O privilégio da oração

crstam.jpg     “[Ele] rogará por ti” (Gén. 20:7).

     Abimeleque, rei de Gerar, tinha tomado como sua a mulher de Abraão, mas fizera-o inocentemente. Sara era uma linda mulher e Abraão, temeroso por ela, disse: “Ela é minha irmã,” e Sara assumiu o subterfúgio de Abraão dizendo a Abimeleque: “Ele é meu irmão.” 

     Mas para salvar o casal errante das consequências do seu próprio pecado Deus apareceu a Abimeleque, avisando-o que se ele valorizava a sua vida deveria devolver imediatamente Sara ao seu marido – “e [ele] rogará por ti, para que vivas.”

     O que é isto? Deus ouvirá as orações do culpado Abraão pelo inocente Abimeleque? Sim, pois Abimeleque era um pagão que servia outros deuses, enquanto Abraão, com todo o seu fracasso e pecado, era filho de Deus.

     Certamente que a oração de Abraão seria uma confissão do seu pecado e uma súplica para que o inocente Abimeleque – inocente neste pecado particular – não fosse culpabilizado, mas apesar de tudo era Abraão, não Abimeleque, que tinha acesso a Deus.

     Muitas pessoas perdidas apontam para as falhas dos filhos de Deus e dizem: “Eu não seria culpado daquilo.” No entanto estas pessoas “boas” estão perdidas, enquanto que os pobres pecadores que têm confiado em Cristo para a salvação são “aceites [ou, agradáveis] no Amado.”

     “Cheguemos pois com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno” (Heb. 4:16). 

 Cornelius R. Stam
in Two Minutes With The Bible

Sermões e Estudos

José Carvalho
Herança

Tema abordado por José Carvalho em 25 de julho de 2021

Carlos Oliveira
Religiões de substituição

Tema abordado por Carlos Oliveira em 23 de julho de 2021

Fernando Quental
Paciência

Tema abordado por Fernando Quental em 18 de julho de 2021

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 4:1 em 21 de julho de 2021

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário