Onde está o Sangue?

sangue

 

Nasci na Terra Santa, há quase setenta anos. Quando criança, aprendi a ler a Lei, os Salmos e os Profetas. Frequentei a sinagoga e aprendi hebraico dos rabinos. No começo acreditei no que me disseram, que a nossa era a verdadeira e única religião, mas, à medida que cresci e estudei a Lei mais atentamente, fiquei impressionado com o lugar que o sangue tinha em todas as cerimônias delineadas lá, e eu estava igualmente impressionado pela ausência absoluta disso nas tradições do judaísmo moderno.

Costumo ler Êxodo 12 e Levítico 16-17, e os capítulos deste último em especial me fizeram tremer, enquanto pensava no grande Dia da Expiação e no lugar que o sangue ocupava. Dia e noite um verso tocaria meus ouvidos. “É o sangue que faz expiação pela alma” (Lv 17:11). Eu sabia que tinha transgredido a lei. Eu precisava de expiação. Ano após ano, naquele dia, eu batia em meu peito quando confessava minha necessidade, mas era preciso sangue e não havia sangue!

 Em minha angústia, finalmente, abri meu coração para um rabino culto e respeitado. Ele me disse que Deus estava bravo com o Seu povo. Jerusalém estava nas mãos dos gentios, o templo fora destruído, e uma mesquita muçulmana construída em seu lugar. O único lugar na terra em que ousaríamos derramar o sangue do sacrifício, de acordo com Deuteronômio 12 e Levitico 17, fora profanado, e nossa nação espalhou-se. Era por isso que não havia sangue. Deus mesmo havia fechado o caminho para realizar o serviço solene do grande dia da expiação. Agora devíamos recorrer ao Talmude e descansar nas instruções e confiar na misericórdia de Deus e nos méritos dos patriarcas.

Tentei ficar satisfeito, mas não consegui. Algo parecia dizer que a lei continuava inalterada, mesmo que nosso templo tivesse sido destruído. Nada além de sangue poderia expiar a alma. Não nos atreveríamos a derramar sangue por expiação, a não ser no lugar escolhido pelo Senhor. Teríamos nós ficado sem qualquer expiação? Este pensamento me encheu de horror. Em minha angústia consultei muitos outros rabinos. Eu só tinha a grande pergunta: “Onde posso encontrar o sangue da expiação?”

Um ancião judeu disse: “Durante a semana da Páscoa, meus irmãos judeus, vocês terão afastado todo fermento de suas casas; Vocês comerão o “motsah” (bolachas sem fermento) e o cordeiro assado. Vocês irão assistir aos cultos na sinagoga e realizar o ritual e as instruções do Talmud, mas vocês esquecem, meus irmãos, que vocês têm tudo menos o que Jeová exigiu em primeiro lugar. Ele não disse: “Quando vejo o fermento guardado, ou quando vejo vocês comerem o motsah, ou o cordeiro, ou irem à sinagoga”, mas a palavra dele foi: “Quando eu vir o sangue, passarei por vocês” (Ex 12:13). Ah, meus irmãos, vocês não podem substituir nada por isso. Vocês devem ter sangue, sangue, SANGUE! “

“Sangue”. É uma palavra terrível para quem reverencia o Talmude e ainda não tem o sacrifício. Ele fala constantemente sobre o sangue, mas “o sangue” está faltando no judaísmo de hoje.

Uma noite eu estava caminhando por uma das ruas estreitas da cidade, quando vi um sinal anunciando uma reunião para judeus. A curiosidade me fez entrar. Tão logo me sentei, ouvi um homem dizer: “O sangue de Jesus Cristo, Seu Filho, nos purifica de todo pecado” (1 Jo 1:7). Foi minha primeira introdução ao cristianismo, mas eu escutei sem fôlego quando o homem que falava explicou como Deus havia declarado que “sem derramamento de sangue não há remissão” (Hb 9:22), mas que Ele havia dado Seu Filho unigénito, o Cordeiro de Deus, para morrer, e todos os que confiam no Seu sangue são perdoados de todas as suas iniquidades. Aquele era o Messias de Isaías 53; era o Sofredor do Salmo 22. Ah, meus irmãos, finalmente achei o sangue da expiação. Confiei nisso, e agora eu adoro ler o Novo Testamento e ver como todas as sombras da lei se cumprem em Jesus. Seu sangue foi derramado pelos pecadores. Ele satisfez a Deus, e é o único meio de salvação para judeus ou gentios.

Traduzido de: “Where is the blood?”

por Mario Persona

Sermões e Estudos

David Gomes 10FEV19
O silêncio de Deus

Sermão proferido por David Gomes em 10 de fevereiro de 2019

FranciscoCorreia 03FEV19
Como Deus nos consola

Sermão proferido por Francisco Correia em 03 de fevereiro de 2019

Carlos oliveira 27JAN19
A beatitude esquecida

Sermão proferido por Carlos Oliveira em 27 de janeiro de 2019

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 2:12 em 13 de fevereiro de 2019

ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    356 2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário