O dia em que dois turistas americanos fizeram da rainha Isabel II fotógrafa

Rainha Elizabeth II: os looks de Beleza no seu aniversário - Outras coisas  - Miranda

 

     História foi revelada pelo antigo oficial de proteção da monarca durante o jubileu e tornou-se viral nas redes sociais

     Entre as muitas caraterísticas definidoras da personalidade de Isabel II, o sentido de humor era das mais marcantes, diz quem a conheceu. Mas, no meio da solenidade das homenagens e declarações de pesar, poucos têm salientado esse facto (Anthony Albanese, o primeiro-ministro australiano, foi um desses, tendo salientado que a forma como exerceu as suas funções "deixou transparecer a sua humanidade e desempenhou os seus deveres com fidelidade, integridade e humor".)

     Um episódio relatado em junho, por ocasião do Jubileu da Rainha, revela bem o lado divertido de Isabel II, e tornou-se viral nas redes sociais. Durante a emissão especial da Sky News sobre o Jubileu, Richard Griffin, antigo oficial de proteção da monarca (que o tratava pelo diminutivo “Dick”) relatou um hilariante encontro de Isabel II com dois turistas americanos.

     A rainha e o seu guarda-costas estavam a passear pelas colinas perto do castelo de Balmoral, na Escócia (onde a estadista morreu), quando, no meio de nenhures, se cruzaram com dois turistas norte-americanos que estavam a fazer caminhadas pelo Reino Unido. Os turistas não reconheceram a rainha e, no meio da conversa, perguntaram-lhe onde vivia. Isabel respondeu que morava em Londres, mas que tinha uma casa de campo ali perto, e que fazia férias naquela região há mais de 80 anos.

     Foi então que um dos turistas somou dois mais dois (ou quase): sabendo que estavam perto do castelo de Balmoral, perguntou a Isabel II… se alguma vez tinha encontrado a rainha.

     "Rápida como uma flecha ela disse: 'Eu não, mas aqui o Dick encontra-a regularmente'", relatou Dick Griffin, divertido. A atenção dos dois turistas focou-se então em Dick, o-homem-que-conhecia-a-rainha. Quiseram saber como ela era, ao que o guarda-costas respondeu: “Oh, ela às vezes pode ser muito mesquinha, mas tem um belo sentido de humor'."

     Neste momento, um dos americanos pôs um braço sobre o ombro do guarda-costas e decidiu eternizar aquele momento em que se havia cruzado com alguém que conhecia Isabel II. "Antes que eu pudesse perceber o que estava a acontecer, ele pegou na máquina fotográfica, deu-a à rainha e disse: 'Pode tirar-nos uma fotografia?’".

     Isabel não se descompôs. Tirou o retrato, e depois acabou por posar ao lado dos dois caminhantes, fotografada pelo guarda-costas. 

     Conforme os dois turistas retomaram a caminhada e se afastaram, Isabel não resistiu a comentar:  "Adorava ser uma mosca quando ele mostrar estas fotografias aos amigos na América e alguém lhe disser quem eu sou"...

 

Comentário e aplicação do irmão Alberto Veríssimo:

     Este oficial é um coadjuvante na história. Ele falava da rainha, simplesmente, e este casal ficou admirado ouvindo sobre os atributos da rainha, os hábitos da rainha, as vezes que a rainha passeava, e deixaram de conhecer aquela rainha que estava bem ali ao seu lado. É lógico que a rainha não estava andando no campo com o seu traje clássico (saia, casado, chapéu) característico, que a gente vê na televisão. Talvez isso tenha dificultado ao casal turista identificar aquele senhora como a rainha.

     Agora, aplicando para nós aqui, muitas vezes nós podemos dar uma de turista americano. Nós gostamos de ouvir falar de Jesus, do Rei dos reis - (não é?) -, através de um coadjuvante, quando muitas vezes podemos falar diretamente com o Senhor. Em 1 Timóteo 1:17 lemos que
“ao Rei dos séculos, imortal, invisível, ao único Deus, seja honra e glória para todo o sempre!” Será que nos vamos contentar em apenas ouvir o que um coadjuvante fala do nosso Rei - talvez uma religião, talvez uma denominação, sem ouvir aquilo que está na Palavra, na Bíblia, nas Escrituras? Vamos apenas nos contentar em registar bons momentos sem levar em consideração Quem está ao nosso lado?

- CNN e Alberto Veríssimo

 

Sermões e Estudos

Carlos Oliveira 25SET22
Simeão II

Tema abordado por Carlos Oliveira em 25 de setembro de 2022

Carlos Oliveira 23SET22
A serenidade da fé

Tema abordado por Carlos Oliveira em 23 de setembro de 2022

Fernando Quental 18SET22
Ser ou estar feliz

Tema abordado por Fernando Quental em 18 de setembro de 2022

Estudo Bíblico
Colossenses 4:15

Estudo realizado em 21 de setembro de 2022

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário