• 1
  • 2
  • 3

Servindo entusiasticamente,
com amor e temor,

para em tudo te enriquecer em Cristo, em toda a Palavra, em todo o conhecimento (1 Coríntios 1:5).

Testemunhos

Pedro Cândido

Breve testemunho acerca de como se converteu a Cristo e de como tem sido a sua vida ao Seu lado.

José Jacinto Carvalho

Conversão significa mudar de vida e a minha vida mudou mesmo.

Jorge da Silva

Como a graça de Deus o conduziu à salvação em Cristo. Ouve o seu testemunho até ao fim.

Sermões e Estudos

Alberto Veríssimo
José, ou saber esperar em Deus

Reunião de Jovens por Alberto Veríssimo em 09 de agosto de 2019

Alberto Veríssimo
O bom é inimigo do ótimo

Sermão proferido em Oiã por Alberto Veríssimo em 08 de agosto de 2019

Alberto Veríssimo
Vida na Tempestade

Sermão proferido por Alberto Veríssimo em 11 de agosto de 2019

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 2:18 em 31 de julho de 2019

ver mais
 

27-01-2019 - China estrangula cristianismo, mas fiéis resistem: “Não perderemos a fé”

Early Rain Covenant

 

     O ano de 2018 encerrou para os cristãos na China como um dos que impôs maior repressão à liberdade religiosa, mas também como um período em que a igreja “subterrânea” no país ganhou as manchetes no mundo pelo seu amor a Deus e capacidade de resistir à repressão.

     O estrangulamento da liberdade de culto é tão forte e agressivo que a situação dos cristãos chineses chamou atenção do progressista The New York Times, um dos principais jornais do mundo. A publicação norte-americana repercutiu o encerramento da igreja Early Rain Covenant, uma das principais igrejas da China, com décadas de história, e considerada ilegal pelo governo de Xi Jinping.

     “Não perderemos nossa fé por causa da supressão das autoridades”, disse Gu Baoluo, um vendedor de arroz membro da igreja Early Rain Covenant, fechada recentemente, mas que não se dobrou à imposição do governo e passou a realizar cultos ao ar livre. Mesmo com toda a determinação dos fiéis, a maior parte da estrutura da congregação foi prejudicada, pois exemplares da Bíblia foram confiscados, escola e seminário geridos pela igreja foram fechados e o seu ancião, Wang Yi, preso.

      Na véspera do Natal, os cristãos chineses organizaram-se para celebrar a data de forma secreta, com cultos domésticos. Gu Baoluo contou que essa é uma de suas fases preferidas do ano, mas em 2018, não pôde decorar árvores, participar da cantata ou assistir o desfile de Natal. Em vez disso, cantaram e oraram na casa de um dos irmãos, apresentando a Deus a situação de pelo menos 20 membros da igreja que continuam presos.

A acusação feita pelo governo contra os cristãos é de as igrejas “incitarem a subversão” contra o governo comunista. A legislação do país prevê até cinco anos de prisão. Do outro lado, os fiéis têm se valido da tecnologia para driblar a repressão, e o culto doméstico por ocasião do Natal foi organizado com o uso de aplicativos de troca de mensagens criptografadas. Dessa forma, compartilharam informações sobre blitz e assédio policial.

Repressão

     Renée Xia, diretora internacional da China Human Rights Defenders, descreveu o esforço do governo comunista como uma ação para ferir o “coração da resistência cristã clandestina”. E os factos corroboram: a repressão aumentou nas semanas anteriores ao Natal. Além da Early Rain, em dezembro passado a polícia fechou a Igreja Rongguili, de 40 anos, na cidade de Guangzhou, no sul da China, que tem milhares de fiéis. E em setembro, as autoridades em Pequim ordenaram o encerramento da igreja de Zion, com 1.500 membros, uma das maiores igrejas não oficiais da capital.

     O governo exige que grupos religiosos se registem, e o Partido Comunista Chinês (o único do país) acredita que o cristianismo é a religião que mais cresce na China e representa uma ameaça ao sistema por conta dos valores e ideais que moldaram a sociedade ocidental, como por exemplo os Direitos Humanos.

     Uma das ferramentas usadas pelo governo é a intimidação: Li Shuangde, uma professora em Chengdu que faz parte da igreja Early Rain Covenant desde 2011, revelou que as autoridades pediram aos fiéis que assinassem cartas afirmando que não acreditam mais no cristianismo, e que por isso a congregação não tinha escolha senão continuar a existir em segredo. “Nós mudámo-nos para o subterrâneo”, disse.

     Agora, numa espécie de improviso de segundo grau, os membros da igreja continuam a realizar cultos de domingo, às vezes nas margens de um rio perto da antiga sede da igreja, que ficava em um prédio no centro da cidade.

     O ancião da igreja, Wang Yi, divulgou uma mensagem após a sua prisão dizendo que “a perseguição do regime comunista à igreja é um crime extremamente cruel”, e que sua posição de pastor exigia “condenar estrita e publicamente tais crimes”.

- in Gospel +

 

FRUINDO DA ADMIRÁVEL GRAÇA DE DEUS,
A NOSSA MISSÃO É AJUDAR TODOS 
A USUFRUIR DA MESMA GRAÇA.

"... vos exortamos a que não recebais a graça de Deus em vão" (2 Coríntios 6:1).
Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus ... (Efésios 3:2)
"... que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar
a ação de graças para glória de Deus" (2 Coríntios 4:15).
"Porque pela graça sois salvos ..." (Efésios 2:8).

  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário