Testemunho

Carlos M. Oliveira

     Na sexta-feira, 04 de novembro de 2016, fui almoçar fora com dois camaradas e uma colega, a quem tenho falado de Cristo muitas vezes.

     À saída do restaurante, depois de percorrermos uns 400 metros, dei pela falta da minha carteira. Isto aconteceu no pior sítio de Lisboa para se perder uma carteira (zona do Intendente), segundo nos dizia um deles.

     Voltámos atrás à procura da mesma, sem sucesso.

     Quando, continuámos o percurso, agora com destino a um Banco para dar baixa dos documentos, notei os meus colegas cabisbaixos em solidarização comigo e o meu prejuízo, e procurei animá-los dizendo-lhes que dava graças a Deus pelo sucedido.

     E contei-lhes como um crente, que foi roubado certa ocasião, reagiu ao ficar sem a sua carteira. Disse ele, que dava graças a Deus pelo sucedido, e elencou entre outras razões, que o fazia porque lhe tinha sido roubado algo, mas não tudo, e também dava graças a Deus por ter sido roubado e não ter sido o ladrão.

     Eu disse-lhes que não sabia se tinha sido roubado ou se perdera simplesmente a carteira, mas que em qualquer caso dava graças a Deus.

     Ao entrarmos na agência bancária disse ao funcionário que não tinha qualquer documento comigo e que ... quando toca o meu telemóvel. Era uma chamada da Marinha a perguntar: "O sr. Comandante perdeu a sua carteira?" Sim, disse eu. E disseram-me que tinham em linha uma senhora que a encontrara caída no passeio. Falei com a senhora ao telefone e fomos ter com ela para me entregar a carteira, intacta. Agradeci-lhe muito, claro, e quando prosseguimos, contentes, o nosso percurso de regresso aos nossos postos de trabalho, diz assim um dos meus camaradas:

     "Mesmo que não acreditemos, temos de acreditar!!!".

     E a colega disse, "Mas não era preciso Deus estar a pôr-te à prova ...!"

     E eu retorqui, "Ele não me está a pôr à prova a mim, mas a vós ...".

     Bem, digo isto porquê? Para que confies no Senhor. Ele é único. Quando andamos verdadeiramente com Ele não apenas vemos notoriamente a Sua mão em tudo, como até vemos os descrentes colocarem em dúvida a sua incredulidade, e crerem.

- C.M.O.

Sermões e Estudos

Alberto Verissimo 19SET21
Crer ou Crer, eis a questão

Tema abordado por Alberto Veríssimo em 19 de setembro de 2021

Carlos Oliveira
O peso do pecado

Tema abordado por Carlos Oliveira em 17 de setembro de 2021

Dário Botas
Qual a tua motivação (Parte II)

Tema abordado por Dário Botas em 10 de setembro de 2021

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 4:3 em 15 de setembro de 2021

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário