”, finalizou.

- in CBN News

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________________________________________

NOTA de esclarecimento importante:

Esta secção de notícias é exatamente isso, e tão somente isso: notícias, visando informar o povo de Deus do que vai acontecendo no mundo. Não significa que subscrevamos princípios, práticas e costumes associados às mesmas. O resto do portal esclarece bem e com rigor o que realmente cremos à luz das Escrituras bem manejadas.

FRUINDO DA ADMIRÁVEL GRAÇA DE DEUS,
A NOSSA MISSÃO É AJUDAR TODOS 
A USUFRUIR DA MESMA GRAÇA.

"... vos exortamos a que não recebais a graça de Deus em vão" (2 Coríntios 6:1).
Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus ... (Efésios 3:2)
"... que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar
a ação de graças para glória de Deus" (2 Coríntios 4:15).
"Porque pela graça sois salvos ..." (Efésios 2:8).

  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário