• 1
  • 2
  • 3

Servindo entusiasticamente,
com amor e temor,

para em tudo te enriquecer em Cristo, em toda a Palavra, em todo o conhecimento (1 Coríntios 1:5).

Testemunhos

Pedro Cândido

Breve testemunho acerca de como se converteu a Cristo e de como tem sido a sua vida ao Seu lado.

José Jacinto Carvalho

Conversão significa mudar de vida e a minha vida mudou mesmo.

Jorge da Silva

Como a graça de Deus o conduziu à salvação em Cristo. Ouve o seu testemunho até ao fim.

Sermões e Estudos

Carlos Oliveira 29JAN23
Fraqueza

Tema abordado por Carlos Oliveira em 29 de janeiro de 2023

Carlos Oliveira 27JAN23
Sem desculpa

Tema abordado por Carlos Oliveira em 27 de janeiro de 2023

Marcio Botas 22JAN23
Asas à fraqueza

Tema abordado por Márcio Botas em 22 de janeiro de 2023

Estudo Bíblico
Colossenses 4:18

Estudo realizado em 25 de janeiro de 2023

 
ver mais
 

19-01-2023 - Reino Unido admite erro após justiça dizer que partes da Bíblia são ‘inapropriadas’

Reino Unido admite erro após justiça dizer que partes da Bíblia são ' inapropriadas' | Folha Gospel

O pregador de rua John Dunn foi acusado de homofobia numa das suas pregações. (Foto: Christian Legal Center).

 

     Numa vitória para as liberdades cristãs, o governo do Reino Unido reconheceu que foi “inapropriado” que promotores do Crown Prosecution Service (CPS) dissessem que partes da Bíblia “não são mais apropriadas na sociedade moderna”, enquanto acusavam um pregador Cristão de um suposto “crime de ódio”.

     Na Câmara dos Lordes, a Baronesa Hoey levou ao governo a declaração do CPS sobre o caso do pregador John Dunn, que enfrentou uma ação criminal por pregar o livro de Coríntios numa rua na Inglaterra.

     Embora a acusação contra Dunn tenha sido rejeitada, o CPS argumentou que partes da Bíblia são  “abusivas” e  “não são mais apropriadas na sociedade moderna”, enquanto tentava garantir a sua condenação.

      Foram citadas ainda referências à escravidão nos livros bíblicos de Êxodo e Levítico e referências à sentença de morte, que não tinham relevância para o que Dunn teria dito.

     A notícia atraiu a atenção dos média internacionais e foi vista como o exemplo mais recente do exagero do CPS ao perseguir pregadores de rua devido às suas crenças.

     Em resposta à pergunta da Baronesa Hoey, o Barão Stewart de Dirleton, especialista em direito penal e Advogado Geral da Escócia, afirmou que o CPS “empreendeu uma revisão pós-caso e reconhece que a declaração foi inapropriada”.

     Lord Stewart afirmou ainda que a afirmação “não representa uma mudança na Política do CPS” e nem indica uma nova abordagem nos casos de direito à liberdade de expressão e religião.

 

Entenda o caso

     John Dunn, 55 anos, sobrevivente de cancro e veterano das Forças Especiais do Exército Britânico, foi interrogado e depois convocado pela polícia da Inglaterra por suposta “homofobia”, após pregar na Swindon High Street, na cidade de Swindon, em novembro de 2020.

     Dunn, que é pregador de rua há 15 anos, estava a pregar no dia 1 de novembro de 2020 quando duas mulheres passavam de mãos dadas. Ele disse:  “Espero que vocês sejam irmãs”. Elas responderam que estavam em um casamento lésbico.

     O pregador então começou a explicar a visão bíblica do assunto: “Diz na Bíblia que os homossexuais não herdarão o reino de Deus”, um versículo de 1 Coríntios 6.

     Dunn diz que a sua intenção era declarar a verdade de Deus por amor e compaixão pelas pessoas que o ouviam. No entanto, as duas mulheres ficaram 'ofendidas' e  denunciaram-no.

 

Alívio

     Ao saber a posição do governo sobre o seu caso, Dunn ficou aliviado. “Espero que o que aconteceu proteja outros Cristãos que se encontram injustamente do lado errado da lei por falar a verdade bíblica”, disse.

     Andrea Williams, diretora-executiva do Christian Legal Center, organização que apoiou o caso de Dunn, disse: “Este foi um exemplo claro de exagero do CPS e demonstrou até que ponto eles não entendem a Bíblia e a liberdade de expressão. Os seus argumentos neste caso estavam tão imersos na ortodoxia política secular prevalecente que chegavam a ser assustadores.”

     Dunn ainda esclareceu: “Quando prego, só digo o que está na Bíblia. Quando elas me disseram que estavam num casamento entre pessoas do mesmo sexo, fiquei preocupado com elas. Tive que comunicar as consequências das suas ações com base no que a Bíblia diz. Eu queria avisá-las, não por condenação, mas por amor. Eu queria que elas soubessem que existe perdão através do amor de Jesus.”

- in Christian Headlines

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

_________________________________________

NOTA de esclarecimento importante:

Esta secção de notícias é exatamente isso, e tão somente isso: notícias, visando informar o povo de Deus do que vai acontecendo no mundo. Não significa que subscrevamos princípios, práticas e costumes associados às mesmas. O resto do portal esclarece bem e com rigor o que realmente cremos à luz das Escrituras bem manejadas.

FRUINDO DA ADMIRÁVEL GRAÇA DE DEUS,
A NOSSA MISSÃO É AJUDAR TODOS 
A USUFRUIR DA MESMA GRAÇA.

"... vos exortamos a que não recebais a graça de Deus em vão" (2 Coríntios 6:1).
Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus ... (Efésios 3:2)
"... que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar
a ação de graças para glória de Deus" (2 Coríntios 4:15).
"Porque pela graça sois salvos ..." (Efésios 2:8).

  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • Rede Móvel
    966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário