• 1
  • 2
  • 3

Servindo entusiasticamente,
com amor e temor,

para em tudo te enriquecer em Cristo, em toda a Palavra, em todo o conhecimento (1 Coríntios 1:5).

Testemunhos

Pedro Cândido

Breve testemunho acerca de como se converteu a Cristo e de como tem sido a sua vida ao Seu lado.

José Jacinto Carvalho

Conversão significa mudar de vida e a minha vida mudou mesmo.

Jorge da Silva

Como a graça de Deus o conduziu à salvação em Cristo. Ouve o seu testemunho até ao fim.

Sermões e Estudos

David 15JUL18
Podes suportar a verdade?

Sermão proferido por David Gomes em 15 de julho de 2018

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 1:28,29 realizado em 18 de julho de 2018

CMO 08JUL18
Não têm pastor?

Sermão proferido por Carlos Oliveira em 08 de julho de 2018

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 1:27,28 realizado em 11 de julho de 2018

ver mais
 

10-02-2018 - Homem é esfaqueado, perdoa e contrata advogado para defender o criminoso

Paixão e Felizardo 

 

     Agressor e agredido hoje frequentam a mesma igreja.

     Um homem foi esfaqueado por um colega durante uma briga em Sousa, cidade do sertão da Paraíba, no Brasil. Surpreendentemente, Sebastião Felizardo, de 39 anos de idade, à direita na foto, decidiu não só perdoar ao seu agressor, como também contratar um advogado para o defender no dia do julgamento. A vítima e o acusado do crime, Hugo Ferreira da Paixão, de 29 anos de idade, à esquerda na foto, saíram abraçados da audiência, quando o réu conseguiu liberdade provisória.

     O advogado João Hélio Lopes da Silva foi contratado por Felizardo para soltar Ferreira. Ele conta que os dois homens trabalhavam juntos como lavadores de carros no centro de Sousa. Desentenderam-se no dia 22 de agosto do ano passado, por um motivo fútil.

     Paixão atacou o colega e desferiu sete facadas contra ele. Felizardo quase morreu devido aos ferimentos e o autor do crime foi preso em flagrante por um agente da polícia militar que passava pelo local. Ele ficou quatro dias internado na Unidade de Terapia Intensiva no Hospital Regional de Sousa.

      Enquanto se recuperava dos ferimentos, Felizardo converteu-se a Cristo. Numa reunião de oração na igreja, decidiu perdoar o colega que tentou matá-lo. Foi além e decidiu procurar a ajuda de um advogado para soltar Paixão.

     Ele participou da audiência com o juiz titular da comarca de Sousa, José Normando Fernandes, e pediu que o caso fosse arquivado. O seu pedido não foi atendido pois houve lesão corporal, mas concedeu liberdade provisória ao autor do facto. A sentença sairia até ao fim do mês.

     O advogado conta que Felizardo procurou o para o contratar e ajudar a tirar o autor da agressão da cadeia. Relata ainda que tanto a vítima quanto o réu enfrentavam problemas de envolvimento com drogas na altura do crime.

     O Dr. Lopes da Silva entrou com pedido de soltura de Paixão e a Justiça revogou a prisão preventiva e concedeu liberdade provisória ao réu até julgar o caso. “No dia da audiência, Sebastião afirmou perante o juiz que queria retirar o processo porque tinha perdoado ao réu. Eles saíram abraçados do fórum, isso chamou a atenção de todos. Esse foi o maior exemplo de perdão que já vi em toda minha carreira”, enfatizou o defensor.

     Após resolver as questões no tribunal, a vítima conduziu o amigo a Cristo e à igreja e, hoje, servem juntos na obra de Deus. Felizardo não lava mais carros, pois conseguiu emprego como vendedor autónomo e tenta ajudar o colega Hugo Ferreira da Paixão a mudar de profissão. 

- in UOL

FRUINDO DA ADMIRÁVEL GRAÇA DE DEUS,
A NOSSA MISSÃO É AJUDAR TODOS 
A USUFRUIR DA MESMA GRAÇA.

"... vos exortamos a que não recebais a graça de Deus em vão" (2 Coríntios 6:1).
Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus ... (Efésios 3:2)
"... que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar
a ação de graças para glória de Deus" (2 Coríntios 4:15).
"Porque pela graça sois salvos ..." (Efésios 2:8).

  • Avenida da Liberdade 356 
    356 2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário