Atos Dispensacionalmente Considerados - CAPÍTULO XLVI – Atos 25:23-26:32 (8)

Acts dispensationally considered

 

UM OUTRO ERRO DISPENSACIONAL

 

     Os ultra-dispensacionalistas, procurando provar que Paulo pregava uma mensagem do reino durante o princípio do seu ministério, têm citado muitas vezes Atos 26:22 para provar o seu ponto de vista.

     “Mas, alcançando socorro de Deus, ainda até ao dia de hoje permaneço, dando testemunho, tanto a pequenos como a grandes, não DIZENDO NADA MAIS DO QUE O QUE OS PROFETAS E MOISÉS DISSERAM QUE DEVIA ACONTECER”.

     Isso não prova, argumentam eles, que Paulo não poderia ter proclamado o mistério antes de Atos 28? Ele não diz que nada proclamou que os profetas e Moisés já não haviam predito? Aqui, esses irmãos mostram novamente a sua incapacidade de pensar um assunto do começo ao fim ou segui-lo nas Escrituras.

     Até então, Paulo havia proclamado numerosas verdades que não podem ser encontradas nos escritos quer dos profetas, quer de Moisés. Nem os profetas nem Moisés haviam predito a salvação dos Gentios através da queda de Israel, nem o “Evangelho da graça de Deus”, no qual nem a circuncisão nem a lei deviam ter qualquer parte. Nem sequer haviam insinuado que Judeus e Gentios seriam batizados em um corpo pelo Espírito, nem eles diziam - ou sabiam - algo sobre os crentes serem “arrebatados” para o Céu pelo “mesmo Senhor”. Contudo, tudo isso havia sido proclamado por Paulo antes deste tempo (Rom. 11:11,12; Atos 20:24; 1 Coríntios 12:13; 1 Tes. 4:16,17).

     E Paulo não tinha escrito sobre “o mistério” e os seus “mistérios” associados nas suas primeiras epístolas? (Rom. 11:25; 16:25; 1 Cor. 2:6,7; 4:1; 15:51). Como é que o mistério - que estava “escondido” e “mantido em segredo” - poderia ser encontrado na profecia, no que tinha sido “tornado conhecido”?

     De facto, mesmo se admitíssemos que Paulo proclamou o reino durante todo o seu ministério dos Atos, ele ainda teria ensinado “mais do que o que os profetas e Moisés disseram que devia acontecer”, pois mesmo no “Evangelho do reino”, o nosso Senhor proferiu “coisas ocultas desde a criação do mundo” (Mt 13:35); verdades que nem os profetas[1] nem Moisés tinham conhecido.

     Os factos, então, contradizem a afirmação de Paulo diante de Agripa? De maneira nenhuma. O problema é que os nossos amigos extremistas têm citado apenas metade da sua declaração. A primeira parte da sua declaração, no verso 22, é claramente qualificada pelo restante, no verso 23:

     "ISTO É, QUE O CRISTO DEVIA PADECER, E, SENDO O PRIMEIRO[2] DA RESSURREIÇÃO DOS MORTOS, DEVIA ANUNCIAR A LUZ A ESTE POVO, E AOS GENTIOS."

     Por outras palavras, os factos de que Cristo deveria sofrer, ressuscitar dos mortos e anunciar a luz a Israel e aos Gentios, não eram nada mais do que os profetas e Moisés já haviam predito. Porque é que então os Judeus haviam de se opor amargamente ao ministério de Paulo aos Gentios? O argumento de Paulo foi apenas isto.

     É-nos sempre difícil entender como um ensinador são da Palavra pode citar Atos 26:22 isoladamente, tornando o versículo uma declaração injustificada de Paulo, a saber, que até então ele não havia pregado nada além do que os profetas e Moisés haviam predito. Tanto o resto da declaração de Paulo aqui como o resto dos seus primeiros ensinamentos e escritos, parecem declará-los culpados, não somente de interpretar mal, como de deturpar as suas palavras claras. Isto é especialmente verdade, uma vez que a maioria deles tem sido confrontada repetidas vezes com estes factos.

 

[1] É verdade que o próprio nosso Senhor era um profeta, mas Paulo refere-se claramente aos profetas que Agripa cria (Ver. 27).

[2] Não em tempo, mas em posição. Veja 1 Cor. 15:20,23 e Col. 1:18.

 

 

 Atos dispensacionalmente Considerados

Cornelius R. Stam

 

Sermões e Estudos

José Carvalho
Hoje

Sermão proferido por José Carvalho em 13 de outubro de 2019

Jonas Pinho
A solidão do desespero

Sermão proferido por Jonas Pinho em 06 de outubro de 2019

Dário Botas
Seminário, ou Igreja?

Sermão proferido por Dário Botas em 29 de setembro de 2019

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 2:20 em 16 de outubro de 2019

ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário