Deus é Deus

Deus é Deus - Delino Marçal

 

     E José lhes disse: Não temais, porque porventura estou eu em lugar de Deus? Vós bem intentastes mal contra mim, porém Deus o tornou em bem, para fazer como se vê neste dia, para conservar em vida a um povo grande; agora, pois, não temais; eu vos sustentarei a vós e a vossos meninos. Assim os consolou, e falou segundo o coração deles. – Génesis 50:19-21

      Um líder a quem muito estimo costuma dizer: “Sou grato porque Deus é Deus e não eu”. Sempre achei que era uma coisa bastante óbvia de se dizer, mas enquanto lia a história de José, está atingiu-me sob uma nova luz.

     Quando menino, José foi vendido como escravo pelos  seus irmãos. Ele era escravo de um egípcio, que aprendeu a confiar nele e o colocou no governo de toda a sua casa. No entanto, a esposa do seu amo conspirou contra ele e ele foi preso. José passou vários anos na prisão, mas, enquanto esteve lá, interpretou com sucesso os sonhos de dois servos de Faraó. Dois anos depois, quando Faraó finalmente soube disso, chamou José para interpretar os seus sonhos. Faraó viu grande sabedoria em José e sabia que Deus estava com ele, então colocou José em segundo lugar no governo de todo o Egito.

     Anos depois, os irmãos de José vieram em busca de comida por causa da fome na terra. José teve a oportunidade perfeita para retribuir o mal infligido a ele pelos seus irmãos, mas não o fez. Ele abraçou-os, deu-lhes presentes e chamou o seu pai e a família paterna para viverem nas riquezas do Egito para que ele pudesse cuidar deles.

     Ninguém teria levado José a mal se ele se tivesse zangado e tornado amargo. Ninguém o teria culpado por aborrecer os seus irmãos pela vida que eles lhe roubaram e por fazê-los pagar pelo seu mal. José respondeu de forma diferente. Em vez disso, ele disse: “Estou eu em lugar de Deus?” José entendeu uma verdade muito mais profunda do que apenas conhecer Deus como todo-poderoso, o Criador, o Justo. Ele entendeu que os propósitos de Deus são profundos. Ele sabia que não era seu papel buscar vingança. Ele viu como Deus usou todas as suas circunstâncias para o bem. Mesmo ao ser vendido, na prisão e em tempos de aflição, José mostrou que sempre confiou no Senhor e viveu uma vida justa. Ele sabia que Deus é Deus, e ele não.

 

APROFUNDANDO:

1. De que formas tentas desempenhar o papel de “Deus” na tua vida?

2. O que torna difícil perdoares totalmente e limpares a lista daqueles que te prejudicaram? O que Deus te chama a fazer?

LEITURA ADICIONAL:

Salmo 46:6-11; Mateus 18:21-35; Romanos 8:28

Por K. McFadden

Sermões e Estudos

Fernando Quental 14JUL24
Preparado para viver

Tema abordado por Fernando Quental em 14 de julho de 2024

Carlos Oliveira 12JUL24
O vazio no coração do homem

Tema abordado por Carlos Oliveira em 12 de julho de 2024

Carlos Oliveira 07JUL24
Como vencer relações difíceis

Tema abordado por Carlos Oliveira em 07 de julho de 2024

Estudo Bíblico
Voo sobre a Bíblia: Oseias 1-14

Estudo realizado por David Gomes em 10 de julho de 2024

ver mais
 
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • Rede Móvel
    966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • HORÁRIO
    Clique aqui para ver horário