1 Tessalonicenses 2:1-16 (3)

crstam.jpg     CONVERSÃO, PERSEGUIÇÃO E JUSTIÇA DIVINA

     "Pelo que também damos sem cessar graças a Deus, pois, havendo recebido de nós a palavra da pregação e Deus, a recebestes, não como palavra de homens, mas (segundo é, na verdade) como palavra de Deus, a qual também opera em vós, os que crestes.

     “Porque vós, irmãos, haveis sido feitos imitadores das igrejas de Deus que na Judeia estão em Jesus Cristo; porquanto também padecestes de vossos próprios concidadãos o mesmo que os judeus lhes fizeram a eles.


     “Os quais também mataram o Senhor Jesus e os seus próprios profetas, e nos têm perseguido; e não agradam a Deus, e são contrários a todos os homens,

     “E nos impedem de pregar aos gentios as palavras da salvação, a fim de encherem sempre a medida de seus pecados; mas a ira de Deus caiu sobre eles até no fim."

— I Tessalonicenses 2:13-16


A CONVERSÃO DOS TESSALONICENSES

     Esta não é a única ocasião onde o Apóstolo declara que agradece a Deus "sem cessar" por aqueles que vieram ao conhecimento de Cristo. Aqueles que procuram ser fiéis em testemunhar de Cristo sabem o que ele quer dizer, pois existem pessoas, para cuja conversão, eles talvez tenham contribuído e cuja presença pode lhes dar agora muita alegria. Ganhar almas para Cristo é uma ocupação muito recompensadora.

     O nosso Senhor sofreu e morreu para trazer "muitos filhos à glória" (Hb.2:10) e um dia poderá dizer com grande alegria: "Eis-me aqui a Mim... e... aos filhos que Deus Me deu" (Hb.2:13). Paulo também, num sentido menor, um dia poderá dizer o mesmo, porque ganhar almas traz ricas recompensas, não apenas nesta vida, mas também na vida vindoura. Duas passagens do Velho Testamento, Pr.11:30 e Dn.12:3 confirmam este princípio:

     "O fruto do justo é uma árvore de vida, e o que ganha almas sábio é."

     "Os entendidos pois, resplandecerão, como o resplendor do firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça refulgirão como as estrelas sempre e eternamente."

     Mas o Apóstolo regozijou-se especialmente quando os Tessalonicenses receberam a Palavra que ele pregou; eles não a receberam como palavra de homens – homens que pudessem talvez, apresentar argumentos melhores que outros – "mas (segundo é, na verdade) a Palavra de Deus" (2:13).

     Não duvidamos que a profunda convicção com que Paulo pregava (v.2) foi usada por Deus para realizar este resultado. (Cf. At.14:1). Mas observe bem, foi a Palavra de Deus que efectuou a salvação deles: "mas (segundo é, na verdade) a Palavra de Deus, a qual também opera em vós, os que crestes", diz o Apóstolo.

     Como isto nega a ideia, tirada erroneamente de Ef.2:8, que diz que Deus injecta, ou concede, arbitrariamente fé nos corações daqueles que Ele deseja salvar. Estes Tessalonicenses ouviram a Palavra que Paulo pregou e, sendo convencidos por ela, receberam-na como Palavra de Deus e isto operou a sua salvação. A Palavra, cujo autor é o Espírito Santo, é a “semente incorruptível," que produz vida.

     "Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptibilidade, pela Palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre" (I Pe.1:23).

     "De sorte que a fé vem pelo ouvir, e o ouvir pela Palavra de Deus " (Rm.10:17).

     Desta maneira o Espírito Santo não injecta arbitrariamente e directamente a fé no coração para levar uma pessoa a crer. Em vez disto é a Palavra viva (o Espírito Santo sendo o autor) que cria raízes no coração e é recebida como a verdade de Deus, que frutifica para a salvação. Portanto a exortação de Tiago 1:21: "Recebei com mansidão a Palavra em vós enxertada [ou implantada], a qual pode salvar as vossas almas".

     Mas Actos 16:14-15 não ensina que o Senhor abriu o coração de Lídia para que ela atendesse as palavras faladas por Paulo? Sim, Lídia era uma das mulheres que tinha ido ao rio para orar, e agora providencialmente, pela vinda de Paulo e o seu ensinamento da Palavra, o coração dela foi aberto para a receber.

     Então, está longe de Deus a ideia de se injectar fé directamente nos corações de certas pessoas para fazer com que elas recebam a Sua Palavra, de modo que sem esta obra especial elas não poderiam crer. É muito pelo contrário, porque os incrédulos são condenados numa base bem razoável: "porque não receberam o amor da verdade PARA SE SALVAREM" (II Ts.2:10).

     Voltando ao nosso texto, foi quando os Tessalonicenses receberam a mensagem de Paulo como a Palavra de Deus, que ela operou eficazmente neles e os salvou. A Grécia teve os seus grandes filósofos, mas quais dos escritos deles salvou os pecadores da morte e destruição e lhes concedeu a vida eterna? Por isso temos o grande desafio de Paulo em I Co.1:20,

     "Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo?

     “Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação."    

Cornelius R. Stam
Comentário Sobre as Epístolas de Paulo aos Tessalonicenses


Sermões e Estudos

Carlos Oliveira 15OUT21
O maior filantropo

Tema abordado por Carlos Oliveira em 15 de outubro de 2021

Dario Botas 10OUT21
Qual a tua motivação? (Parte III)

Tema abordado por Dário Botas em 10 de outubro de 2021

Carlos Oliveira 08OUT21
A violência

Tema abordado por Carlos Oliveira em 08 de outubro de 2021

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 4:3,4 em 13 de outubro de 2021

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário