Mensagem à Igreja em Smirna - Apocalipse 2:8-11

8 E ao anjo da igreja que está em Smirna, escreve: Isto diz o Primeiro e o Último, que foi morto, e reviveu: 

9  Eu sei as tuas obras, e tribulação, e pobreza (mas tu és rico), e a blasfémia dos que se dizem judeus, e não o são, mas são a sinagoga de Satanás.  

10  Nada temas das coisas que hás de padecer. Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida.  

11  Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: O que vencer não receberá o dano da segunda morte.  

No estudo detalhado destas mensagens, é admirável ver a similitude de pensamento. Grandes temas como arrependimento, obras, vencer, são repetidos várias vezes, cada uma com uma pequena ênfase diferente. Um dos temas menores é pobreza e riquezas. Isto é primeiro declarado no versículo 9 – “Eu sei as tuas obras, e tribulação, e POBREZA (mas tu és RICO), e depois repetido à igreja de Laodiceia, capítulo 3:17 – “Como dizes: RICO sou, ,,, e POBRE ...”. Isto aponta para o tempo em que eles não poderão comprar nem vender a menos que tenham a marca da besta (Apo. 13:16,17). A pobreza também abundará como resultado do terceiro selo de Apocalipse 6:5,6.  

Esta é a primeira vez que lemos neste livro sobre Satanás.  Ele desempenha um papel proeminente no período da Tribulação. Ele é referido seis vezes nas sete mensagens às igrejas. Sob os quatro nomes de Satanás, Dragão, Diabo, e Serpente, ele é mencionado 29 vezes neste livro. Satanás será muito activo durante este tempo, pois sabe que o seu tempo é curto. Na mensagem à igreja em Smirna, ele é mencionado duas vezes.  

A sinagoga de Satanás (versículo 9) também é mencionada na carta à igreja em Filadélfia (Apo. 3:9). Esta sinagoga é o joio no meio do trigo, os que pretenderão ser Judeus (comparar cuidadosamente as parábolas do Reino dos céus em Mateus 13). Eles serão muito como os Fariseus dos dias de Jesus. E notemos, por favor, que eles não se chamam de Cristãos. Não haverá Cristãos, como tal, no período da Tribulação. Eles terão sido todos arrebatados para encontrar o Senhor nos ares antes do período da tribulação começar. Contudo, haverá muitos nesse período que serão verdadeiros crentes no Senhor Jesus Cristo (Apo. 4:4 – etc.).  

Há um elemento de conforto nos versículos 9 e 10. Jesus confortou os Seus discípulos em João 16:33 ao dizer, “Tenho-vos dito isto, para que em Mim tenhais paz; no mundo tereis aflições [TRIBULAÇÃO], mas tende bom ânimo, Eu venci o mundo”. Uma tribulação de natureza especial acontecerá num período fixo de tempo – dez dias. O Senhor diz-lhes para não temerem as coisas que hão-de padecer, mas para serem fieis até à morte. Isto cumpre-se em Apo. 12:11 – “...e não amaram as suas vidas até à morte”.  

A recompensa prometida é a coroa da vida. Isto aponta para o Milénio (Apo. 20:4).  

A frase “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas” leva-nos para onde os Evangelhos nos deixaram. Esta frase é usada 8 vezes nos quatro Evangelhos (Mat. 11:15, 13:9,43; Mar. 4:9,23; 7:16; Lucas 8:8; 14:35), e deve ser entendida como se aplicando ao ministério do nosso Senhor a Israel. O Espírito Santo de Deus usará a Palavra de Deus durante o Seu ministério no período da Tribulação.  

Os que vencerem (os crentes) não experimentarão a segunda morte. A segunda morte é ser lançado no Lago de Fogo (Apo. 20:14), que significa separação de Deus por toda a eternidade. Os vencedores entrarão no Milénio. Os seus nomes estarão no livro da vida (Apo. 3:5; 20:15).

Robert C. Brock

Sermões e Estudos

David Gomes 26SET21
Como lidar com portas fechadas

Tema abordado por David Gomes em 26 de setembro de 2021

Carlos Oliveira 24SET21
As religiões são todas boas?

Tema abordado por Carlos Oliveira em 24 de setembro de 2021

Alberto Verissimo 19SET21
Crer ou Crer, eis a questão

Tema abordado por Alberto Veríssimo em 19 de setembro de 2021

Estudo Bíblico
Estudo Bíblico

Sobre a Epístola aos Colossenses 4:3 em 22 de setembro de 2021

 
ver mais
 
  • Avenida da Liberdade 356 
    2975-192 QUINTA DO CONDE 





     
  • geral@iqc.pt 
  • 966 208 045
    961 085 412
    939 797 455
  • QUINTA DO CONDE
    Clique aqui para ver horário