• 1
  • 2
  • 3

Servindo entusiasticamente,
com amor e temor,

para em tudo te enriquecer em Cristo, em toda a Palavra, em todo o conhecimento (1 Coríntios 1:5).

Testemunhos

Pedro Cândido

Breve testemunho acerca de como se converteu a Cristo e de como tem sido a sua vida ao Seu lado.

José Jacinto Carvalho

Conversão significa mudar de vida e a minha vida mudou mesmo.

Jorge da Silva

Como a graça de Deus o conduziu à salvação em Cristo. Ouve o seu testemunho até ao fim.

Sermões e Estudos

Fernando Quental
O que fazer em tempos difíceis

Tema abordado por Fernando Quental em 29 de março de 2020

Carlos Oliveira
O Coronavírus e a Bíblia

Tema abordado por Carlos Oliveira em 27 de março de 2020

David Gomes
Resposta bíblica ao Coronavírus

Tema abordado por David Gomes em 22 de março de 2020

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 3:4 em 01 de abril de 2020

 
ver mais
 

28-10-07 - A maioria dos Americanos crê que Jesus ressuscitou dos mortos

ressurreicao.jpgA maioria dos Americanos crê no poder e milagres de Deus, segundo uma nova sondagem.

Mais, a maioria aceita as bem conhecidas histórias da Bíblia como verdades literais, incluindo o relato bíblico de Jesus Cristo ter ressuscitado dos mortos, revelou o Grupo Barna. Três em cada quarto adultos (75%) disseram que interpretavam a crucificação, a morte, a sepultura e a ressurreição de Cristo como verdades literais.

Um estudo anterior também revelou que 75% dos Americanos que não se identificavam como Cristãos nascidos de novo crêem que Jesus ressuscitou literalmente, segundo a agência para missões domésticas da Convenção baptista do Sul dos EUA.

Embora os mais instruídos academicamente, dos que responderam à sondagem, fossem menos propensos em considerar a história literalmente, dois terços (68%) dos que têm curso superior disseram que criam que a ressurreição é literalmente verídica, revelou o Grupo Barna.

Dois terços dos adultos (65%) também considerou o registo do profeta Daniel sobreviver na cova dos leões como literalmente verdadeiro.

Quando sondados sobre Moisés e a separação das águas do Mar Vermelho, dois de três (64%) dos Americanos vê a história como literal.

Quase dois terços dos Americanos (63%) aceitam a história de David e Golias como verdade literal.

“A maioria dos Americanos não apenas crê na existência de Deus, como crê no Seu poder e nos milagres que realiza”, disse o investigador George Barna, que conduziu o estudo. “Separar as águas dos mares, andar sobre a água, ressuscitar dos mortos, sobreviver numa jaula de leões, e matar um experiente e bem armado guerreiro com uma funda, são exemplos de Deus fazer coisas extraordinárias nas vidas de pessoas ordinárias. Estas e outras histórias da Bíblia levam as pessoas a crer que a sua confiança pessoal neste Deus poderosíssimo é justificada. Embora algumas pessoas possam considerar estes escritos como contos de fadas para crianças, os dados indicam que o Americano típico tem adoptado estes registos como fundamento de uma valiosa fé em Deus”.

Entretanto, menos Americanos (60%) abraça o relato do Apóstolo Pedro andar sobre as águas como literalmente verdadeiro.

Sobre a história da Criação, que tem sido cada vez mais desafiada nas escolas, 60% dos adultos crê que Deus criou o mundo em seis dias. Os mais instruídos academicamente foram muito menos propensos em crer no registo da Criação como sendo literalmente verdadeiro. Enquanto 73% dos adultos que não frequentou a Universidade crê nesta história como literalmente verídica, só 38% dos de formação universitária tem essa convicção.

Entre os grupos étnicos, os negros são os mais propensos a interpretar as histórias bíblicas como verdades literais.

Barna assinalou a não correspondência da prática à crença.

“Apesar do nível da aceitação literal destas histórias da Bíblia não ser nada de pequena admiração face ao nosso contexto cultural, há questões que se erguem relativamente ao inegável hiato existente entre a crença e o comportamento”, disse ele.

“Por um lado temos dez milhões de pessoas que vêem estas narrativas como reflexos da realidade, da autoridade e do envolvimento de Deus nas nossas vidas. Por outro lado, uma maioria destas mesmas pessoas abriga uma obstinada indiferença para com Deus e o Seu desejo de ter intimidade com elas. De facto, uma minoria das pessoas que crê nestas histórias como sendo verdadeiras aplica consistentemente os princípios embutidos nestas histórias às suas vidas,” continuou Barna.

"Parece que milhões de Americanos crê que o conteúdo da Bíblia é verdadeiro, mas não querem transformar essas histórias em acção na sua experiência. Tristemente, para muitas pessoas, a Bíblia tem-se tornado numa respeitada lição de história religiosa impessoal que permanece ausente das suas vidas."

Os resultados baseiam-se numa sondagem nacional conduzida em Agosto de 2007 feita a 1.000 adultos, com idades superiores a 18 anos.

FRUINDO DA ADMIRÁVEL GRAÇA DE DEUS,
A NOSSA MISSÃO É AJUDAR TODOS 
A USUFRUIR DA MESMA GRAÇA.

"... vos exortamos a que não recebais a graça de Deus em vão" (2 Coríntios 6:1).
Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus ... (Efésios 3:2)
"... que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar
a ação de graças para glória de Deus" (2 Coríntios 4:15).
"Porque pela graça sois salvos ..." (Efésios 2:8).

  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário