O direito de comer animais

Comer animais é bíblico     “Porque toda a criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças. Porque pela palavra de Deus e pela oração é santificada” (1 Timóteo 4:4,5).

     Antes de defendermos os direitos dos animais, entendamos que temos o direito dado por Deus de os comer!

     Um ativista dos direitos dos animais apareceu uma vez na televisão reclamando sobre o consumo de perus no Dia de Ação de Graças. Ele argumentou que os perus "sentiam dor" quando são abatidos, e, portanto, não devemos comê-los. A sua linha de raciocínio foi: "Se nós não comemos o nosso cão de estimação, então não devemos comer peru." Essas pessoas, apesar da sua sinceridade, ignoram este texto bíblico.

     Originalmente, as pessoas e os animais eram herbívoros; eles só comiam vegetação. "E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dá semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto de árvore que dá semente, ser-vos-á para mantimento. E a todo o animal da terra, e a toda a ave dos céus, e a todo o réptil da terra, em que há alma vivente, toda a erva verde será para mantimento. E assim foi" (Génesis 1:29, 30).

     Depois, o pecado entrou, e Deus incluiu a carne na dieta humana: "Tudo quanto se move, que é vivente, será para vosso mantimento; tudo vos tenho dado como a erva verde …" (Génesis 9:3,4).

     Quando se ignora o facto de que Deus nos deu nesta dispensação os animais para comer, e exigimos que os outros também se abstenham de carne devido a fins religiosos (adoração da natureza), isso é uma "doutrina de demónios" (1 Timóteo 4:1-5). As criaturas não devem ser adoradas. Só o Criador, o Senhor Jesus Cristo, deve ser adorado (Romanos 1:25). Conquanto agradeçamos ao Senhor por quaisquer criaturas que comamos, o consumo de carne animal é aceitável e é um ato piedoso. Não procedas como os panteístas - que exaltam a natureza como Deus -, mas aceita a aprovação do Deus vivo, pois só isso realmente importa.

  • Avenida da Liberdade 356 
    356 2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário