• 1
  • 2
  • 3

Servindo entusiasticamente,
com amor e temor,

para em tudo te enriquecer em Cristo, em toda a Palavra, em todo o conhecimento (1 Coríntios 1:5).

Testemunhos

Pedro Cândido

Breve testemunho acerca de como se converteu a Cristo e de como tem sido a sua vida ao Seu lado.

José Jacinto Carvalho

Conversão significa mudar de vida e a minha vida mudou mesmo.

Jorge da Silva

Como a graça de Deus o conduziu à salvação em Cristo. Ouve o seu testemunho até ao fim.

Sermões e Estudos

Horacio Mendoza 24OUT21
Sermos um exemplo

Tema abordado por Horacio Mendoza em 24 de outubro de 2021

Carlos Oliveira 22OUT21
És mesmo Cristão? Faz o teste

Tema abordado por Carlos Oliveira em 22 de outubro de 2021

Carlos Oliveira
O melhor está para vir - ANA - (4)

Tema abordado por Carlos Oliveira em 17 de outubro de 2021

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 4:3,4 em 20 de outubro de 2021

 
ver mais
 

12-05-08 - 50 histórias da Bíblia para crianças, escolhidas pelo famoso Cliff Richard ... e a sua fé

Cliff Richard     O cantor Britânico Sir Cliff Richard lançou um livro e CD com 50 histórias da Bíblia para crianças, escolhidas por ele, assinalando assim o 50º aniversário da sua carreira musical.

     O devoto cantor, que tem tido uma série de êxitos em todo o mundo, espera que o livro encoraje as crianças todas a ler a Bíblia.

     “Toda a gente sabe que sou Cristão” disse ele. “Porque não havia de fazer isto? Se isto ajudar a abrir o que para muitos é um livro fechado, ficarei satisfeito.”

     "Saber que tantas das nossas crianças estão a crescer virtualmente sem qualquer conhecimento da Bíblia, das suas histórias, figuras e ensinos é demasiado mau. É quase criminoso uma criança nunca ter aberto uma Bíblia,” disse ele.

     "Até mesmo a história do Natal ou os eventos relacionados com a Páscoa aparentemente são tudo menos conhecimento comum, e Jesus só tem servido para juras. Como acontece com os Dez Mandamentos … não sabem nada!

     "Se isto ... puder levar alguns dos mais novos a conhecer personagens como Moisés, David, Paulo e especialmente Jesus, então serviu o seu propósito.

     "E que bónus será se o livro fizer lembrar a alguns pais e mães o que eles têm estado a ignorar durante tantos anos!”

     A história de José e a sua túnica de muitas cores, uma das histórias bíblicas favoritas de Sir Cliff Richard, foi incluída no livro juntamente com Jonas, o peixe gigante e a última ceia de Jesus.

     A publicação do livro surge depois de um relatório publicado esta semana que revelou que a assistência à igreja na Grã-Bretanha está a diminuir tão drasticamente que o número de assistentes regulares que vão à igreja, dentro de uma geração será inferior ao número de muçulmanos que vão às mesquitas. 

     Sir Cliff disse que crê que a Bíblia desempenhou uma parte chave na formação da história e na mudança das vidas das pessoas na Grã-Bretanha.

     "Isto não se trata de uma opinião, mas de um facto subjectivo,” disse ele.

     "A estrutura da moral e da ética do nosso país está baseada nos princípios da Bíblia, e é parte integrante da nossa herança.

     "O seu ensino sobre um Deus que nos ama e nos convida a amá-Lo de modo retributivo e a amar o nosso próximo como a nós mesmos, tem redireccionado as vidas dos pobres e dos poderosos de todo o mundo.”

     A andar como têm andado as coisas, se não houver uma inversão, que todos, como Cristãos, queremos e cremos que haja, em 2050, a Grã-Bretanha terá 2.660.000 muçulmanos praticantes, número três vezes maior que o de cristãos praticantes, revela o estudo da Christian Research que tem por título, "Tendências Religiosas".

     O relatório atrás referido, baseado na comparência das pessoas em todas as igrejas ou templos religiosos na Grã-Bretanha, explica que actualmente quase quatro milhões de pessoas vão pelo menos uma vez por mês à Igreja, seja Anglicana, Católica ou de outras denominações, e que este número cairá para 899.000 numa geração.

     Por outro lado, o número de muçulmanos que comparecem a uma mesquita aumentará de um milhão actualmente, para 1,96 milhão em 2035, destaca o documento sobre as práticas religiosas na Grã-Bretanha.

     Para as igrejas, esta queda na assistência significa que as mesmas "não serão viáveis financeiramente", acrescenta o estudo.

     "A falta de recursos arrecadados para apoiar a infra-estrutura das igrejas obrigará o encerramento de muitas delas", diz o relatório, que calcula que cerca de 4.000 igrejas poderão fechar suas portas no Reino Unido até 2020, caso o número de cristãos praticantes continue a cair.

     Dados recentes da Igreja Anglicana indicam que menos de um milhão de pessoas vão às Igrejas aos domingos.

     Segundo as últimas estatísticas, 1 milhão e 600 mil muçulmanos vivem no Reino Unido, comparados com 41 milhões de cristãos professos. Contudo, os especialistas concordam em assinalar que os muçulmanos são mais praticantes na sua religião.

     O censo de 2001, que é o mais recente, indica que mais de metade dos muçulmanos respondeu que rezava diariamente. Comparativamente 6,3% dos cristãos indicam que simplesmente vão à igreja uma vez por semana.

     Cliff Richard disse que a Igreja de Inglaterra poderia vencer as suas presentes dificuldades relativamente ao declínio da assistência se passasse a fazer uma abordagem simples, e não intelectual, à fé.

     "Tive sempre uma aproximação simples à fé, e isto porque ela, para mim, é muito simples", disse ele numa conferência de imprensa a uma série de jornalistas, a maioria dos quais Cristãos, no Hall Central da Igreja Metodista em Westminster, em Londres.

     Sir Cliff, devido aos seus muitos êxitos, só batidos por Elvis Presley e os Beatles, foi recentemente nomeado pelo Jornal Popular da Música da Academia de Cambridge como um messias dos últimos dias com características semelhantes às de Jesus Cristo. Mas o pop star tornou claro na conferência de imprensa que ele vê-se simplesmente como um mero seguidor de Jesus, e não como um potencial salvador da igreja.

     Referindo-se ainda à notícia do declínio da fé em Inglaterra ele disse:

     "A Igreja tem de permanecer relevante. Jesus é eternamente relevante. A igreja nem sempre é.  ... Muitas vezes admiro a América, pois eles têm uma espiritualidade que parece que nós perdemos. Quando o 11 de Setembro aconteceu a primeira coisa que Bush fez foi chamar a América à oração." Ele acrescentou: "Talvez tenhamos perdido esse toque simples, esse simples saber que Deus existe, e que nos podemos aproximar d'Ele."

     Outro problema para as igrejas é que a Grã-Bretanha se tornou num país multiracial e multicultural. Apesar da liberdade religiosa ser uma coisa boa, se as igrejas quiserem crescer, segundo ele, "têm que se tornar mais combativas e provarem que a sua fé é relevante, e que a sua filosofia é racional, viável e relevante. Creio que a igreja não será destruída. Nós ainda podemos conseguir inverter a tendência".

     Cliff revelou que os direitos de autor do projecto serão doados ao seu fundo de caridade.

Fonte  IQC

FRUINDO DA ADMIRÁVEL GRAÇA DE DEUS,
A NOSSA MISSÃO É AJUDAR TODOS 
A USUFRUIR DA MESMA GRAÇA.

"... vos exortamos a que não recebais a graça de Deus em vão" (2 Coríntios 6:1).
Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus ... (Efésios 3:2)
"... que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar
a ação de graças para glória de Deus" (2 Coríntios 4:15).
"Porque pela graça sois salvos ..." (Efésios 2:8).

  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário