• 1
  • 2
  • 3

Servindo entusiasticamente,
com amor e temor,

para em tudo te enriquecer em Cristo, em toda a Palavra, em todo o conhecimento (1 Coríntios 1:5).

Testemunhos

Pedro Cândido

Breve testemunho acerca de como se converteu a Cristo e de como tem sido a sua vida ao Seu lado.

José Jacinto Carvalho

Conversão significa mudar de vida e a minha vida mudou mesmo.

Jorge da Silva

Como a graça de Deus o conduziu à salvação em Cristo. Ouve o seu testemunho até ao fim.

Sermões e Estudos

Alberto Veríssimo
Tempestade vivida

Sermão proferido por Alberto Veríssimo em 18 de agosto de 2019

Alberto Veríssimo
José, ou saber esperar em Deus

Reunião de Jovens por Alberto Veríssimo em 09 de agosto de 2019

Alberto Veríssimo
O bom é inimigo do ótimo

Sermão proferido em Oiã por Alberto Veríssimo em 08 de agosto de 2019

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 2:18 em 31 de julho de 2019

ver mais
 

12-05-2019 - Cela onde estava Asia Bibi tem outra Cristã condenada à morte, no Paquistão

 asia bibi e shagufta kausar1

 

     Os Cristãos são a principal minoria religiosa do Paquistão, compreendendo cerca de 1,6% da população de 210 milhões de habitantes do país muçulmano. O número de acusações de blasfémia contra os Cristãos tem sido cada vez maior por causa do seu estatuto social e associação com o Ocidente.

     Bibi foi acusada em junho de 2009 por “blasfemar” contra o profeta Maomé, um crime punível com morte no Paquistão, e foi condenada em novembro de 2010. O Supremo Tribunal do Paquistão absolveu Bibi devido a “contradições e declarações inconsistentes das testemunhas”.

     Agora, Kausar está trancada na mesma cela do presídio feminino de Multan, onde Bibi esteve encarcerada. Kausar e o seu marido, Shafqat Masih, de 48 anos, são da cidade de Gojra, onde mais de 100 casas foram incendiadas e 7 Cristãos foram mortos por blasfémia em 2009. Desde então, as tensões entre Cristãos e muçulmanos têm aumentado regularmente.

      Masih ficou paraplégico por causa de uma lesão na coluna provocada em 2004. Os seus quatro filhos, com idades entre 5 e 13 anos, eram dependentes de Kausar, que trabalhava como ajudante doméstica até que Muhammad Hussein, líder de uma mesquita local, o acusou de enviar mensagens de texto blasfemas do telemóvel de Kausar com a sua “conivência”.      Hussein alegou que, em 18 de julho de 2013, ele estava a rezar na mesquita quando recebeu mensagens de texto blasfemas. Moradores da região cercaram a Esquadra de Polícia de Gojra depois que Kausar e Masih terem sido presos. Manifestantes queriam executar o casal, mas a polícia incluiu acusações mais severas, a fim de dispersá-los.

     Malook, seu advogado, disse que a polícia de Gojra também extraiu uma confissão ilegal do casal. Kausar e Masih aguardam há cinco anos que o Supremo Tribunal de Lahore ouça o seu recurso contra o veredito do tribunal. O advogado planeia fazer outra petição para uma audiência.

     “O casal é inocente e não há provas legais substanciais que comprovem que eles realmente enviaram mensagens de texto”, disse Malook.

     Blasfémia como pretexto

     De acordo com um relatório da Comissão de Direitos Humanos do Paquistão, depois que as severas leis de blasfémia terem sido introduzidas no país, de 1987 a 2014, pelo menos 1.355 casos foram registados e 57 pessoas foram mortas extrajudicialmente. Até 2014, apenas 21 casos foram registados contra os hindus, enquanto 187 foram registados contra Cristãos.

     Os Cristãos paquistaneses são abominados pela maioria dos muçulmanos por causa de sua origem dalit, considerados no sistema de castas como “intocáveis”. Muitas vezes as acusações de blasfémia surgem de conflitos sobre esse estatuto social. Bibi, por exemplo, foi acusada de tocar na água potável de mulheres muçulmanas.

     Malook tem enfrentado muçulmanos paquistaneses desde que começou a defender os Cristãos. Ele chegou a receber um convite de asilo na Holanda, mas recusou. “Estou de volta para defender estas pessoas indefesas”, disse o advogado.

- in Cristianity Today

Notícia relacionada:
10-05-2019 - Asia Bibi deixa o Paquistão e irá encontrar-se com as filhas no Canadá

 

FRUINDO DA ADMIRÁVEL GRAÇA DE DEUS,
A NOSSA MISSÃO É AJUDAR TODOS 
A USUFRUIR DA MESMA GRAÇA.

"... vos exortamos a que não recebais a graça de Deus em vão" (2 Coríntios 6:1).
Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus ... (Efésios 3:2)
"... que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar
a ação de graças para glória de Deus" (2 Coríntios 4:15).
"Porque pela graça sois salvos ..." (Efésios 2:8).

  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário