Atos Dispensacionalmente Considerados - CAPÍTULO XXXVIII – Atos 20:13-38 (11)

Acts dispensationally considered

 

A CHAMADA À FIDELIDADE

     Voltamo-nos agora do futuro reservado para Paulo, para o futuro reservado para a igreja em Éfeso.

     “Lobos cruéis” viriam de fora, não poupando o rebanho (Ver. 29). E, o que é sempre mais desconcertante, apóstatas surgiriam de dentro, falando “coisas perversas, para atrair os discípulos após si” (Ver. 30). Quão naturalmente prontos estão os crentes instáveis ​​para seguir os tais, podendo aprender com o que aconteceu em Corinto, onde muitos procuraram seguir Apolo - que até recusou seguidores! No caso da igreja em Éfeso, a cujos anciãos Paulo estava agora a falar, é-nos dada ampla confirmação da verdade do seu aviso. Não demorou muito para que Himeneu e Alexandre tivessem “feito naufrágio” na fé, e tornando-se blasfemos (1 Tim. 1:19,20). E este Himeneu, juntamente com outro, Fileto, conseguiu “perverter a fé de alguns” (2 Timóteo 2:17,18). De facto, na sua última carta o apóstolo teve que escrever a Timóteo: “Bem sabes isto: que os que estão na Ásia[1] todos se apartaram de mim ...” (1 Tim. 1:15).

     Paulo sabia bem que tais coisas aconteceriam; ele sabia que o mundo, a carne e o diabo iriam conspirar conjuntamente para derrubar o que ele tinha tão incansavelmente labutado para edificar. Assim ele exorta-os:

     “Portanto, vigiai, lembrando-vos de que, durante três anos, não cessei, noite e dia, de admoestar, com lágrimas, a cada um de vós” (Ver. 31).

     Os líderes Cristãos farão bem em tomar profundamente a peito esta exortação. As igrejas, por mais fiéis que sejam à Palavra e a Cristo, não permanecem naturalmente assim; afastam-se naturalmente da fé e do seu Autor. De facto, isso é verdade para cada um de nós individualmente. Nenhum de nós ouse confiar em si mesmo. Cada um deve olhar para Deus continuamente para obter graça a fim de permanecer fiel, pois as influências destrutivas, tanto dentro como fora, são fortes. É assim que o apóstolo declara aqui que ele “não cess[ou] de admoestar ... a cada um[2] e exortou os anciãos da Igreja: "Portanto, vigiai" (Ver. 31) e "Olhai, pois, por vós e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos ...” (Ver. 28).

     Face à sua despedida deles, e face aos perigos espirituais que ameaçavam, o apóstolo agora conclui a sua exortação, recomendando-os a Deus e à Sua Palavra,[3] mas mais particularmente à “Palavra da Sua graça”, que diz ele, “é poderoso para vos edificar e dar herança entre todos os santificados” (v. 32).

     "A Palavra da Sua graça" era, é claro, a mensagem particular que Paulo fora encarregado de proclamar. Era a mensagem para a dispensação que estava a despontar agora, e seria esta mensagem que Deus usaria para estabelecê-los na fé, especialmente quando as suas glórias eram adicionalmente reveladas a Paulo e por seu intermédio nas suas epístolas.

     Quão semelhante é esta bênção àquela encontrada numa carta que o apóstolo havia escrito recentemente:

     “Ora, Àquele que é poderoso para vos confirmar segundo o meu Evangelho e a pregação de Jesus Cristo, conforme a revelação do mistério que desde tempos eternos esteve oculto” (Rom. 16:25).

     É porque a Igreja tem falhado em seguir estas instruções para a sua própria saúde espiritual e crescimento, que ela está tão fraca e doente hoje. Que Deus desperte o Seu povo para estas verdades e faça com que os crentes retornem com fé ao único grande corpo de verdade que pode estabelecê-los e edificá-los espiritualmente: “a Palavra de Sua graça”; “a pregação de Jesus Cristo conforme a revelação do mistério”.

 _____________________________________

[1] É garantido que o "todos” aqui pode se referir a um certo grupo que Timóteo reconheceria, ou aos crentes na Ásia como um corpo. Em qualquer caso, é evidente que houve uma séria deserção generalizada.

[2] Veja também Col. 1:28.

[3] Não há nenhum pensamento de sucessão apostólica. O apóstolo não os confia a Timóteo, mas “a Deus e à Palavra da Sua graça”.

 

 Atos dispensacionalmente Considerados

Cornelius R. Stam

 

Sermões e Estudos

Dario botas 16JUN19
O Espírito Santo nos dias de hoje II

Sermão proferido por Dário Botas em 16 de junho de 2019

Jose Carvalho 09JUN19
A vontade de Deus

Sermão proferido por José Carvalho em 09 de junho de 2019

>
FranciscoCorreia 02JUN19
Evangelismo II

Sermão proferido por Francisco Correia em 02 de junho de 2019

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 2:17 em 12 de junho de 2019

ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário