• 1
  • 2
  • 3

Servindo entusiasticamente,
com amor e temor,

para em tudo te enriquecer em Cristo, em toda a Palavra, em todo o conhecimento (1 Coríntios 1:5).

Testemunhos

Pedro Cândido

Breve testemunho acerca de como se converteu a Cristo e de como tem sido a sua vida ao Seu lado.

José Jacinto Carvalho

Conversão significa mudar de vida e a minha vida mudou mesmo.

Jorge da Silva

Como a graça de Deus o conduziu à salvação em Cristo. Ouve o seu testemunho até ao fim.

Sermões e Estudos

Carlos Oliveira 21OUT18
O estado da alma na morte

Sermão proferido por Carlos Oliveira em 21 de outubro de 2018

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 2:5 em 17 de outubro de 2018

Dario botas 14out18
Há proposta melhor que esta?

Sermão proferido por Dário Botas em 14 de outubro de 2018

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 2:4 em 10 de outubro de 2018

ver mais
 

04-10-2018 - Jovem conta como a morte do pai por extremistas muçulmanos o aproximou de Deus

cristaos no egito 02 770x458

 

     O testemunho de cristãos fiéis chama atenção e revela o amor de Deus por nós, mesmo quando o contexto é de perseguição, violência e até assassinato. Foi isso o que aconteceu na vida de um adolescente de 17 anos, chamado Marcos. Ele teve o pai morto por extremistas muçulmanos, mas no lugar de se frustrar contra Deus, se aproximou ainda mais.

     “Antes do meu pai ser morto, éramos uma família de quatro pessoas que vivia em El-Arish (uma pequena cidade na costa mediterrânea do Egito): eu, a minha irmã, a minha mãe e o meu pai”, contou Marcos.

     A família convivia com muçulmanos pacificamente. O pai do rapaz, Baghat, apesar de ser um cristão fiel, trabalhava como veterinário na empresa de um amigo muçulmano. Eles não tinham problemas com os vizinhos e o pai de Marcos era um homem muito respeitado.

      “Não era um lugar mau para se viver. Nós vivíamos em paz com nossos vizinhos muçulmanos. O meu pai era veterinário e mantinha boas relações com os seus colegas e amigos muçulmanos”, conta o rapaz.

 

Chegada de extremistas muçulmanos

     O que mudou a situação da família foi a chegada de novos vizinhos muçulmanos. “Em algum momento, novas pessoas mudaram-se para a vila. Eles eram imigrantes palestinos com uma visão muito estreita sobre o Islão. Isso mudou tudo”, disse Fawziya, a mãe de Marcos.

     Os novos muçulmanos tiveram logo a iniciativa de espalhar panfletos dizendo que os cristãos deveriam deixar a cidade, caso contrário seriam mortos. Baghat, certamente por ser um cristão fiel e muito respeitado, sendo exemplo para toda a comunidade, foi a primeira vítima.

     “Era um domingo e o meu marido acordou cedo para ir à igreja. Depois disso, ele foi trabalhar na clínica veterinária de um de seus amigos muçulmanos”, disse Fawziya. Depois eles ficaram sabendo através de uma testemunha muçulmana, como Baghat foi abordado pelos extremistas e assassinado por eles.

     “[A testemunha] disse-me que dois jovens mascarados entraram na farmácia e arrastaram o meu pai para fora”, disse Marcos. “Eles mandaram-no ajoelhar na rua. Colocaram duas armas na cabeça do meu pai e disseram-lhe para se converter ao islamismo. Mas ele balançou a cabeça, com um sinal de não. Então eles atiraram nele”.

 

Testemunho de fé que mudou a vida do filho

     Apesar do enorme sofrimento, Marcos terminou vendo a morte do pai como um exemplo para a sua vida. Antes desse episódio ele era um adolescente difícil de lidar e que não ligava às coisas de Deus. Agora, porém, tudo mudou na sua vida.

     “Eu sent-mei orgulhoso do meu pai, por ele ter mantido a sua fé até ao último momento. Isso deixou-me curioso. Quando o meu pai ainda estava vivo, ele acordava todas as manhãs às 5 da manhã para estudar a Bíblia e orar. Aparentemente, isso ajudou-o a tornar-se num cristão com a fé fortalecida. A morte do meu pai por Cristo fez-me buscar mais a Jesus”, diz Marcos.

     “Depois do assassinato do pai, de repente, eu encontrei-o a ler a Bíblia do meu marido e orando. Ele começou a frequentar a igreja, estudou mais. Ele realmente mudou como pessoa”, confirma a senhora Fawziya, segundo a Portas Abertas.

- in Gospel +

FRUINDO DA ADMIRÁVEL GRAÇA DE DEUS,
A NOSSA MISSÃO É AJUDAR TODOS 
A USUFRUIR DA MESMA GRAÇA.

"... vos exortamos a que não recebais a graça de Deus em vão" (2 Coríntios 6:1).
Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus ... (Efésios 3:2)
"... que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar
a ação de graças para glória de Deus" (2 Coríntios 4:15).
"Porque pela graça sois salvos ..." (Efésios 2:8).

  • Avenida da Liberdade 356 
    356 2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário