• 1
  • 2
  • 3

Servindo entusiasticamente,
com amor e temor,

para em tudo te enriquecer em Cristo, em toda a Palavra, em todo o conhecimento (1 Coríntios 1:5).

Testemunhos

Pedro Cândido

Breve testemunho acerca de como se converteu a Cristo e de como tem sido a sua vida ao Seu lado.

José Jacinto Carvalho

Conversão significa mudar de vida e a minha vida mudou mesmo.

Jorge da Silva

Como a graça de Deus o conduziu à salvação em Cristo. Ouve o seu testemunho até ao fim.

Sermões e Estudos

Fernando Quental
O que fazer em tempos difíceis

Tema abordado por Fernando Quental em 29 de março de 2020

Carlos Oliveira
O Coronavírus e a Bíblia

Tema abordado por Carlos Oliveira em 27 de março de 2020

David Gomes
Resposta bíblica ao Coronavírus

Tema abordado por David Gomes em 22 de março de 2020

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 3:4 em 01 de abril de 2020

 
ver mais
 

25-10-07 - Pesquisadora identifica carimbo de Jezebel, rainha vilã da Bíblia

sinete.jpgLetras que faltavam e desenhos em sinete apontam para soberana de Israel. No Antigo Testamento, ela é retratada como poderosa, pagã e corrupta

Na Bíblia, ela ganhou fama de manipuladora, sem escrúpulos e até devassa. A rainha Jezebel é uma das piores vilãs do Antigo Testamento, sem dúvida. Mas pelo menos tinha um bocado de estilo, a julgar pelo sinete (uma espécie de carimbo pessoal) que uma pesquisadora holandesa acaba de identificar como pertencente a ela - um dos raros casos em que um personagem bíblico deixa traços directos da sua existência.

A análise que confirmou a associação de Jezebel com o sinete, que é feito de opala e está repleto de desenhos e inscrições, foi feita por Marjo Korpel, especialista da Universidade de Utrecht. Com o trabalho de Korpel, que será publicado numa revista científica especializada em estudos linguísticos, parece chegar ao fim um mistério de quatro décadas.

Isso porque já se suspeitava que o artefacto, obtido nos anos 60 por um arqueólogo israelita no mercado de antiguidades, tivesse pertencido a Jezebel. Mas havia um problema bizarro: o suposto nome da rainha, gravado na opala, estava escrito de forma errada -- o que levou muita gente a achar que se tratasse de uma outra pessoa, embora de nome parecido.

Com paciência de detective, Korpel analisou o sinete e o comparou com outros objectos do mesmo tipo e da mesma época, ou seja, produzidos por volta do ano 850 a.C., quando viveram Jezebel e seu marido Acabe, rei de Israel. Pela distribuição das letras e pela presença de uma pequena área quebrada no objecto, a pesquisadora holandesa estimou que originalmente havia mais duas letras hebraicas no sinete - o suficiente para "corrigir" o nome de Jezebel.

Além disso, o objecto era muito maior que os outros da mesma época e repleto de símbolos associados à realeza e ao sexo feminino, como uma esfinge com coroa de rainha, serpentes e falcões. Para Morjen, tudo isso torna altíssima a probabilidade de que o sinete realmente tenha pertencido a Jezebel.


Imagem correta

Jezebel (de origem fenícia, segundo a Bíblia) e o seu marido Acabe reinaram numa época em que o antigo reino israelita estava dividido em duas partes rivais: Judá, no sul, cuja capital era Jerusalém e cujo povo deu origem aos actuais judeus; e Israel, no norte, onde o casal governava e cuja capital era Samaria.

No Primeiro Livro dos Reis, na Bíblia, Jezebel é retratada como uma mulher corrupta, que faz os habitantes de Israel adorarem deuses pagãos e ainda induz o seu marido Acabe a tomar injustamente as terras dos seus súbditos. Juízos de valor à parte, o sinete parece mostrar que a rainha de facto era muito influente: ele era usado para ratificar documentos, o que significa que ela podia "despachar" por conta própria no seu palácio.

Isto só demonstra, mais uma vez, que a Bíblia tem razão, e por isso totalmente digna de confiança.

"Bem-aventurado o homem que Me dá ouvidos, velando às minhas portas cada dia, esperando às ombreiras da minha entrada" (Prov. 8:34).

FRUINDO DA ADMIRÁVEL GRAÇA DE DEUS,
A NOSSA MISSÃO É AJUDAR TODOS 
A USUFRUIR DA MESMA GRAÇA.

"... vos exortamos a que não recebais a graça de Deus em vão" (2 Coríntios 6:1).
Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus ... (Efésios 3:2)
"... que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar
a ação de graças para glória de Deus" (2 Coríntios 4:15).
"Porque pela graça sois salvos ..." (Efésios 2:8).

  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário