Pastores: precisam-se

pastor 5c31d69b

 

     "O Tio Bert quer falar convosco." Os dois homens a quem a mensagem tinha sido dirigida caminhavam, imersos em pensamentos, em direção ao carro em que o Cristão idoso estava sentado. Há algum tempo, tinham sabido da deterioração definitiva da sua condição física. O facto de lhes ter enviado a mensagem em vez de ele próprio se ter dirigido a eles parecia sinistro. Na curta distância do carro, silenciosamente ambos fizeram uma rápida revisão mental e avaliação dos seus anos de serviço Cristão, anos durante os quais ele como ancião ajudou a edificar e a conduzir a assembleia.

     "Irmãos", começou ele; a sua voz era firme e o seu aspeto era de resignação e de paz; “O médico deu-me apenas mais seis semanas para viver. Provavelmente voltarei ao hospital mais adiante.

      A informação não era inesperada, mas eles ficaram satisfeitos por ele a ter dado pessoalmente a eles. Havia pouco que precisava ser dito. O Tio Bert, como era carinhosamente chamado, tinha sido ativo nos seus deveres, diligente na sua mordomia e generoso na sua hospitalidade, mas aquela não era ocasião para elogios. Eles sabiam que sentiriam a sua falta, pois ele tornara-se muito querido para muitos. Os anos desde a sua aposentadoria do trabalho secular tinham sido dedicados ao serviço de Deus e do Seu amado povo; consequentemente, os dois homens só podiam orar para que alguém pudesse prontamente assumir as responsabilidades que o seu querido ancião agora indicava.

     Os dias passavam em silêncio. Eles mantinham contacto com a sua família e seguiam a sua condição física em relatos ocasionais. No final da segunda semana, outra mensagem chamou-os à cabeceira do irmão moribundo. Ele estava pálido e muito fraco, mas ele estendeu as mãos e pegou numa mão de cada um deles; a seguir dirigiu-se ao mais novo.

     “O meu dia de serviço acabou, mas a obra do Senhor tem que continuar. Queres tomar o meu lugar? Queres cuidar do povo de Deus?

     "Sim", respondeu o irmão mais inexperiente, "certamente que irei tentar."

     Ainda segurando as suas mãos, ele orou pela assembleia, pelo seu testemunho e o seu progresso espiritual, mas mais especialmente, ele orou pelo homem a quem ele acreditava que o Senhor tinha qualificado e preparado para continuar aqueles deveres que haviam sido seus ao longo dos anos.

     Uma cena semelhante de tempos antigos preenche a imaginação. Pedro, consciente do iminente martírio, numa sala da distante Babilónia, escreveu aos homens mais jovens: “apascentai o rebanho de Deus que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto; nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho. E, quando aparecer o Sumo Pastor, alcançareis a incorruptível coroa de glória” (1Pe 5:2-4).

     Ao longo dos anais da história, homens espirituais serviram as suas próprias gerações como anciãos, adormeceram em Jesus e permitiram que outros garantissem a continuidade do ministério pastoral na Igreja. As substituições são necessárias. Tens as qualificações e habilidade prática? És capaz de ensinar a Palavra de Deus em particular ou publicamente? O teu caráter é forte e irrepreensível? A tua vida em casa é exemplar? A maturidade cristã tem desenvolvido em ti uma compreensão espiritual compassiva para com as adversidades encontradas pelas ovelhas dos pastos de Cristo? Se as tuas respostas forem afirmativas, responde, por favor, na presença de Deus às duas perguntas do Tio Bert; “Queres tomar o meu lugar? Queres cuidar do povo de Deus?”

- James Gunn

Sermões e Estudos

Carlos Oliveira 19MAI19
Cremação

Sermão proferido por Carlos Oliveira em 19 de maio de 2019

Fernando Quental 12MAI19
Filhos no Casamento

Sermão proferido por Fernando Quental em 12 de maio de 2019

Fernando Quental 05MAI19
Mulheres no Casamento

Sermão proferido por Fernando Quental em 05 de maio de 2019

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 2:16 em 22 de maio de 2019

ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário