• 1
  • 2
  • 3

Servindo entusiasticamente,
com amor e temor,

para em tudo te enriquecer em Cristo, em toda a Palavra, em todo o conhecimento (1 Coríntios 1:5).

Testemunhos

Pedro Cândido

Breve testemunho acerca de como se converteu a Cristo e de como tem sido a sua vida ao Seu lado.

José Jacinto Carvalho

Conversão significa mudar de vida e a minha vida mudou mesmo.

Jorge da Silva

Como a graça de Deus o conduziu à salvação em Cristo. Ouve o seu testemunho até ao fim.

Sermões e Estudos

Alberto Verísimo 05AGO18
Falta-te uma coisa!

Sermão proferido por Alberto Veríssimo em 05 de agosto de 2018

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses (Súmula) em 08 de agosto de 2018

Fernando Quental
Percebendo a nudez

Sermão proferido por Fernando Quental em 29 de julho de 2018

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 2:1 realizado em 01 de agosto de 2018

ver mais
 

14-02-2018 - Ecumenismo e diálogo inter-religioso

dialogo interreligioso

 

     Muitos têm ouvido falar em Ecumenismo e Diálogo Inter-Religioso, não sabendo bem o que são e envolvem na realidade.

     São muitos os que confundem ecumenismo com diálogo inter-religioso. Muitos pensam que se trata da mesma coisa, não sendo, e outros pensam que o Diálogo Inter-Religioso é algo mais inofensivo que o Ecumenismo, quando é exatamente o contrário.


Ambos os movimentos contrariam a verdade do Evangelho.

     Enquanto o Ecumenismo procura a unidade entre todas as igrejas chamadas cristãs, o Diálogo Inter-Religioso procura a unidade de todas as religiões.

      O termo Ecumenismo tem origem na palavra grega “”oikoumene” que significa “o mundo civilizado”. Na Bíblia a palavra oikoumene é traduzida como “todo” e “universal”. A ideia de ecumenismo é exatamente reunir o todo o mundo chamado cristão. O Dicionário Aurélio define ecumenismo como movimento que visa a unificação das igrejas cristãs (católica, ortodoxa, luterana, anglicana e protestante). A definição eclesiástica, mais abrangente, diz que é a aproximação, a cooperação, a busca fraterna da superação das divisões entre as diferentes igrejas cristãs.

     O Diálogo Inter-Religioso, como a própria nomenclatura sugere, acontece entre as diferentes religiões (Budismo, Islamismo, Judaísmo, Xintoísmo, Kardecismo, Cristianismo, Animismo, etc).

     A única unidade defendida pela Bíblia é a unidade vital - não organizacional. A unidade vital é resultante de laços de vida. Não faz sentido alguém com a vida eterna estar a unir-se a alguém desprovido da vida eterna. A Igreja da atual Dispensação da Graça, a única aprovada por Deus, é chamada de Corpo, entre outras razões, porque os seus membros, tal como em um corpo humano, estão unidos uns aos outros por laços de vida, neste caso de vida eterna.


Alerta para os incautos

Curiosamente, (quem diria?) a Aliança Evangélica Portuguesa (AEP), como também a Aliança Evangélica Mundial (WEA), tem participado em ações de diálogo inter-religioso, entre outros, com a Associação Internacional Buddhas Light de Lisboa, a Comunidade Bahá'i de Portugal, a Comunidade Islâmica de Lisboa, a Comunidade Hindu de Portugal, a Igreja Católica Apostólica Romana (Patriarcado de Lisboa), a Sikh Comunidade e a União Budista Portuguesa, como a ocorrida nos 23 e 24 de maio de 2015, em plena Alameda Dom Afonso Henriques, em Lisboa, numa ação de diálogo inter-religioso, denominada ACM Fora de Portas - uma iniciativa do Alto Comissariado para as Migrações em parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, e como aconteceu também em Lisboa no dia 17 de outubro de 2017 no encontro inter-religioso ‘Todos à Mesa por uma Mesa para Todos’ com a Comunidade Islâmica, na Mesquita de Lisboa, em que se representaram a Aliança Evangélica Portuguesa; Igreja Católica; Confederação Portuguesa do Yoga; Comunidade Islâmica de Lisboa; Fé Bahá'í.


NOTA:

Não é por acaso que a Igreja em Quinta do Conde não faz parte da Aliança Evangélica Portuguesa.

FRUINDO DA ADMIRÁVEL GRAÇA DE DEUS,
A NOSSA MISSÃO É AJUDAR TODOS 
A USUFRUIR DA MESMA GRAÇA.

"... vos exortamos a que não recebais a graça de Deus em vão" (2 Coríntios 6:1).
Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus ... (Efésios 3:2)
"... que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar
a ação de graças para glória de Deus" (2 Coríntios 4:15).
"Porque pela graça sois salvos ..." (Efésios 2:8).

  • Avenida da Liberdade 356 
    356 2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário