As duas mesas

duas mesas 

 

     Em 1 Coríntios 10:21, temos a clara declaração de que “não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demónios”. Não diz “talvez não consigais”; é algo impossível de se fazer. Isto pode soar estranho, mas é a verdade de Deus e nada pode mudá-la.

     Para entender isso, precisamos estudar o contexto e, ao fazê-lo, certas coisas tornar-se-ão evidentes; devemos distinguir entre a mesa do Senhor e a ceia do Senhor. Na primeira, o filho de Deus deve sentar-se e festejar em espírito em todos os momentos: a última é uma ocasião em que mostramos isso de forma unida e visível.

     Outra coisa fica clara; o escritor tem o tema da tentação em mente e o capítulo lida com o facto dos filhos de Israel terem sido trazidos do Egito e cuidados por Deus, apesar de Deus não Se ter agradado da maioria deles, pois caíram no deserto.

Ler mais: As duas mesas

O Cristão genuíno não é, nem nunca foi, sanguinário, assassino

Atenágoras

 

     Atenágoras foi um proeminente filósofo ateniense que se converteu ao Cristianismo. Por ser um homem das letras tinha acesso privilegiado à corte.

     Acontece que nessa época (final de século II AD) os Cristãos eram acusados de serem sanguinários, violentos, cruéis e assassinos.

     Para fazer defesa de si e de seus irmãos em Cristo, Atenágoras escreveu uma carta a Marcus Aurelius argumentando que os Cristãos nem sequer estavam autorizados a apreciar (e muito menos assistir) às arenas dos gladiadores. Referindo inclusive que, se um Cristão fosse reiteradamente encontrado em arenas, poderia ser excluído da igreja se de tal prática não se retratasse.

Ler mais: O Cristão genuíno não é, nem nunca foi, sanguinário, assassino

Eutanásia ou “Golpe de Misericórdia”

 eutaná sia

 

     "Eutanásia" significa literalmente "morrer bem": isto é, ter morte suave e fácil. A palavra foi introduzida com este significado no século XVII. Essa passagem suave e fácil deve ser o desejo e o objetivo de todo médico que trata um paciente terminal. No entanto, como muitas outras palavras no dicionário, o seu significado através do tempo mudou - ou, talvez, alargou – e tem vindo a aplicar-se ao término deliberado de vida de uma pessoa que sofre de uma doença angustiante ou irremediável ou deficiente. Tem sido até usada para o assassinato intencional de pessoas tão deficientes mental ou fisicamente, que não são consideradas de valor para a sociedade. Tais ações deveriam, é claro, ser condenadas tanto por Cristãos como por não-cristãos.

     Neste estudo a nossa consideração será restrita ao término da vida de uma pessoa que sofre de uma doença dolorosa, incapacitante ou incurável, que pessoalmente solicita o término da sua vida. Tais situações ocorrem com frequência na prática de muitos médicos e exigem algumas das decisões mais difíceis na medicina.

Ler mais: Eutanásia ou “Golpe de Misericórdia”

Sermões e Estudos

José Carvalho
Influenciados

Sermão proferido por José Carvalho em 14 de julho de 2019

David Gomes
Escapando de Emaús

Sermão proferido por David Gomes em 07 de julho de 2019

Carlos Oliveira
Maldição hereditária

Sermão proferido por Carlos Oliveira em 30 de junho de 2019

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 2:18 em 10 de julho de 2019

ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário