Atos Dispensacionalmente Considerados - CAPÍTULO XXXIII – Atos 18:23-28

Acts dispensationally considered

 

PAULO INICIA A SUA TERCEIRA JORNADA APOSTÓLICA

 

A SUA TERCEIRA PARTIDA DE ANTIOQUIA

 

     “E, estando ali algum tempo, partiu, passando sucessivamente pela província da Galácia e da Frígia, confirmando a todos os discípulos.

- Atos 18:23

 

     Como temos observado, a Igreja do reino do princípio dos Atos tinha a sua sede em Jerusalém, onde o Messias deveria reinar (Isaías 24:23) com os Seus doze apóstolos (Mateus 19:28) e de onde a lei deveria ir para todo o seu domínio (Isaías 2:2,3).

     A Igreja de Roma, no entanto, ensinando que a Igreja de hoje (ela própria) é o reino do Messias, mudou arbitrariamente a sua capital de Jerusalém para Roma, de onde a sua hierarquia dita as políticas e práticas dos seus súbditos em todo o mundo. Isto, apesar de dezenas de passagens simples da Palavra de Deus insistirem que a Igreja que é o reino de Cristo, teria e terá a sua sede em Jerusalém,[1] enquanto “a Igreja que é o Seu Corponão tem nenhuma sede na Terra. A sua sede é no Céu onde está a Cabeça (Efé. 1:22,23; Fil. 3:20).

     É triste dizer que muito do protestantismo ainda segue Roma ao ensinar que a Igreja desta dispensação é o reino de Cristo; que começou em Pentecostes ou antes, quando a mensagem do reino era proclamada pelos doze apóstolos. Não admira que as várias denominações tenham criado as suas próprias hierarquias para “governar” os assuntos dos seus membros próximos e distantes. Não admira que a recuperação gratuita da verdade tenha sido prejudicada pela maquinaria política protestante quase tanto como pela ditadura religiosa Romana.

     Nós enfatizamos isto aqui porque alguns têm chamado a Antioquia da Síria a sede da igreja Gentílica primitiva. Isso é um erro, pois não há indicação de que alguma hierarquia cristã regesse a partir de Antioquia. De facto, os associados mais proeminentes de Paulo (exceto Barnabé) são encontrados em quase toda parte, menos em Antioquia.

mapa

     No entanto, como para enfatizar o facto de que Paulo não estava associado aos doze no seu ministério do reino, o Espírito indicou que todas as três jornadas apostólicas de Paulo começaram em Antioquia, a cidade à qual Barnabé o levou inicialmente para ministrar entre os Gentios.

     Foi assim que, depois de passar “algum tempo” em Antioquia, o apóstolo “partiu, passando sucessivamente pela província da Galácia e da Frígia,[2] confirmando [ou, fortalecendo] todos os discípulos” (Ver. 23).

     Dean Howson tem a certeza de que numa viagem de Antioquia da Síria a Éfeso Paulo teria revisitado a maioria, se não todas as igrejas que ele havia fundado e ministrado, e não apenas as situadas na Galácia e na Frígia. Pode ser, no entanto, que as igrejas nessas duas regiões precisassem de atenção especial e que ele estivesse ansioso para retornar a Éfeso em cumprimento da sua promessa. Além disso, as igrejas da Síria, Cilícia, Licaónia, Panfília e Pisídia já haviam sido visitadas duas vezes. Em todo caso, deve ter havido muitas cenas comoventes quando o apóstolo reapareceu entre amigos que ele conquistou para Cristo e agora os consolidava na fé.

 _______________________________________

[1] Roma nem uma única vez é mencionada nesta relação.

[2] Estas palavras implicam o levar a cabo de um plano sistemático.

 

 

Sermões e Estudos

Alberto Veríssimo
Tempestade vivida

Sermão proferido por Alberto Veríssimo em 18 de agosto de 2019

Alberto Veríssimo
José, ou saber esperar em Deus

Reunião de Jovens por Alberto Veríssimo em 09 de agosto de 2019

Alberto Veríssimo
O bom é inimigo do ótimo

Sermão proferido em Oiã por Alberto Veríssimo em 08 de agosto de 2019

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 2:18 em 31 de julho de 2019

ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário