1 Pedro 3:21 NÃO tem a ver com BATISMO NA ÁGUA

open book in shallow photography

 

     "Que, também, como uma verdadeira figura, agora vos salva, batismo, não do despojamento da imundícia da carne, mas da indagação de uma boa consciência para com Deus, pela ressurreição de Jesus Cristo" (1 Pedro 3:21).

PEDRO NÃO ESTÁ A FALAR DE BATISMO NA ÁGUA.

     "Que também, como uma verdadeira figura, agora vos salva, batismo, não do despojamento da imundícia da carne, mas da indagação de uma boa consciência para com Deus, pela ressurreição de Jesus Cristo" (1 Pedro 3:21), 

nada tem a ver com o batismo na água. A água referida no versículo anterior é a água do dilúvio, não do batismo. O batismo aqui referido é espiritual. Aliás, note-se bem que Pedro diz que o batismo por ele referido NÃO é físico:

 "batismo, não do despojamento da imundícia da carne".

 O batismo é uma resposta a uma boa consciência, mas não o batismo na água.



     Note-se bem:

 Alguns proponentes da prática do batismo na água nos nossos dias citam 1 Pedro 3.20,21 onde, referindo-se à libertação de Noé através das águas do dilúvio, Pedro diz: 

"... oito almas se salvaram pela água;

 que também como uma verdadeira figura agora vos salva, baptismo não do despojamento da imundície da carne, mas da indagação de uma boa consciência, para com Deus, pela ressurreição de Jesus Cristo".

 

     Se o batismo referido no versículo 21 se referisse ao batismo na água então teríamos um símbolo de um símbolo; e uma cerimónia de água, e não Cristo, seria o antítipo (a palavra "figura" no Ver. 21, é a palagra Grega antitupon, "antítipo") da arca em que Noé foi salvo do dilúvio.



     Que Pedro não está a referir-se a um batismo na água, é evidente no seu cuidado ao acrescentar como salvaguarda, "não do despojamento da imundície da carne", que era o que fazia a água física do batismo na água ao ser usada — quando em vigor (Cf Atos 22:16; João 3:23,25).



      A epístola aos Hebreus prova que as cerimónias físicas não têm qualquer poder para libertar o pecador do peso duma consciência culpada (10.2,3), e que apenas o sangue de Cristo pode purificar a consciência (9.13,14).



     Assim, o "baptismo" de 1 Ped. 3.21 é o baptismo de Cristo na nossa morte (Lucas  12:50), como o contexto (Ver. 18) indica:

 "Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, O JUSTO PELOS INJUSTOS, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito".



     Sem a salvaguarda parentética o versículo diz:

 "... (baptismo) agora nos salva... pela ressurreição de Jesus Cristo".

 Como Noé emergiu da arca, salvo do dilúvio, assim o crente, tendo morrido com Cristo e ressuscitado também com Ele, é salvo da condenação dos seus pecados.

     Quando se estuda as Escrituras é, pois, importante atender sempre ao contexto. E também é importante saber que as Escrituras têm vários vocábulos com mais do que um significado. É exemplo disto as palavras, fé, salvação, conversão, santificação, eleição, perdão, reino, céu, terra, testamento, aliança, concerto, batismo, etc. Muitos, quando leem a palavra batismo pensam logo em batismo na água, esquecendo-se de que a Bíblia fala de vários batismos sem água - batismo em Moisés (1 Cor. 10:2), batismo com o Espírito, (Mateus 3:11), batismo com fogo (Mateus 3:11), batismo de Cristo na morte (Lucas 12:50, 1 Pedro 3:21), batismo do crente em Cristo e na Sua morte (Rom. 6:3), batismo pelo Espírito (1 Cor. 12:13).1

____________________________________________

 1   Quando o crente é batizado em Cristo, é simultaneamente batizado na Sua morte e no Seu Corpo, constituindo o "um só batismo" de Efésios 4:5.  

- C.M.O.

 

Sermões e Estudos

Fernando Quental
Para a glória de Deus

Tema abordado por Fernando Quental em 09 de maio de 2021

Carlos Oliveira
Nem tudo é o que parece

Tema abordado por Carlos Oliveira em 07 de maio de 2021

Alberto Veríssimo
Crer é poder

Tema abordado por Alberto Veríssimo em 02 de maio de 2021

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 3:22 em 05 de maio de 2021

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário