Seja Alegre XXVII

w_wiersbe_warren.jpg     A Palavra de Deus — «Pelo que também damos sem cessar graças a Deus, pois havendo recebido de nós a palavra da pregação de Deus, a recebestes, não como palavra de homens, mas segundo é na verdade, como palavra de Deus, a qual também opera em vós os que crestes.» (I Tes. 2:13). A divina energia de Deus liberta-se nas nossas vidas através da Sua Palavra inspirada. A mesma Palavra que deu origem ao universo pode libertar poder divino nas nossas vidas! Mas é nossa a responsabilidade de apreciar a Palavra e não a tratar do mesmo modo que tratamos as palavras dos homens. A Palavra de Deus é única: é inspirada, autorizada e infalível. Se não dermos verdadeiro valor à Palavra, então o poder de Deus não poderá transmitir energia às nossas vidas.

     Temos também de apropriar a Palavra — «recebê-la». Isso significa muito mais do que escutá-la, ou mesmo lê-la e estudá-la. «Receber» a Palavra de Deus significa aceitá-la com prazer e torná-la parte do íntimo do nosso ser. A verdade de Deus é para o homem espiritual o que o alimento é para o homem físico.

     Finalmente, temos de aplicar a Palavra; ela só opera naqueles «que crêem». Quando confiamos na Palavra de Deus e agimos apoiados nela, então o poder de Deus é libertado nas nossas vidas. A promessa do anjo a Maria, em Lucas 1:37 — «Porque para Deus nada é impossível» — é traduzida na Versão Padrão Americana por: «Porque nenhuma palavra de Deus será vazia de poder» (1901). A Palavra de Deus tem em si mesma o poder de realizar, e a fé liberta esse poder.

     Vemos esta verdade em acção na vida de Jesus. Ele ordenou ao aleijado que estendesse a mão e essa mesma ordem transmitiu-lhe o poder para obedecer e ficar curado (Mat. 12:13). Ele ordenou a Pedro que fosse ter com Ele sobre a água e essa ordem habilitou Pedro a fazê-lo, enquanto ele exerceu fé (Mat. 14:22-33). É a fé nas promessas de Deus que liberta o poder de Deus. Os Seus mandamentos levam em si mesmos o poder de realizar. O Espírito Santo escreveu as promessas para nós na Palavra e Ele dá-nos a fé para nos firmarmos nessas mesmas promessas. «Pois independentemente de quantas promessas Deus nos fez, elas são «Sim» em Cristo. Desse modo, por Ele o «Amen» é proferido por nós para glória de Deus» (II Cor. 1:20, NVI).       

Warren W. Wiersbe

Sermões e Estudos

Carlos Oliveira 15OUT21
O maior filantropo

Tema abordado por Carlos Oliveira em 15 de outubro de 2021

Dario Botas 10OUT21
Qual a tua motivação? (Parte III)

Tema abordado por Dário Botas em 10 de outubro de 2021

Carlos Oliveira 08OUT21
A violência

Tema abordado por Carlos Oliveira em 08 de outubro de 2021

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 4:3,4 em 13 de outubro de 2021

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário