Companheirismo: um ingrediente necessário

Convite aos OCS: Tripulantes europeus de salva-vidas treinam busca e  salvamento marítimo em Portugal 

 

     E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras, não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros, e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia. – Hebreus 10:24-25

      Deus ama a igreja mesmo com todas as suas inconsistências. Sinceramente, acredito que não podes ser tudo o que Deus deseja que sejas sem experimentares a comunhão íntima que a igreja tem para oferecer. A igreja não é um lugar para vires, sentares-te e divertires-te. Tu fazes parte da igreja. Tens algo a fazer. A igreja é como uma estação salva-vidas, e esta história ajuda-me a ter uma perspetiva melhor do que é a igreja de Jesus Cristo e qual deve ser o meu papel nela.

     Num litoral perigoso, onde frequentemente ocorrem naufrágios, havia uma pequena e rudimentar estação salva-vidas. O edifício era uma simples cabana e havia apenas uma embarcação, mas os poucos membros dedicados mantinham uma vigilância constante sobre o mar e, sem pensar em si mesmos, saíam dia e noite incansavelmente em busca dos náufragos perdidos. Alguns dos que foram salvos, e vários outros nas redondezas, quiseram associar-se à estação e doar do seu tempo, dinheiro e esforço para o sustento deste trabalho. Novas embarcações foram compradas e novas tripulações treinadas. A pequena estação salva-vidas cresceu.

     Alguns dos membros da estação salva-vidas ficaram insatisfeitos com o facto do edifício ser tão tosco e mal equipado. Eles sentiram que um lugar mais confortável deveria ser arranjado como primeiro refúgio daqueles que eram salvos do mar. Eles substituíram as camas de campanha, de lona, conhecidas por “burros do mato”, por camas normais e colocaram móveis melhores no edifício ampliado. Agora, a estação salva-vidas tornara-se num ponto de encontro popular para os seus membros, e eles decoraram-no lindamente e mobiliaram-no com requinte, porque usavam-no como uma espécie de clube. Como menos membros agora estavam interessados em ir para o mar em missões de salvamento, eles contrataram tripulações para as embarcações salva-vidas a fim de fazerem esse trabalho. O logótipo salva-vidas ainda prevalecia na decoração deste clube, existindo uma religiosa embarcação salva-vidas na sala onde se realizavam as iniciações do clube.

     Entretanto, um grande navio naufragara na costa e as tripulações contratadas traziam embarcações cheias de pessoas com hipotermia, molhadas e meio afogadas. Estavam sujas e doentes. O lindo novo clube ficou um caos. Assim, a comissão da associação construiu logo uma casa de banho fora do clube, onde as vítimas de naufrágio pudessem ser limpas antes de entrar.

     Na reunião seguinte, houve uma divisão na associação do clube. A maioria dos membros queria interromper as atividades de salvamento do clube por serem desagradáveis e um obstáculo à vida social normal do clube. Alguns membros insistiram em salvar vidas como seu objetivo principal e lembraram que ainda eram chamados de estação salva-vidas. Mas acabaram por ser rejeitados, tendo sido informados que, se quisessem salvar vidas de todos os vários tipos de pessoas que naufragavam naquelas águas, poderiam começar a sua própria estação salva-vidas junto à costa noutro lugar. E assim procederam.

     Com o passar dos anos, a nova estação experimentou as mesmas mudanças ocorridas na antiga. Evoluiu para um clube e mais uma estação salva-vidas acabou por se afundar. A história continuou a repetir-se e, se visitar esse litoral hoje, encontrará vários clubes exclusivos ao longo daquela costa. Naufrágios são frequentes naquelas águas, mas a maioria das pessoas afoga-se.*

 

APROFUNDANDO:

1. Relê Hebreus 10:24-25. Desististe de te reunir com outros Cristãos?

2. Tens a comunhão necessária para seres um Cristão em crescimento? Consideras-te um participante na tua igreja ou mais um espectador?

LEITURA ADICIONAL:

Atos 2:42, Hebreus 3:13

* Ideas Books #5-8 (El Cajon: Youth Specialties, 1970), pp. 78-79.

Por Jim Burns

Sermões e Estudos

Carlos Oliveira 23FEV24
Escapatória

Tema abordado por Carlos Oliveira em 16 de fevereiro de 2024

José Carvalho 18FEV24
Máscara

Tema abordado por José Carvalho em 18 de fevereiro de 2024

Carlos Oliveira 16FEV24
Após a morte

Tema abordado por Carlos Oliveira em 16 de fevereiro de 2024

Estudo Bíblico
Voo sobre a Bíblia: Eclesiastes 1-12

Estudo realizado por David Gomes em 21 de fevereiro de 2024

ver mais
 
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • Rede Móvel
    966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • HORÁRIO
    Clique aqui para ver horário